VP Máquinas sorteará equipamento durante a Signs Nordeste 2014

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/09/2014

Com a dobradeira, é possível confeccionar brindes, luminárias, porta-retratos, entre outros objetos

Com a dobradeira, é possível confeccionar brindes, luminárias, porta-retratos, entre outros objetos

A VP Máquinas, fabricante de dobradeiras de acrílico, estará presente na feira Signs Nordeste 2014. No segundo dia do evento, representantes da empresa ministrarão a palestra "Como dobrar acrílico", às 17h30 e às 20h, e sortearão uma dobradeira adaptada para cadeirantes, que será exposta na feira.

Usada para criar displays, brindes, porta-trecos, luminárias, porta-retratos, cadeiras, móveis e objetos de decoração, a dobradeira é adaptada para pessoas com deficiência e tem ampla possibilidade de atuação. Além de cadeirantes, o equipamento beneficia pessoas com estatura muito alta ou muito baixa ou que possuem alguma dificuldade para permanecer em pé por muito tempo, como idosos e obesos.

Ana Paula Paschoalino Freitas, diretora comercial da VP Máquinas, declarou: "A dobradeira atende quem deseja começar seu próprio negócio e estimula o empresariado a contratar esses profissionais, que são ávidos a produzir, mas que, infelizmente, se mantêm à margem do mercado de trabalho".

A dobradeira custa R$4.250,00, mas na feira será vendida por R$3.860,00

Fonte: VP Máquinas



Cobertura Fespa Brasil 2016 – Parte 2: softwares, mídias e equipamentos para corte e gravação

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 16/04/2016
Máquinas a laser e equipamentos para corte e gravação foram exibidos na Fespa Brasil 2016

Máquinas a laser e equipamentos para corte e gravação foram exibidos na Fespa Brasil 2016

Além de equipamentos para impressão digital, outras máquinas, soluções e mídias foram expostas na Fespa Brasil 2016. Entre elas, dispositivos para corte, gravação e acabamento, como plotters, routers e máquinas a laser. Além deles, não faltaram outros elementos fundamentais na produção de qualquer birô: substratos e softwares. Veja a seguir um panorama do que os expositores dessas soluções apresentaram na feira.

Leia também a primeira parte desta cobertura:

Softwares

O visitante da Fespa Brasil 2016 pôde encontrar algumas das soluções de software RIP mais tradicionais do mercado de impressão de grandes formatos. É o caso da SAi, em cujo estande foram demonstradas as principais características da versão 12 do FlexiPrint. Entre as ferramentas do programa estão armazenamento de compartilhamento de arquivos em nuvem, visualização e estatísticas de trabalhos em dispositivos móveis, estimativa de custos e gastos de tintas, entre outras funções.

FlexiPrint em demonstração no estande da SAi

A Caldera também esteve na feira. Dessa vez, a desenvolvedora europeia destacou a versão 10 de seu RIP homônimo, com a qual o usuário pode receber atualizações em tempo real, configurar fluxos de trabalho, adicionar ilhós com facilidade, entre outras operações. A empresa também ressaltou as demais soluções de seu portfólio, como o GrandCut (para máquinas de corte e acabamento), o EasyMedia (gerenciamento de cores) e o InkPerformer (gerenciamento de gasto de tinta).

Outra fornecedora especializada em software a marcar presença na Fespa Brasil 2016 foi a Starlaser. A distribuidora comercializa programas da GMG Color e da Enfocus. O primeiro contém uma série de ferramentas para gerenciamento de cores. Já o segundo permite avaliar e corrigir arquivos PDF.

Na seara dos softwares de gestão, uma das expositoras em destaque foi a Bremen, cujo software é capaz de realizar faturamentos, controle financeiro e de estoque, além de PCP e CRM para empresas de impressão digital.

A Zênite foi outra desenvolvedora a apresentar seus softwares. O destaque da empresa foi o GWorks Enterprise 3.0, programa que integra processos dos departamentos financeiro, comercial e de produção de gráficas digitais e de comunicação visual.

