Dicas para comprar o vinil adesivo correto para trabalhos de sinalização e comunicação visual

Por Eduardo Yamashita em 11/05/2015

O vinil adesivo oferece muitas vantagens. Na decoração ou no envelopamento de veículos, por exemplo, a película dá a oportunidade de sinalizar e comunicar sem danificar a superfície do carro ou da parede. Além disso, pode-se trocar essa comunicação em pouco tempo, prescindindo de materiais permanentes, como as tintas. Portanto, trata-se de uma estratégia acessível e de ótimo custo-benefício.

Saiba o que você precisa saber para escolher o vinil adequado para as suas produções

Veja o que você precisa saber para escolher o vinil adequado para as suas produções

Tipos de vinis adesivos

Em primeiro lugar, saiba que há vários tipos de películas adesivas. Elas podem ser classificadas conforme o PVC, adesivo ou liner:

PVC:

- Fabricação: cast, calandrado monomérico ou calandrado polimérico;
- Propriedade óptica: opaco, translúcido, transparente ou cristal;
- Acabamento: brilhante, fosco, semibrilhante ou semifosco.

Adesivo:

- Borracha;
- Acrílico: à base de solvente ou à base d’água (permanente, removível, reposicionável).

Liner:

- Sintético;
- Papel sem tratamento;
- Papel com tratamento sintético.

Essas características técnicas determinam o desempenho dos vinis:

- Calandrado x cast: espessura, aplicação e durabilidade;
- Monomérico x polimérico: durabilidade;
- Opaco x transparente x translúcido x cristal: passagem de luz;
- Brilhante x fosco x semifosco x semibrilhante: acabamento superficial;
- Adesivo de borracha x adesivo acrílico: durabilidade;
- Adesivo à base d’água x adesivo à base de solvente: durabilidade;
- Permenente x reposicionável x removível: adesão inicial e final;
- Liner: estabilidade.

Vinil cast e vinil calandrado

Aplicação: o cast pode ser aplicado em todos os tipos de superfícies (planas, curvas simples, curvas compostas, corrugadas, sem ou com rebites). Já o calandrado é limitado a superfícies planas e curvas simples.

Produção: o calandrado é produzido em calandras. O cast é confeccionado em equipamentos parecidos com os que fazem cobrimentos de materiais líquidos. Veja detalhes da produção de ambos os processos nesse outro artigo.

Custos de fabricação: as tecnologias e matérias-primas empregadas na fabricação do cast aumentam o custo do vinil. Portanto o cast é mais caro que o calandrado.

Características:

- Espessura: o cast é mais fino, ao passo que o calandrado é mais espesso;

- Flexibilidade: o cast é mais flexível, enquanto que o calandrado é mais rígido;

- Memória elástica: o calandrado tem mais memória;

- Durabilidade: as matérias-primas utilizadas nos filmes calandrados não proporcionam performances tão boas quanto às dos cast. Os filmes cast têm excelente durabilidade.

Saiba quando escolher entre o vinil cast e o calandrado

Saiba quando escolher entre o vinil cast e o calandrado

Na hora de escolher

Em primeiro lugar, você precisa entender o que o seu cliente precisa e deseja. Pergunte-se: qual é a durabilidade do projeto? Em qual superfície de aplicação ele será instalado? Qual é o processo de imagem que será utilizado? A escolha do vinil adesivo vai depender das respostas a essas questões.

Por exemplo, em superfícies de curvas simples ou planas, você pode utilizar qualquer filme. Mas as curvas complexas pedem vinis cast. Conhecer a durabilidade do projeto também é muito importante, pois os vinis calandrados têm menor desempenho que os cast.

No processamento da imagem, verifique a tecnologia utilizada: recorte eletrônico, impressão digital ou serigrafia. No caso da impressão solvente, a recomendação é que, depois de impresso, o material deve ser evaporado totalmente e, de preferência, muito rápido, para que a qualidade da película não se altere.

Assim, em trabalhos promocionais, deve-se usar vinis promocionais. Já trabalhos que exigem alta durabilidade, vão exigir películas de alta performance. Para aplicações em curvas complexas, use películas cast. Os backlits requerem películas translúcidas.

