Signs Nordeste e Maquintex reúnem 8,5 mil visitantes em 2019

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 24/09/2019
Próximas edições dos eventos já estão marcadas para 2021

Próximas edições dos eventos já estão marcadas para 2021

Mais de 350 marcas, 110 expositores e 8,5 mil visitantes: esses são os números da edição 2019 das feiras Signs Nordeste e Maquintex, que ocorreram entre os dias 10 e 13 de setembro, no Centro de Eventos do Ceará. A Febratex Group, organizadora dos eventos, já confirmou que as exposições voltam em 2021, entre os dias 14 e 16 de setembro. A empresa também anunciou que a Signs Nordeste mudará de nome e passará a chamar Signs Norte-Nordeste, em função da grande presença do público nortista na exibição de soluções para comunicação visual e impressão digital.

Helvio Roberto Pompeo Madeira, diretor presidente da Febratex Group, declarou: “Vimos a necessidade de alimentar este mercado com informação, tecnologia, networking e tudo mais que uma feira como a Signs Nordeste tem para oferecer. O norte e o nordeste vão ter mais oportunidades de ficar próximo desse núcleo que gera tantos empregos e é tão importante para a economia do país”.

Entre as expositoras da Signs Nordeste 2019, estiveram fornecedores como Qualygraf, Epson ABC, Mimaki, Abude Signs, Sign Tech By Xixiro, Imprimax, Potisigns, Alltak e 3M. Já a Maquintex 2019 contou com empresas como a Andrade Máquinas, Audaces, Barudan, Elastan, Galileu, Sell-Mac e Silmaq.

Campeonatos de envelopamento

A Signs Nordeste sediou etapas regionais de dois concursos de envelopamento de vinil adesivo: o Décor Wrapping e o Cambea.

No Décor Wrapping, promovido pela Imprimax, instaladores são testados em suas habilidades de decoração ambiental. O campeão da bateria nordestina do concurso foi Etelvino José Inácio, que ganhou 2 mil reais em produtos Imprimax, 500 reais em produtos Exfak e garantiu uma vaga para a etapa principal, que ocorrerá em julho de 2020.

Promovido pela Alltak, o Cambea (Campeonato de Envelopamento Automotivo) contou com Justin Pate, britânico considerado um dos maiores nomes do em envelopamento automotivo. A vencedora da fase nordestina da competição foi a D’Core Adesivos, que adesivou com perfeição o capô de um carro, em cinco horas. A vencedora ganhou passagem e hospedagem para disputar a etapa principal do campeonato, em 2020.

Etapas do Décor Wrapping e do Cambea foram atrações da Signs Nordeste 2019

Mais eventos paralelos

Outro destaque da exibição foi o Fórum de Informações Maquintex, que contou com 30 palestras e painéis com temas para profissionais e empreendedores da indústria têxtil. Foram compartilhadas experiências e pesquisas sobre inovações tecnológicas, além de estudos sobre sustentabilidade, design, gestão, branding, planejamento e consumo. 

Durante a Signs Nordeste 2019, a Sindgráfica-CE realizou a 3ª edição da Semana de Tecnologia Gráfica, em parceria com a FIEC e o Sebrae. A instituições apresentaram uma série de palestras sobre vendas, sustentabilidade e inovação em serigrafia, impressão e comunicação visual.

A Signs Nordeste 2019 também sediou o Prêmio Bureau Criativo, organizado pela Revista Grandes Formatos. Em sua 10ª edição, o concurso destacou e reconheceu os melhores trabalhos de impressão digital de todas as regiões do país.

Números das feira: 350 marcas, 110 expositores e 8,5 mil visitantes

Fonte: Febratex



Tinta ecossolvente da Mutoh recebe o GreenGuard Gold

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 13/11/2019
Tinta ecossolvente da Mutoh recebe o GreenGuard Gold

Tinta ecossolvente da Mutoh recebe o GreenGuard Gold

A fabricante Mutoh anunciou que as tintas ecossolventes MS41 receberam o selo GreenGuard Gold. A certificação foi obtida para a categoria “Papel de Parede”. Isso significa que os insumos podem ser impressos com segurança em mídias para salas de aula, escritórios e ambientes de saúde, como hospitais e clínicas.

A certificação atesta que as tintas MS41 atendem ao padrão UL 2818-2013, para emissões químicas de materiais de construção, acabamentos e móveis. Portanto, as impressões feitas com os insumos são adequadas para aplicações internas.

A GreenGuard Gold é uma certificação voluntária emitida pela UL. Para obter o selo, o produto analisado deve atender a critério rígidos de segurança e saúde de indivíduos sensíveis, como crianças e idosos. O selo ajuda a identificar materiais saudáveis e sustentáveis.

Especificamente desenvolvidas para as novas impressoras XpertJet Sign & Display da Mutoh, as tintas MS41 estão disponíveis em sete cores (CMYK, Lc, Lm e Lk) e são vendidas em embalagens reutilizáveis.

Adequada para aplicações externas e internas de longo prazo, a MS41 é resistente a intempéries, abrasão e produtos químicos. Ela pode durar até três anos sem laminação.

Fonte: Mutoh



Você sabe como funciona a tinta látex?

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 09/04/2021
Durável e sustentável, a látex foi um divisor de águas no segmento das inkjet de grande formato

Durável e sustentável, a látex foi um divisor de águas no segmento das inkjet de grande formato

Solvente, UV e à base d’água: essas eram as principais tintas de impressão inkjet de grande formato até o ano de 2008.

