Dicas para comprar o vinil adesivo correto para trabalhos de sinalização e comunicação visual

Por Eduardo Yamashita em 11/05/2015

O vinil adesivo oferece muitas vantagens. Na decoração ou no envelopamento de veículos, por exemplo, a película dá a oportunidade de sinalizar e comunicar sem danificar a superfície do carro ou da parede. Além disso, pode-se trocar essa comunicação em pouco tempo, prescindindo de materiais permanentes, como as tintas. Portanto, trata-se de uma estratégia acessível e de ótimo custo-benefício.

Saiba o que você precisa saber para escolher o vinil adequado para as suas produções

Veja o que você precisa saber para escolher o vinil adequado para as suas produções

Tipos de vinis adesivos

Em primeiro lugar, saiba que há vários tipos de películas adesivas. Elas podem ser classificadas conforme o PVC, adesivo ou liner:

PVC:

- Fabricação: cast, calandrado monomérico ou calandrado polimérico;
- Propriedade óptica: opaco, translúcido, transparente ou cristal;
- Acabamento: brilhante, fosco, semibrilhante ou semifosco.

Adesivo:

- Borracha;
- Acrílico: à base de solvente ou à base d’água (permanente, removível, reposicionável).

Liner:

- Sintético;
- Papel sem tratamento;
- Papel com tratamento sintético.

Essas características técnicas determinam o desempenho dos vinis:

- Calandrado x cast: espessura, aplicação e durabilidade;
- Monomérico x polimérico: durabilidade;
- Opaco x transparente x translúcido x cristal: passagem de luz;
- Brilhante x fosco x semifosco x semibrilhante: acabamento superficial;
- Adesivo de borracha x adesivo acrílico: durabilidade;
- Adesivo à base d’água x adesivo à base de solvente: durabilidade;
- Permenente x reposicionável x removível: adesão inicial e final;
- Liner: estabilidade.

Vinil cast e vinil calandrado

Aplicação: o cast pode ser aplicado em todos os tipos de superfícies (planas, curvas simples, curvas compostas, corrugadas, sem ou com rebites). Já o calandrado é limitado a superfícies planas e curvas simples.

Produção: o calandrado é produzido em calandras. O cast é confeccionado em equipamentos parecidos com os que fazem cobrimentos de materiais líquidos. Veja detalhes da produção de ambos os processos nesse outro artigo.

Custos de fabricação: as tecnologias e matérias-primas empregadas na fabricação do cast aumentam o custo do vinil. Portanto o cast é mais caro que o calandrado.

Características:

- Espessura: o cast é mais fino, ao passo que o calandrado é mais espesso;

- Flexibilidade: o cast é mais flexível, enquanto que o calandrado é mais rígido;

- Memória elástica: o calandrado tem mais memória;

- Durabilidade: as matérias-primas utilizadas nos filmes calandrados não proporcionam performances tão boas quanto às dos cast. Os filmes cast têm excelente durabilidade.

Saiba quando escolher entre o vinil cast e o calandrado

Saiba quando escolher entre o vinil cast e o calandrado

Na hora de escolher

Em primeiro lugar, você precisa entender o que o seu cliente precisa e deseja. Pergunte-se: qual é a durabilidade do projeto? Em qual superfície de aplicação ele será instalado? Qual é o processo de imagem que será utilizado? A escolha do vinil adesivo vai depender das respostas a essas questões.

Por exemplo, em superfícies de curvas simples ou planas, você pode utilizar qualquer filme. Mas as curvas complexas pedem vinis cast. Conhecer a durabilidade do projeto também é muito importante, pois os vinis calandrados têm menor desempenho que os cast.

No processamento da imagem, verifique a tecnologia utilizada: recorte eletrônico, impressão digital ou serigrafia. No caso da impressão solvente, a recomendação é que, depois de impresso, o material deve ser evaporado totalmente e, de preferência, muito rápido, para que a qualidade da película não se altere.

Assim, em trabalhos promocionais, deve-se usar vinis promocionais. Já trabalhos que exigem alta durabilidade, vão exigir películas de alta performance. Para aplicações em curvas complexas, use películas cast. Os backlits requerem películas translúcidas.

Na hora de comprar o vinil, atente-se aos seguintes itens:

- Procedência (fabricante);

- Validade (shelf life do produto);

- Boletim técnico (informações técnicas do produto);

- Garantia do produto;

- Suporte comercial e técnico.

