Konica Minolta anuncia nova impressora inkjet de alta produtividade

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 16/05/2024
AccurioJet 60000 trabalha com folhas no formato B2 da próxima geração

AccurioJet 60000 trabalha com folhas no formato B2 da próxima geração

A fabricante Konica Minolta estará na Drupa 2024, maior exposição internacional de impressão, na Alemanha, entre os dias 28 de maio e 7 de junho, para apresentar pela primeira vez o AccurioJet 60000, equipamento inkjet capaz de rodar na velocidade de 6.000 folhas por hora (ou 3.000 folhas por hora em frente e verso).

A impressora inclui dispositivos de gerenciamento de cores, sistemas de inspeção de qualidade de imagem e monitoramento da qualidade das cabeças.

A impressora emprega tinta com tecnologia patenteada Dot Freeze, que reproduz imagens de alta qualidade com gradação, brilho e qualidade de impressão offset.

A tecnologia realiza dois processos (sem usar materiais pré-revestidos): o disparo da tinta de alta velocidade e a cura da tinta quando ela atinge a mídia, fixando o ponto para suprimir a infiltração de cores.

Fonte: Konica Minolta



Neenah lança mídia de papel para impressão de grande formato

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 26/03/2020
Neenah Imagemax Signage é alternativa ao estireno

Neenah Imagemax Signage é alternativa ao estireno

A fabricante Neenah anunciou no mercado internacional a Neenah Imagemax Signage, mídia de papel para impressão de grande formato, indicada para aplicações como sinalização suspensa e pontos de venda. Trata-se de mais uma oferta dos produtos sustentáveis da empresa, que é certificada pelo FSC, Green-e e SmartWay.

Além de poder substituir o estireno, o substrato tem revestimento liso e pode receber impressão UV e látex.

De acordo com a empresa, o substrato tem as seguintes características:

  • Livre de estática;
  • Até 20% mais leve;
  • 94% de brilho;
  • Absorção de tinta que permite impressão sem bandings;
  • Não deixa impressões digitais (de dedos).

Fonte: Neenah



Enfrente os desafios da pandemia de covid-19

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 04/08/2020
Momento pede proatividade e aproximação com os clientes

Momento pede proatividade e aproximação com os clientes

Vamos ser sinceros, a indústria - e o mundo - está em conflito por causa da pandemia de covid-19 em andamento, e acho que levará um tempo até que as coisas voltem a ser como eram, não apenas em nosso setor, mas em muitos outros. Apesar dos desafios óbvios que os birôs e gráficas digitais continuam enfrentando, acho que há oportunidades a serem aproveitadas, tanto no momento atual (em que continuamos a lidar com as quarentenas) quanto no momento em que finalmente debelarmos o coronavírus.

No entanto, é imperativo que birôs tenham os mecanismos certos para manter seus negócios funcionando, como sistemas de orçamentos e pedidos on-line. Além disso, as empresas devem permanecer proativas, ficar próximas aos seus clientes e oferecer alternativas paraq lidar com as novas necessidades. Por exemplo, restaurantes podem ter mudado sua oferta apenas para o tipo de serviço “take-away”, reduzindo seus menus ou alterando seu horário de funcionamento. Por isso, eles precisarão comunicar essas novidades aos clientes, e os impressos tradicionais são uma maneira de fazê-lo. O mesmo pode estar acontecendo com pubs e bares. Também é uma boa ideia entrar em contato com novos clientes para verificar quando seus negócios voltarão a funcionar e se eles precisam de material impresso para promover suas reaberturas.

Preparando-se para o retorno

Na reabertura, provavelmente haverá um surto inicial nos negócios, pois muitas empresas voltarão a consumir impressos e sinalizações. Os clientes procurarão compensar o tempo perdido. Os estabelecimentos de varejo e restaurantes estarão, sem dúvida, ansiosos para promover suas reinaugurações, assim que receberem o sinal verde. Do ponto de vista prático, os birôs e gráficas deverão garantir os suprimentos adequados para atender ao aumento imediato desses negócios, por um ou dois meses.

Independentemente de estar saindo de uma crise como a que estamos enfrentando atualmente, é sempre bom considerar a diferenciação nas ofertas de aplicações. Para tanto, é aconselhável estar por dentro das inovações tecnológicas frequentemente lançadas no mercado. O uso da impressão 3D em projetos de artes gráficas 2D é um exemplo. Há também fornecedores que estão integrando a tecnologia de realidade aumentada como parte de sua oferta, oferecendo aos clientes uma representação virtual de como os gráficos impressos ficarão depois de presencialmente instalados. Portanto, o uso de diferentes tecnologias para estender sua oferta de serviços é o caminho a seguir.

É claro que este é um período sem precedentes para a maioria das empresas. Com esperança e pés no chão, mantenha-se próximo aos seus clientes, respondendo às necessidades em constante mudança. Assim, gráficas e birôs poderão permanecer otimistas e alcançar a luz no fim do túnel.

Este artigo foi escrito por Sarit Tichon, vice-presidente sênior de vendas mundiais da SAi, desenvolvedora de softwares para impressão digital de grande formato e comunicação visual

 

Tags: SAi,


Clicky