Ricoh e Flora lançam impressora UV em parceria

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 21/03/2024
Flora X20 foi desenvolvida em conjunto entre as fabricantes

Flora X20 foi desenvolvida em conjunto entre as fabricantes

A fabricante Ricoh apresentou na Fespa Global 2024, na Holanda, a impressora UV híbrida Flora X20, desenvolvida em parceria com a chinesa Flora.

Com cabeça Ricoh MH5320 e software RIP ColorGATE, a Flora X20 pode estampar mídias rígidas e flexíveis com até 2m de largura e 5,1cm de espessura. Além disso, oferece três configurações de tinta: CMYK, CMYKWW e CMYKWClear.

A alimentação de mídia é estabilizada por meio de pedal e vácuo ajustável, e o manuseio suave de mídia é executado com detecção automática, que gerencia a localização e a espessura do substrato.

O suporte ao cliente (vendas, serviços, logística e financiamento) é oferecido pela Ricoh.

Fonte: Ricoh

Tags: Flora X20, Flora, Ricoh,


Empresa no Reino Unido lança kit que converte impressora solvente em UV

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 20/12/2012

Alguma vez você já quis — ou pensou em — converter a sua impressora solvente num equipamento UV? Pois a Colorific, fornecedora britânica de soluções digitais, lançou a "UV Light". Segundo a empresa, essa tecnologia possibilita a conversão entre os tipos de tintas.

Sem dar muitos detalhes, a Colorific descreve a "UV Light" como um dispositivo com uma lâmpada UV embutida. Depois de instalada no equipamento, a solução permite a impressão da tinta que cura por meio da radiação ultra-violeta.

De acordo com a empresa, a "UV Light" é compatível com impressoras Roland que empregam cabeças Epson Micro Piezo DX4 e DX5.

Na Europa, os interessados vão poder ver a solução exposta em feiras como a Fespa e a Sign & Digital 2013. A Colorific também vai levar o kit de conversão para uma série de outros eventos na Holanda, França e Espanha. Atualmente, a empresa está realizando exposições em sua sede, que fica no Reino Unido.

colorific

Solução da Colorific promete converter impressora solvente em UV

Fonte: Colorific. Texto: InfoSign



Empresa inova com sublimática de grande formato adaptada às demandas pós-covid

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 01/11/2021
FDM Group instalou unidade da Agfa Avinci para estampar itens de poliéster ecológico e materiais sem PVC

FDM Group instalou unidade da Agfa Avinci para estampar itens de poliéster ecológico e materiais sem PVC

A FDM Group vive plenamente na realidade pós-pandemia. Com a capacidade de produzir mais de 11 mil itens diferentes, a empresa atende grandes lojas virtuais na Europa, como a ReclameOnline e a PrintingStore, e presta serviços completos de criação e design de sites e e-commerce. Além disso, produz e personaliza diversos artigos de sinalização em mídias tradicionais e tecidos.

Como a busca por novas oportunidades é uma obsessão, a empresa investe constantemente para se manter como ponta de lança no atendimento de novas demandas, sobretudo no contexto digital. Exemplo disso é a recente aquisição que fez da Avinci CX3200, impressora sublimática recém-lançada pela Agfa. Trata-se, aliás, da primeira unidade da máquina instalada no mundo. Essa primazia tem uma razão, e o gerente da FDM, Franky De Meyer, explica: “Crescemos no mercado de tecidos impressos. Com esse investimento na Avinci, estamos completamente prontos e bem preparados para o boom pós-corona que certamente virá. É uma tecnologia de sublimação com excelente qualidade de impressão. Queremos imprimir especificamente em poliéster ecológico e materiais sem PVC, sem comprometer a qualidade. Esta ferramenta se encaixa perfeitamente em nossa política de negócios em que os clientes, cada vez mais, estão dando importância à sustentabilidade”.