 

***

Texto originalmente publicado com exclusividade no InfoSign, no dia 11 de maio de 2013.

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis, envelopamentos de carro e comunicação visual.



Caldera lança solução de automação de pré-impressão

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 09/06/2020
PrimeCenter visa melhorar o desempenho das etapas de preparação de arquivos

PrimeCenter visa melhorar o desempenho das etapas de preparação de arquivos

A desenvolvedora Caldera apresentou o novo PrimeCenter, software de automação de pré-impressão que melhora o desempenho produtivo de gráficas digitais de todos os tamanhos.

O PrimeCenter oferece ferramentas exclusivas para automatizar a produção peças de comunicação visual, como banners, itens de pdv, adesivos, entre outros. Para empresas pequenas isso pode representar uma economia de tempo significativa, permitindo que um proprietário-operador use uma interface dedicada. Para operações de impressão maiores, o PrimeCenter reduz a multiplicidade de tarefas repetitivas e corriqueiras na pré-impressão.

Desenvolvido em cooperação com a Zünd, fabricante de equipamentos de corte, o PrimeCenter emparelha com o RIP e se encaixa em um fluxo de trabalho de impressão e corte. Além de comprovar o preflight, a sangria e o nesting, a ferramenta também reduz o nível de erros manuais e economiza tempo na preparação de arquivos.

Diferentes arquivos (pdf, tif, jpeg, png) podem ser preparados e otimizados automaticamente. Esses arquivos são pré-apresentados, marcados e aninhados em layouts “prontos para a produção”.

O PrimeCenter é vendido em três edições. A “Basic” exige que os usuários apliquem manualmente as ações. A “Pro” disponibiliza aplicações semiautomatizadas por meio de importação automática de arquivos. Nessa edição, os layouts são gerados automaticamente, embora não sejam instantaneamente exportados para o RIP. Já a versão “Max” exporta automaticamente os layouts dos arquivos para o RIP.

O PrimeCenter não substitui o RIP, pois não aciona diretamente nenhuma impressora ou mesa de corte, mas atua como um firewall.

Fonte: Caldera



Ampla participará da feira ExpoPrint Latin America 2018

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 13/01/2018
Fabricante apresentará soluções de grandes formatos para o público da área gráfica

Fabricante apresentará soluções de grandes formatos para o público da área gráfica

A Ampla Digital, fabricante nacional de impressoras digitais de grandes formatos, estará presente na ExpoPrint Latin America 2018, feira de impressão que ocorrerá entre os dias 20 e 24 de março, em São Paulo (SP).

Ricardo Augusto Lie, diretor de negócios e sócio da Ampla, declarou: “A ExpoPrint é a grande vitrine da indústria gráfica na América Latina. Por isso, a participação da Ampla é estratégica. Temos grande expectativa de mostrar as nossas soluções em impressão de grandes aos industriais gráficos, que hoje buscam diversificação na impressão comercial e promocional. Acreditamos que nosso portfólio de produtos tem muito a contribuir com a indústria gráfica no processo de ampliação de seu leque de serviços e produtos ofertados”.

Para Lie, o bom momento da retomada de investimentos no país vem acompanhada de um pensamento mais estratégico: “O que tem inspirado grande otimismo e confiança no crescimento do setor e da Ampla neste mercado é que, com a recente crise pela qual o país passou, há um cuidado e uma consciência muito maiores, por parte dos empresários, ao definir onde realizar seus investimentos. Essa postura exige também um maior grau de planejamento, o que vai exatamente ao encontro da nossa abordagem, pois sempre buscamos trabalhar nossas vendas de forma consultiva, entendendo as reais necessidades do negócio de cada cliente”.

O portfólio da Ampla é composto por produtos que atendem desde o pequeno empresário até as grandes empresas multinacionais. São mais de três mil impressoras instaladas no Brasil e cerca de 100 no exterior. A empresa conta com mais de 100 funcionários na matriz em Pinhais (PR) e nas filiais em São Paulo (SP), Lauro de Freitas (BA) e Belo Horizonte (MG).

A rede de distribuidores e assistências técnicas autorizadas da Ampla atua em praticamente todas as regiões do país. A empresa possui também distribuidores na América Central, Argentina, Bélgica, Bolívia, Canadá, Chile, Colômbia, Egito, Equador, Índia, México, Oriente Médio, Peru, Reino Unido, Rússia e Uruguai.

Fonte: Expoprint