Evento foi oportunidade para conhecer softwares de gestão

Já a Isidora esteve na feira para apresentar sua plataforma web-to-print, com a qual birôs e gráficas digitais podem vender com praticidade e facilidade serviços e produtos por meio da internet.

Com um portfólio composto por três soluções (PrintShop Mail, PlanetPress e PReS), a Objectif Lune mostrou aos visitantes diversas ferramentas e soluções para saída corporativa e integração de sistemas e TI.

Outra novidade divulgada na Fespa Brasil 2016 foi o SignHub, aplicativo multiplataforma de supply chain indicado a compradores, vendedores e prestadores de serviço. Exclusiva para o segmento de comunicação visual, a ferramenta pode otimizar processos diários, como compras de insumos, aquisição de equipamentos e contratação de mão de obra qualificada.

Caldera apresentou suas soluções de RIP e gerenciamento de cores e produção

Corte, gravação e acabamento

Embora em contingente menor, os fornecedores de equipamentos para corte, gravação e acabamento também marcaram presença na Fespa Brasil 2016. Uma das fabricantes nacionais mais tradicionais, a Vitor Ciola levou um de seus modelos de router, o Scriba 1313. Com área de 1,3m x 1,3m, a máquina permite passagem máxima do eixo “z” de 190mm e possui motor Elite de 2,2kW.

Dona de um amplo portfólio de routers e plotters de recorte, a Potencial Laser esteve na feira para expor alguns de seus modelos de máquinas a laser, que variam de acordo com tamanho, estrutura e outras características técnicas, como potência do laser e opcionais.

Router, da Vitor Ciola, foi chamariz para os visitantes interessados em corte e gravação

Um dos destaques no estande da Solugrav foi a gravadora Speedy 400, com dimensões de 1.400mm x 950mm x 1.070 mm, área de trabalho de 1.000mm x 610mm e velocidade máxima de 355cm/s. A fornecedora também levou outros equipamentos usados para corte e gravação das marcas Trotec, Rayjet e JR.

Além de impressoras digitais, a Akad exibiu a Novacut Laser, máquina entrada com área de corte de 900mm x 600mm. O equipamento possui aberturas dianteira e traseira para permitir que objetos longos possam atravessá-lo, o que possibilita o trabalho com placas de maior comprimento.

Também dedicada a comercializar soluções a laser, a Iberlaser destacou o Atom, modelo compacto indicado para realização de desenhos, logos e etiquetas. Em função de seu tamanho menor, a máquina pode ser facilmente transportada. Seu tubo é de 30W e seu campo de ação é de 250mm x 250mm.

Gravadora da Potencial Laser em operação

Já a Sei Laser apresentou suas soluções industriais de corte e gravação com tecnologias diversas (plotter, galvanométrica e laser CO2), para aplicações em mercados que empregam tecidos, placas de metal, entre outros substratos.

Outra fornecedora de plotters de recorte, routers e máquinas a laser que marcou presença na Fespa Brasil 2016 foi a Zumaq, cujo principal modelo pode trabalhar na velocidade de gravação de até 500mm/s e velocidade média de corte de 20mm/s (dependendo da mídia trabalhada).

IS Suprimentos também levou máquinas a laser para a Fespa Brasil 2016

Além de mídias e plotters de recorte, a IS Suprimentos apresentou na Fespa Brasil 2016 as séries de máquinas a laser G-Weike C e G. Um dos modelos da linha é o LG1200, com área útil de 1.200mm x 800mm, velocidade de 1.200mm/s e potência de 60W/80W.

Aos visitantes interessados em acabamento, a VP Máquinas apresentou uma dobradeira de acrílico e outros termoplásticos com espessura que pode variar de 1mm a 10mm. O equipamento opera com baixo consumo de energia e pode aumentar a produtividade do acabamento em birôs de comunicação visual.

Além de comercializar peças para impressoras (como wipers, dampers, entre outras), a Poly Fly vende uma série de acessórios, que foram apresentados na feira, como banners roll-up, x-banners e mochilas banner.