Com sede na Bélgica, a empresa, que conta com cerca de trinta funcionários permanentes e alguns freelancers, tem uma história um pouco diferente da maioria dos birôs de grandes formatos. A FDM é nativa dos negócios digitais e começou com desenvolvimento de sites. No entanto, dadas às demandas de seus clientes, a empresa passou a investir em equipamentos inkjet. De Meyer explica: “Me perguntavam se eu também poderia fornecer um banner, por exemplo. Vi essa oportunidade de negócio, e em 2013 dei o salto com a compra da minha primeira impressora plana. A propósito, continuamos a fazer web design, porque com esta combinação única de serviços realmente fazemos diferença em comparação com outros concorrentes”.

Crescimento da demanda por tecidos digitais impulsionou os negócios da FDM

Cinco anos após a aquisição de seu primeiro equipamento de grande formato, De Meyer instalou duas impressoras UV da Agfa: uma Jeti Tauro H2500 e uma Anapurna 3200i. A partir daí, o executivo se tornou um entusiasta da marca: “Quase três anos se passaram desde que começamos a usar as máquinas, e eu me tornei um verdadeiro fã. As impressoras Agfa são, sem dúvida, sólidas e confiáveis. Para atender os nossos curtos prazos de entrega, isso é realmente essencial. Serei breve sobre a qualidade de impressão: é simplesmente excelente e consistente, mesmo em velocidades mais altas”.

Mas, inicialmente, De Meyer não era um grande fã da Agfa. Porém, essa impressão mudou quando os representantes de vendas da marca bateram à porta da FDM. “Prefiro ouvir a experiência de outros usuários e se o feedback for positivo, imediatamente pego o ‘touro pelos chifres’. Foi assim que a bola começou a rolar aqui. Há alguns anos, sentei-me à mesa com a Agfa, e então começamos as negociações”, confessou o executivo.

A experiência com as duas impressoras UV foi decisiva para que De Meyer e a FDM fossem os primeiros no mundo a instalar a Avinci CX3200. A proximidade com a Agfa e a disponibilidade fácil de peças e tintas foram cruciais para a decisão de comprar a nova sublimática de grande formato. Além, é claro, das novas demandas digitais que a impressora atenderá.

O executivo está muito seguro do negócio que fechou: “Se algo der errado, nossa experiência é que a Agfa reage muito rapidamente. O fato de termos adquirido outra impressora da marca é a melhor prova de que estamos satisfeitos com a cooperação e com os equipamentos da fornecedora”.

Avinci CX3200

Capaz de imprimir em papel de transferência ou diretamente em tecidos à base de poliéster, a Avinci CX3200 conta com um sistema rolo a rolo que estampa mídias com larguras de até 3,2m e espessuras de até 3mm, em velocidade máxima de 270m²/h e resolução de 600 x 1.200dpi. A máquina emprega cabeças Kyocera em combinação com tintas originais à base d’água, inodoras e ecológicas.

Entre as muitas aplicações de sinalização estampadas pela impressora, estão bandeiras, banners, gráficos de paredes, peças para decoração de lojas, itens de publicidade, caixas de luz, displays para feiras, pontos de venda retroiluminados, cenários e elementos de decoração para varejo. Roupas esportivas e vestuários para moda também estão entre os artigos que podem ser personalizados pela Avinci.

Tanques de 5 litros de tinta dá grande autonomia para a impressora

Com recipientes de 5 litros de fácil acesso, a Avinci emprega sistema de segurança “shuttle” para proteger e impedir que as cabeças toquem nas mídias. O ajuste automático de altura também mantêm a integriadade física das peças.

A GUI intuitiva fornece detalhes sobre o status da impressora, os níveis das tintas e as manutenções necessárias. Uma lista mostra quais trabalhos estão para serem rodados ou já concluídos. Já a ferramenta “Receitas de Mídia” controla todos os parâmetros para se trabalhar com um substrato particular.

