EFI tem receita recorde no segundo trimestre de 2018

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 09/08/2018
Área de impressoras inkjet industriais cresceu 10%

Área de impressoras inkjet industriais cresceu 10%

A EFI, fabricante de impressoras digitais, anunciou seus resultados financeiros do segundo trimestre de 2018 (encerrado no dia 30 de junho). A empresa registrou receita recorde de 261,1 milhões de dólares, um aumento de 6% em relação à receita do segundo trimestre de 2017, que foi de 247 milhões de dólares. O lucro líquido GAAP foi de 3,8 milhões de dólares, em comparação com o lucro líquido GAAP do mesmo período de 2017. O fluxo de caixa das atividades operacionais foi de 30,9 milhões de dólares –  durante o mesmo período de 2017 foram 24,1 milhões de dólares. No primeiro semestre de 2018, a empresa registrou receita de 500,9 milhões de dólares, um aumento de 5% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Guy Gecht, CEO da EFI, declarou: “O ano de 2018 continua indo bem para a empresa, com a equipe apresentando receitas recorde no segundo trimestre e uma sólida geração de caixa, apesar do impacto considerável da volatilidade da moeda durante o trimestre. Estou especialmente satisfeito com o progresso contínuo e o aumento do fluxo de vendas da nossa plataforma Nozomi, validando o papel de liderança da EFI na transformação digital de setores como embalagens e moda, onde imagens coloridas realmente fazem a diferença”.

Em comunicado à imprensa, a EFI anunciou que Gecht, CEO de longa data da empresa, informou ao conselho que pretende deixar o cargo quando seu sucessor for nomeado. A Spencer Stuart, consultoria de busca de executivos, foi contratada para fazer a seleção, que inclui candidatos internos e externos. Depois de deixar a função, Gecht permanecerá como membro do conselho de diretores da EFI.

Fonte: EFI Brasil



Roland organiza 3º campeonato de engenheiros de serviços

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 06/02/2018
Global SE Awards 2018 será realizado no Japão, entre os dias 23 e 25 de abril

Global SE Awards 2018 será realizado no Japão, entre os dias 23 e 25 de abril

A Roland DG, fabricante de impressoras jato de tinta e dispositivos 3D, anunciou a Global SE Awards 2018, terceira edição do campeonato de engenheiros de serviços que será realizado em Hamamatsu, no Japão, entre os dias 23 e 25 de abril. Os participantes da competição são profissionais envolvidos na reparação e manutenção dos equipamentos da empresa.

No Global SE Awards 2018, as habilidades dos competidores serão testadas em duas categorias: Impressoras Jato de Tinta e Equipamentos 3D. As competições abrangem todas as regiões, o período de novembro de 2017 a fevereiro de 2018 e 778 engenheiros de serviços certificados Roland DG Care. Trata-se da maior taxa de participação até o momento.

A seleção se baseará no desempenho dos participantes nas competições locais que, além do conhecimento e nível de habilidade, também mediram a qualidade das atividades diárias e o compartilhamento do conhecimento com os colegas. Os 28 finalistas colocarão suas habilidades em teste por meio de exames práticos e escritos.

Takaaki Koshita, gerente geral de serviços técnicos, declarou: “Para a competição de 2018, aumentamos a gama de produtos, porque queremos oferecer a mesma excelência em serviço a todos os clientes que usam nossa extensa linha de equipamentos. Desenvolvemos uma plataforma on-line que permite aos engenheiros compartilhar regularmente seus serviços e conhecimentos como membros de uma equipe global. O campeonato concede aos selecionados de cada região a oportunidade de compartilhar suas habilidades. Como líderes nas suas respectivas regiões, esperamos que isso sirva como uma forma de elevar o nível de qualidade do serviço em âmbito mundial”.

Em 1981, a Roland DG estabeleceu um serviço de atendimento e suporte chamado Roland DG Care, que visa garantir que seus produtos funcionem por muitos anos e proporcione tranquilidade aos clientes. Além disso, a empresa executa um programa de certificação de engenheiros de manutenção, que possui uma escala de avaliação baseada em pontos para garantir certificações objetivas. Os pontos adquiridos foram utilizados para selecionar os participantes para as competições locais da World SE Awards 2018.

Fonte: Roland Brasil



Quando usar vinil adesivo calandrado?

Por Eduardo Yamashita em 16/01/2015

Saiba quais as possibilidades de aplicação do vinil calandrado

Saiba quais as possibilidades de aplicação do vinil calandrado

O aumento explosivo da popularidade do envelopamento de carros gerou crescimento da demanda pelo serviço, muitas vezes realizado por pessoas que não dominam suficientemente bem técnicas e tecnologias inerentes à aplicação de vinis adesivos, como, por exemplo, a escolha correta da película (cast ou calandrada).

Há uma grande quantidade de aplicações que não exigem as características de alta conformabilidade do vinil fundido (cast), e o mercado oferece uma ampla gama de filmes calandrados, os quais podem ser utilizados em muitos trabalhos.

Ambos os filmes são fabricados a partir das mesmas matérias-primas. Basicamente, os dois são compostos por polímero de cloreto de polivinila (PVC) mais outros ingredientes que determinam características como flexibilidade, cor, durabilidade, entre outros aspectos das películas.

Filmes calandrados oferecem maior rendimento na fabricação, por isso são mais baratos. No entanto, têm alta resistência à abrasão e excelente desempenho em superfícies planas e curvas moderadas.

As películas calandradas são comumente usadas para a composição de anúncios de curto prazo ou envelopamentos completos de ônibus. Se o projeto exige acabamento como de uma pintura, o uso da película fundida (cast) é mais apropriado.

Outras aplicações populares para filmes calandrados incluem sinalização promocional, letras de vinil em recorte em banners e veículos e pequenos decalques, como adesivos para carros.

Vinil adesivo calandrado é indicado para trabalhos com superfícies planas e curvas moderadas

Vinil adesivo calandrado é indicado para trabalhos com superfícies planas e curvas moderadas

Independentemente de saber se você está usando filmes cast de cores sólidas ou branco (para impressão digital), eles geralmente são mais finos (em torno de 2mil), mais duráveis (de dez a 12 anos) e mais adaptáveis do que os filmes calandrados.

Os calandrados apresentam espessura média de 3,2mil. No entanto, há filmes de 2,5mil e de 6mil ou mais.

A vida de um filme calandrado varia muito. Há películas econômicas que apresentam durabilidade de um a dois anos. Os vinis intermediários normalmente duram de três a quatro anos. Já os filmes de alta performance podem durar até sete anos.

Os filmes calandrados também são os melhores para aplicações gráficas de piso, pois são mais espessos que os cast. Portanto, têm maior resistência ao desgaste de tráfego.

Esse artigo técnico foi patrocinado pela Imprimax, fabricante de vinis adesivos

Este artigo técnico foi patrocinado pela Imprimax, fabricante de vinis adesivos

Gostou do artigo? Você também vai se interessar pelas matérias abaixo:

 

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis adesivos, envelopamento de carros e comunicação visual

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis adesivos, envelopamento de carros e comunicação visual