Soluções para envernizamento e acabamento superficial também estiveram presentes, sobretudo no estande da New Time.

Mídias

No estande da VinilSul, além de impressoras de grande formato, o visitante pôde conhecer o 3M Controltac Comply Print Film 40C, vendido exclusivamente pela fornecedora no Brasil. Trata-se de um vinil adesivo desenvolvido especificamente para envelopamento veicular. Como vantagem, o filme pode ser reposicionado e deslocado por toda a superfície onde será aplicado.

Já a Alltak destacou principalmente sua linha de vinis adesivos da linha Tuning, composta pode dezenas de opções de películas desenvolvida para envelopamento de veículos. Na feira, a fabricante nacional apresentou uma edição limitada com três películas metálicas: Jateado Metallic Brown, Jateado Metallic Bronze e Jateado Metallic Copper.

Amostras de vinis adesivos no estande da Alltak

Outro destaque ficou por conta dos vinis Orafol comercializados pela Sign Supply no Brasil. Além de filmes coloridos para recorte eletrônico, a empresa disponibiliza diversas opções de películas para aplicações de sinalização, comunicação visual e envelopamento de carros.

A LZ Consultoria e a Integration Technology Ltd (ITL) estrearam em 2016 na Fespa Brasil. Entre os serviços e produtos apresentados pelas empresas estavam as linhas de substratos fabricados pela Sihl, compostas por lonas e outras mídias especiais para decoração e comunicação visual.

Outro expositor representante de várias marcas de mídias foi a PrintLAT. Com o propósito de distribuir materiais para todo o continente americano, a empresa comercializa papéis fotográficos, lonas, vinis adesivos, canvas, tecidos tratados, filmes para laminação e diversos outros materiais.

Outra fornecedora estrangeira na Fespa Brasil 2016 foi a Imidia, que distribui mídias para impressão de grande formato, como papéis, lonas, vinis e filmes plásticos.

A PioneerFlex também aproveitou a feira para mostrar suas soluções importadas de mídias para comunicação visual. A empresa comercializa mídias como lonas, foam, vinis adesivos, entre outros materiais flexíveis e rígidos.

Já a Ex-cel Plastics expôs substratos plásticos para a composição de peças de comunicação visual, como displays, painéis, estandes de feiras e decoração de lojas e ambientes domésticos.

Transfers e papéis sublimáticos

Pela primeira vez na Fespa, a Sertha Brindes mostrou seu portfólio de soluções para personalização de brindes, como a VICM-19, máquina de transfer que utiliza papel estampado em impressora laser convencional e grava mais de duzentos tipos de objetos, como canecas, copos, baldes de pipoca, squeezes e nécessaires.

Entre as máquinas mostradas pela Flock Color estavam prensas térmicas manuais e pneumáticas. Além disso, a fornecedora exibiu diversas soluções de transfer.

Já a Nova Dampex apresentou o DarkFilm, composto por películas para recorte eletrônico ou impressão digital solvente e transferência sobre tecidos de algodão ou sintéticos.

Objetos estampados no estande da Sertha Brindes

Havir também expôs no evento. Entre seus produtos estavam papéis para sublimação digital como o novo papel kraft para proteção de calandras. Com 25g/m2, o material oferece uniformidade e segurança na transferência térmica, para que a tinta não contamine o processo.

A chinesa Shanghai Vision Digital Printing também participou da feira para mostrar ao mercado brasileiro uma variedade de papéis para impressão sublimática. De origem turca, a UES veio para a Fespa Brasil 2016 para expor suas linhas de foils, laser films e papéis para sublimação.



Seis tendências para o mercado global de impressão de grande formato

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 21/05/2015

Censo da Fespa consultou mais de 1.200 empresas de várias regiões do globo

Censo da Fespa consultou mais de 1.200 empresas de várias regiões do globo

A Fespa, federação internacional de indústrias de impressão digital e comunicação visual, publicou recentemente o resultado de uma pesquisa sobre o mercado global no qual atua. Trata-se do Censo Fespa, que revelou seis tendências e consultou mais de 1.200 empresas entre maio de 2014 e abril de 2015.