Tintas originais sublimáticas

A fabricante garante que a Avinci CX3200 reproduz uma rica gama de cores, pretos profundos, sólidos perfeitos, cores especiais e renderização tonal suave (particularmente perceptível em tons de pele). Um dos elementos fundamentais que garante o desempenho da impressora é a coleção de tintas originais Avinci, caracterizadas por durabilidade de imagem e resistência ao ar livre. Segundo a Agfa, elas oferecem desempenho de jato estável e os mesmos resultados lote a lote. Outro item essencial é a unidade de calandra off-line, responsável por fixar as cores profundamente na estrutura dos tecidos à base de poliéster enquanto evapora o fluido de transporte.

A Avinci também inclui a tecnologia "Thin Ink Layer", baseada nos algoritmos do software Asanti, que ajustam e aplicam a quantidade suficiente de tinta de acordo com o modo de qualidade de imagem escolhido. Como resultado, a impressora otimiza o uso de materiais, tornando-a mais econômica.

Softwares dedicados

O Avinci CX3200 roda com o Asanti, software de fluxo de trabalho de grande formato da Agfa. O aplicativo controla e automatiza todo o processo, desde a entrada do arquivo até o acabamento, uniformizando e aumentando a produtividade.

O software também oferece ferramentas dedicadas para o gerenciamento de cores. Por exemplo: com o recurso de calibração, o operador consegue, em aproximadamente 15 minutos, criar novos perfis para já serem aplicados na impressão. Além disso, os algoritmos de imagem do Asanti ajudam a reduzir o consumo de tinta e, consequentemente, diminuem os custos de produção e a pegada ambiental.

A dashboard baseada na web oferece uma visão abrangente dos trabalhos executados. Ela exibe relatórios sobre a quantidade de impressões, as mídias usadas, os volumes de tinta e outros dados que permitem aos gerentes controlar a produção e administrar a gráfica de ponta a ponta.

Asanti oferece ferramentas dedicadas para a produção de soft signage

O Asanti também oferece recursos específicos para produção de sinalização em tecido (soft signage), como o posicionamento automatizado de marcas de corte e ilhós em banners e bandeiras. Usando o módulo de nesting do aplicativo, operador pode posicionar as artes e otimizar o uso das mídias. Já o módulo de ladrilho suporta formatos irregulares e diminui o desperdício de materiais no acabamento.

A Avinci também pode integrar o StoreFront, serviço web de processamento de pagamentos e preparação de impressão. Com uma intervenção mínima do operador, o sistema permite a entrada rápida de novos trabalhos na fila da produção.

Outro serviço que pode ser integrado à Avinci é o PrintSphere, que automatiza fluxos de trabalho, simplifica o compartilhamento de arquivos e cria canais de comunicação com os clientes, mantendo a transferência e o armazenamento seguro e protegido de dados.

Um operador basta

A fabricante garante que não existe uma sublimática de grande formato mais fácil de operar do que a Avinci. Além da manutenção mínima, a máquina demanda apenas um operador para ser gerenciada. Isso porque ela conta com dezenas de mecanismos e dispositivos que auxiliam no carregamento de mídias e nas demais etapas de impressão. Por exemplo: o equipamento conta com pedal e roletes de pressão que ajudam a inserir um novo rolo de tecido ou papel em menos de sete minutos.

Fácil de operar e manter, Avinci requer pouca mão de obra

O sistema de transporte específico para impressão de tecidos garante a alimentação e o enrolamento precisos da mídia, mesmo em altas velocidades de produção. Ao imprimir em papel, as zonas de vácuo mantêm os substratos perfeitamente planos na mesa, mesmo os papéis mais finos.

Já os eixos de carbono, os rolos espalhadores e o rolo balanceador garantem tensão estável, para que o transporte de mídia seja suave e sem rugas. Na outra ponta da impressora, o take-up, pressurizado, recolhe de maneira segura e precisa as mídias já impressas.



Clicky