A tinta à base d’água foi usada principalmente para estampar peças de uso interno, com qualidade ótima e excelente gama de cores. Porém, por ter baixa resistência, não era adequada para aplicações externas.

Por apresentar resistência a água e estabilidade a raios UV, a tinta solvente foi usada principalmente para sinalização externa. Ela, porém, não oferecia uma qualidade ótima de impressão para visualizações de perto. A versão “eco” da solvente, assim como a “mild solvent”, foi desenvolvida como opção econômica, por prescindir de alguns produtos químicos mais caros.

Já a tinta UV era o “rei das mídias rígidas”. Sua falta de flexibilidade era compensada por sua adesão. Por isso, a UV podia imprimir em muitas superfícies. Mas a gama de cores e a qualidade de imagem eram semelhantes às da tinta solvente. Posteriormente, uma versão flexível da tinta UV foi desenvolvida. No entanto, ela perdeu parte de seu poder de adesão.

Então, em 2008, a HP lançou a primeira tinta à base d’água durável para uso externo: a tecnologia látex HP, cujo objetivo também era ser a impressão mais amigável ao ambiente disponível no mercado. Com ela, a HP se orgulhava de oferecer o melhor dos dois mundos: a qualidade das tintas à base d’água e a durabilidade externa das tintas solventes. Isso proporcionou uma versatilidade incomparável, pois era possível obter qualidade interna e durabilidade externa ao usar um único conjunto de tintas — além de elas serem seguras para o meio ambiente e para os operadores.

Em 2013, a HP anunciou uma nova geração da HP Latex, e desde então a fabricante está melhorando continuamente a tecnologia. Nessa ocasião, a fabricante criou um líquido otimizador transparente com o fim de eliminar a necessidade de secadores na zona de impressão, mantendo o ganho de ponto perfeito. A HP também adicionou um componente antirriscos à tinta, para aumentar a durabilidade das imagens, melhorar a eficiência da cura e aumentar a produtividade dos birôs e gráficas.

Em 2018, a HP lançou a série HP Latex R, composta por equipamentos com sistema híbrido de alimentação de substratos, com funções de impressão plana e rolo a rolo. Foi a ocasião também da introdução de uma nova geração da tinta látex. Entre as inovações dessa linha, estavam a nova tinta branca e o “Overcoat”, insumo usado para dar acabamento e proteção superficial às imagens. Como ele é aplicado por um canal separado, o operador pode escolher quando usá-lo ou não. Em aplicações que serão laminadas, por exemplo, não é preciso aplicá-lo. Essa geração também evoluiu em termos de cura, exigindo temperaturas menores para o processo. Como vantagem, um número maior de mídias pôde ser estampado pelas impressoras látex.

A tinta látex da HP é composta basicamente por água (water), pigmentos (pigment) e polímeros sintéticos

A mecânica

As tintas HP Latex consistem em água (65%), pigmentos, polímeros de látex (sintéticos, totalmente hipoalergênicos) e pequenas quantidades de outros químicos.

Na primeira etapa da impressão com as tintas HP Latex, um líquido otimizador é disparado pelas cabeças térmicas exclusivas da marca, com o fim de criar uma camada de partículas carregadas positivamente, apenas onde a imagem será impressa. Em seguida, são sobrepostas as tintas coloridas. Seus pigmentos, carregados negativamente, são atraídos pelo otimizador (positivo), e a maior parte dos pigmentos se aloja na parte inferior da solução na mídia. Para finalizar, o Overcoat, quando necessário, é aplicado sobre a tinta.

No equipamento, a mídia se move através da zona de impressão em direção ao sistema de cura, onde ocorre tanto a evaporação da água da tinta quanto o encapsulamento dos pigmentos pelos polímeros de látex e componentes de acabamento. Como resultado, forma-se uma fina película de látex, transparente, flexível e à prova d'água, com agentes de proteção superficial e pigmentos com resistência a arranhões. Assim, a impressão está pronta para ser manuseada e receber o acabamento.

Os pigmentos (carregados negativamente) encontram-se com as partículas de otimizador (carregadas positivamente) 
Como resultado de impressão e cura, é criada uma película fina e colorida de látex

Benefícios da HP Latex

Produtividade: as imagens saem completamente secas da impressora, prontas para o acabamento e expedição. A látex não racha nem desbota quando esticada. Além disso, não altera as características dos substratos, ao contrário das tintas UV e solvente. Portanto, mesmo depois de impressas, as mídias conservam suas propriedades originais. A látex também é versátil e capaz de estampar uma gama ampla de materiais, de papel a PVC, de SAV a PETG, e até mesmo tecidos.

Fácil de usar: oferece muitos recursos que economizam tempo, como o HP PrintOS, software com ferramentas para observar e gerenciar toda a produção.

Bom para o meio ambiente e para o operador: as tecnologias HP Latex oferecem muitas oportunidades de reciclagem e redução de consumo. Os cartuchos de tinta, as cabeças de impressão e, em alguns casos, os cartuchos de manutenção podem ser reciclados gratuitamente por meio do programa HP Planet Partner.

Este artigo teve apoio da Agis e foi originalmente escrito pelo consultor técnico da HP Bruce Wayne Van Greunen
Este artigo contou com o apoio da Agis, distribuidora de suprimentos e equipamentos HP Latex