Metade das empresas que responderam a pesquisa era do continente americano, 42% dos participantes eram da Europa e 8%, da região asiática do Pacífico.

Segundo a Fespa, as empresas consultadas representam todo o espectro dos negócios do mercado, pois incluem birôs de impressão digital e serigrafia (34%), gráficas comerciais (15%), signmakers (13%), designers (7%), agências de publicidade (5%) e outros. Como novidade, a pesquisa incluiu fabricantes industriais, que representaram 8% dos consultados e desempenham atualmente papel considerável na comunidade de usuários de impressão digital.

Como resultado, a pesquisa obteve seis tendências para o mercado internacional, que são:

Otimismo

Dos consultados, 80% estão otimistas com seus próprios negócios. Isso excede o otimismo geral em relação ao setor (14%). Esse otimismo individual fundamenta-se no sucesso comercial. Nos mercados desenvolvidos, as receitas médias mais do que dobraram, passando de 3 milhões de euros em 2007 para mais de 6,25 milhões de euros em 2015.

Demandas dos clientes – a impressão como indústria de serviço

A demanda dos clientes é a razão para que as empresas de impressão façam esforços contínuos para entregar trabalhos mais rápidos, just-in-time, dentro de prazos estabelecidos e com possibilidade de personalização. Pelo menos 70% dos entrevistados esperam que essas quatro tendências cresçam, o que reforça a ideia de que as empresas de impressão atualmente são dirigidas para entregar serviços. A adoção de processos digitais (sistemas de produção, fluxo de trabalho, automação e web-to-print) é motivada por essas expectativas.

Mudança no portfólio de produtos – da produção de massa para customização em massa

Os principais materiais produzidos pelas empresas que responderam a pesquisa são banner (49%), poster (40%), sinalização (38%) e outdoor (37%).

Um crescimento expressivo foi sentido na produção de tecidos impressos para os mercados de moda e decoração, com mais de 80% dos entrevistados relatando uma expansão na demanda por essas aplicações.

A mudança no mix de aplicações também foi refletida pelo crescimento dos substratos rígidos, que representam 25% da saída das empresas consultadas.

Tecnologia digital possibilita mudanças

Quase metade dos entrevistados para o Censo Fespa indicaram intenções em comprar equipamentos de impressão de grande formato, com um plano de investimento na faixa de 100 mil euros.

Os planos de compras são dominados pelas impressoras UV (27%), têxteis (21%), solvente (17%), ecossolvente (16%) e látex (14%). Já para acabamento, as cortadoras e laminadoras são as máquinas preferidas.

A maior parte desses investimentos (45%) é motivada pela abertura de novos mercados e aplicações. Mas outras questões, como melhoria da qualidade de impressão, aumento da capacidade e velocidade e redução de custos, também entram nos planos de investimento.

Crescimento da impressão têxtil nos segmentos gráfico, industrial e de moda e decoração

Segundo o Censo Fespa, 27% do consultados estão envolvidos com impressão de vestuário e 81% enxergam as perspectivas de crescimento desse segmento. A tecnologia digital é um elemento chave e mais da metade dos entrevistados espera que a estamparia digital têxtil torne-se uma alternativa importante para a impressão serigráfica nos próximos dois anos. As impressoras têxteis têm lugar de destaque nos planos de investimento, com 21% dos entrevistados planejando investir nessa tecnologia. Os substratos têxteis continuam a crescer no segmento de sinalização, com 67% dos entrevistados apontando crescimento do soft signage.

A integração entre mídias digitais e impressão de displays e sinalização

Mais de três quartos dos consultados esperam que a sinalização digital cause impactos nos negócios de grande formato num futuro próximo, com 36% dos entrevistados afirmando que essas tecnologias já fazem parte do negócio. E 31% dos participantes planejam oferecer soluções de sinalização digital nos próximos 12 meses.

Fonte: Fespa