Entrevista: as campeãs do Decor Wrapping 2018

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 02/08/2018
Aline e Priscilla: conhecimento, organização e execução esmerada de técnicas de instalação

Aline e Priscilla: conhecimento, organização e execução esmerada de técnicas de instalação

Sete anos de dedicação que começam a render frutos. Apurando suas habilidades desde 2011, as aplicadoras Aline Taine Guaiume e Priscilla Ferreira Gomes, da Artimax, empresa de Valinhos (SP), chegaram a um patamar de excelência comprovada entre os dias 25 e 28 de julho, na Serigrafia Sign (FuturePrint) de 2018. A feira sediou a primeira edição do Decor Wrapping, competição de adesivação decorativa promovida pela Imprimax, fabricante de mídias para comunicação visual.

A dupla de envelopadoras não foi menos que triunfal, sagrando-se campeã da estreia do campeonato. Chegar no topo do pódio, obviamente, não foi fácil. Na fase inicial da competição, o portfólio de serviços das meninas eliminou dezenas de outros inscritos de alto nível. Passaram pela primeira peneira e foram convocadas a mostrar suas habilidades, na prática, no estande da Imprimax dentro da Serigrafia Sign. Nos três primeiros dias de disputas, Aline e Priscilla foram avançando as etapas classificatórios, até chegar à fase final, no quarto e último dia do evento. Conhecimento, organização, limpeza e execução regular das técnicas de adesivação garantiram o primeiro lugar para a equipe, que falou abaixo sobre como foi participar do Decor Wrapping 2018:

Como vocês ficaram sabendo do Decor Wrap?

Por meio de um vídeo postado nas redes sociais da Imprimax. Então, fizemos o contato com o pessoal e enviamos o portfólio dos nossos serviços. Fomos selecionadas para participar dessa primeira edição do campeonato.

Conte um pouco sobre a participação de vocês na competição, durante a feira Serigrafia Sign.

Foi uma experiência incrível! Deu muito frio na barriga, mas não duvidamos do nosso potencial. Porém, foi uma surpresa sairmos como campeãs. Ficamos muito satisfeitas em poder compartilhar nossos conhecimentos. Também aprendemos muito, pois teve muita troca de informação, e conhecer é aprender e aprender é não esquecer.

Quais os maiores desafios que vocês enfrentaram durante a competição?

O maior desafio foi o tempo limitado para as aplicações. Ou seja, tivemos que trabalhar sob pressão. No entanto, foi algo possível.

O que fez a diferença para que vocês conseguissem sair vencedoras?

Foi a confiança. Não deixamos de acreditar em nossa capacidade. Não deixamos de acreditar que poderíamos conseguir vencer.

Ter vencido a competição vai ser um diferencial para vocês e suas empresas?

Sim! Estamos muito satisfeitas, e os brindes que ganhamos vieram mesmo para somar, e vamos aproveitá-los da melhor forma possível. Também foi uma grande experiência para o nosso currículo, além de ficarmos mais conhecidas no mercado, devido à exposição que tivemos. Mas nosso maior prazer é continuar a fazer o que amamos.

Vocês vão participar de novo na próxima edição?

Se tivermos a oportunidade, com certeza vamos participar.



Mimaki Brasil lança equipamento de impressão direta em tecido

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 26/05/2015

Tx500-1800B é indicada para estampar em algodão, seda, linho e viscose

Tx500-1800B é indicada para estampar em algodão, seda, linho e viscose

A Mimaki, fabricante de equipamentos para impressão têxtil, industrial e solvente, lançou no Brasil a Tx500-1800B, que realiza impressão direta em tecido em alta velocidade, assim como outros modelos anteriores, como o TS500-1800. Além disso, a Tx500-1800B dispara gotas de tintas com volumes variáveis (de 7 a 21 picolitros) e pode trabalhar na velocidade máxima de 140m2/h (modo 4 cores) e 85m2/h (modos 6 e 8 cores).

A impressora emprega sistema "belt" de alimentação de substrato, que fixa o tecido durante o processo para que ele não estique e saia do lugar. Isso gera estabilidade sobretudo na impressão de materiais com elasticidade.

Entre os diferenciais técnicos da impressora está o Maps (sistema avançado de passadas exclusivo da Mimaki que ajuda na redução de banding) e o software com função de recuperação de nozzles, com a qual é possível manter a qualidade de impressão até o reparo das cabeças entupidas e que não podem ser limpas por meio de processos convencionais.

A alimentação de tinta da Tx500-1800B é realizada por meio de garrafas. A máquina também emprega sistema de desgaseificação para aumentar a precisão da impressão e reduzir o custo do processo. Trata-se de uma função que elimina ar e bolhas existentes na tinta.

Outro destaque é o sistema de fornecimento ininterrupto de tinta. Com ele, duas garrafas por cor podem ser usadas, e quando uma acaba a outra inicia automaticamente o fornecimento. Essa função está disponível somente para o modo 4 cores.

Fonte: Mimaki Brasil



Xerox lança impressoras a jato de tinta única passada

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 18/02/2013

Xerox CiPress 500: inkjet de banda estreita voltada para os mercados comercial e editorial

Xerox CiPress 500: inkjet de banda estreita voltada para os mercados comercial e editorial

A Xerox, fabricante de soluções gráficas, anunciou os modelos CiPress™ 500 e 325, equipamentos a jato de tinta (única passada) para produção de materiais para os segmentos editorial (catálogos, livros e manuais) e de marketing impresso (folhetos e folders). Imprimindo em bobinas (sistema rotativo), as impressoras são de banda estreita, suportando rolos de 24 cm de largura, podendo trabalhar nas velocidades de 500 ou 325 metros por minuto.

Usando tintas sem água, atóxicas e certificadas (pela INGEDE), o modelo CiPress imprime em papéis, e emite relatórios de acompanhamento de tinta, informando a quantidade exata do insumo que foi utilizada nos trabalhos.

Segundo a fabricante, a CiPress também tem setups automatizados e controles que agilizam a produção. Conta também com o servidor Xerox FreeFlow®, que lida com trabalhos com dados variáveis (​​sem sacrificar a velocidade de impressão). Além disso, oferece suporte para IPDS, PDF, PS e VIPP.

Fonte: Xerox