Na hora de comprar o vinil, atente-se aos seguintes itens:

- Procedência (fabricante);

- Validade (shelf life do produto);

- Boletim técnico (informações técnicas do produto);

- Garantia do produto;

- Suporte comercial e técnico.

 

***

Texto originalmente publicado com exclusividade no InfoSign, no dia 11 de maio de 2013.

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis, envelopamentos de carro e comunicação visual.



Mimaki lança impressora 3DUJ-553

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 30/08/2017
3DUJ-553 emprega tecnologias e diferenciais únicos

3DUJ-553 emprega tecnologias e diferenciais únicos

A fabricante Mimaki anunciou o lançamento da 3DUJ-553, impressora UV LED 3D capaz de estampar mais de 10 milhões de cores em peças para sinalização, protótipos e outros produtos e objetos.

Ronald van den Broek, gerente de vendas da Mimaki Europa, declarou: “Outras soluções de impressão 3D falham em não conseguir produzir objetos com cores fotorrealistas. Muitas vezes, isso requer que os objetos sejam pintados à mão, algo demorado e dispendioso. Além disso, a maioria dos objetos impressos em 3D requer a remoção de dispositivos estabilizadores antes que sejam usados. Isso gasta tempo e corre-se o risco de danificar o objeto. Com a 3DUJ-553, essas barreiras são eliminadas, pois ela imprime imagens fotorrealistas e seu material de suporte solúvel em água pode ser facilmente lavado sem danificar o objeto. Acreditamos que esta impressora será recebida calorosamente por profissionais nos mercados de sinalização, educação, saúde, fabricação, arquitetura, construção, entre outros”.

Confira detalhes técnicos da 3DUJ-553:

- Impressão de mais de 10 milhões de cores: por empregar UV LED, a 3DUJ-553 é capaz de produzir camada a camada e aplicar um revestimento de tinta de aproximadamente 22 micra, em CMYK, branco e tinta transparente. A cura UV LED também aplica calor mínimo ao objeto. A impressora inicia rapidamente e usa pouca energia;

- Gama de cores expandida: capaz de atingir 84% das cores da norma FOGRA 39L e 90%, da SWOP;

- Perfis de cores: a 3DUJ-553 é a primeira impressora 3D do mundo a empregar perfis de cores, o que permite a reprodução de imagens mais precisas e a visualização correta dos tons em monitores de PC;

- Tinta transparente: cria efeitos superficiais nos objetos impressos. A combinação de tintas transparentes e CMYK possibilita aumentar a criatividade dos designers;

- Pós-processo: as tintas da 3DUJ-553 contêm uma resina acrílica que produz dureza equivalente à resina ABS. Isso significa que os procedimentos de revestir, perfurar e fixar parafusos não causam danos aos objetos. A resina também adiciona resistência climática, suavidade e força à superfície dos materiais;

- Material de suporte solúvel em água: permite a remoção do material de suporte, mesmo em objetos muito delicados, sem a necessidade de cortar ou raspar;

- Câmera de monitoramento: permite que os usuários observem o status das operações.

Fonte: Mimaki



MultiTouch lança telão interativo para sinalização digital

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 14/10/2014

Nove unidades de 55 polegadas compõem o telão interativo

Nove unidades de 55 polegadas compõem o telão interativo

A MultiTouch, provedora de sistemas interativos, anunciou o MultiTaction iWall, solução de sinalização digital composta por nove telas MultiTaction de 55 polegadas.

O dispositivo, que roda com o programa MultiTaction Experience, possibilita toques simultâneos e reconhecimento de objetos. As telas são de Full HD, ultrafinas e multitouch, o que resulta em uma diferença pixel a pixel inferior a seis milímetros entre os displays.

Segundo a empresa, a MultiTaction iWall reproduz imagens de alta resolução, que permanecem claramente definidas quando o usuário está longe ou a alguns centímetros de distância.

Petri Martikainen, CEO da MultiTouch, declarou: "Estamos ansiosos para saber como o público reagirá diante da MultiTaction iWall, e queremos conhecer parceiros para disseminar a solução."

Assista ao vídeo sobre a solução:

Fonte: Digital Signage Connection