Review: impressora HP Latex 800W

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 10/01/2022
Impressora de 1,6m, HP Latex 800W inclui dez cabeças e dois canais de tinta branca

Impressora de 1,6m, HP Latex 800W inclui dez cabeças e dois canais de tinta branca

Na edição 2008 da Drupa, maior exposição internacional de soluções gráficas, a HP mostrou pela primeira vez ao público a sua tecnologia látex de grande formato. No estande da marca, a impressora Designjet L65500 teve a primazia de incluir as novas tintas inodoras à base d’água que emitiam níveis baixíssimos de compostos orgânicos voláteis. Tratava-se, portanto, de uma alternativa às até então dominantes (e tóxicas) solventes. De lá para cá, a látex passou por inúmeras melhorias e evoluções, até culminar nas séries 700/800, lançadas em fevereiro de 2021. De entrada, com sistema rolo a rolo e 1,6m de largura, além de acessíveis e sustentáveis, esses equipamentos podem incluir um grande diferencial competitivo: a tinta branca (nas versões “W”).

Tinta branca e mais aplicações

Capaz de trabalhar com resoluções de 1.200dpi, a Latex 800W emprega 10 cabeças para os canais cyan, preto, magenta, amarelo, light cyan, light magenta, otimizador (para melhorar a qualidade das impressões) e revestimento “Overcoat” (para conferir resistência a arranhões). Duas cabeças são dedicadas exclusivamente para a branca, que também conta com um sistema de circulação de tinta que evita a sedimentação desse insumo. Quando a impressão do branco não for necessária, pode-se retirar as cabeças dedicadas e guardá-las no recipiente apropriado e inseri-lo na câmara de rotação. Essa medida evita completamente o desperdício de material.

A economia de tinta branca é um dos diferenciais da Latex 800W, em um segmento em que outros modelos de impressora lançam mão de procedimentos de manutenção que desperdiçam essa tinta em prol de manter a cabeça piezo ativa e sem entupimentos.

Evita desperdícios: câmara de rotação mantém as cabeças da tinta branca em movimento, para evitar a sedimentação do material

Essa combinação tecnológica possibilita a reprodução de imagens de alta qualidade técnica, com gradientes refinados e gama de cores expandida, em uma diversidade de mídias, como lonas, vinis, tecidos, canvas, papéis, filmes plásticos, revestimentos de parede, entre outros substratos flexíveis.

Além dos corriqueiros banners, displays, pôsteres, murais e envelopamentos, a Latex 800W produz materiais realçados pela tinta branca. Trata-se de um elemento capaz de ampliar portfólios de ofertas e, portanto, aumentar a lucratividade. Para demonstrar esse potencial, em meados de 2020 a HP conduziu um estudo com cem clientes nos EUA, na Alemanha e na Índia e concluiu que eles estavam tirando vantagens competitivas com cinco aplicações especiais:

- Adesivos com corte de contorno para janela: vinis transparentes impressos com tinta branca (no modo “Spot”) que se destacam das mídias coloridas com o padrão CMYK;

- Adesivos de vitrines: filmes transparentes estampados com tinta branca (no modo “Overflood”) e melhor renderização de cores, também se diferenciavam de seus pares estampados apenas com a paleta CMYK;

- Displays retroiluminados de tecidos: materiais backlit de poliéster com borda de silicone impressos diretamente com tintas látex;

- Painéis para revestimento de parede para lojas e ambientes internos: aplicação de alta demanda geralmente terceirizada, pode ser estampada em vinis ou papéis de parede autoadesivos;

- Gráficos de piso: muito demandadas durante a pandemia, essas aplicações servem para sinalizar espaços públicos e locais de varejo.

Lucratividade e diferencial: HP Latex 800W imprime com tinta branca em adesivos para vitrines, janelas e vidros 

Modos de usar a tinta branca

A Latex 800W, assim como outras impressoras HP de grande formato com a opção de tinta branca, possibilita variações de aplicação desse insumo:

- Underflood: nessa opção, a branca é a primeira camada de tinta depositada. Em seguida, por cima dela, estampa-se as imagens coloridas. Esse procedimento é indicado para mídias que não são originalmente brancas nem transparentes, como vinis metálicos e coloridos, papéis craft, canvas amarelados, papéis de parede dourados e lonas vermelhas;

- Overflood: esse modo é usado para estampar materiais transparentes, como adesivos para vitrines. Imprimem-se imagens espelhadas coloridas e, em seguida, deposita-se a tinta branca, que serve como fundo;

- Spot: a tinta branca, nesse modo, é utilizada como cor especial sobre mídias coloridas. É basicamente o mesmo processo do modo “Underflood”, porém, com áreas brancas impressas definidas;

- Sanduíche: esse modo divide-se em duas operações, de três e cinco camadas. Na de três, imprime-se a imagem colorida espelhada, depois a tinta branca e, em seguida, a imagem espelhada novamente. Essa opção é utilizada para backlits “dia-e-noite”, em mídias transparentes. O modo de cinco camadas é aplicado para impressão frente e verso.

Tinta látex sustentável é composta basicamente por água e pigmentos

Diferencial: sustentabilidade

A opção branca não é o único diferencial da Latex 800W. Compostas basicamente por água (65%), pigmentos e partículas de látex, as tintas empregadas pela impressora ostentam credenciais sustentáveis que a destacada perante seus pares. Além de receber mais de 30 selos, como o UL EcoLogo, e cumprir as normas para certificação de brinquedos, os insumos atendem aos padrões do “Roadmap to Zero”, que se dedicam a implementar materiais mais amigáveis e a eliminar produtos químicos perigosos.

Sem cheiro, nem metais pesados e monômeros químicos reativos, as tintas látex não exigem ventilação especial no ambiente de impressão. Elas também não produzem ozônio e não são combustíveis nem inflamáveis. Portanto, em suas embalagens não são necessárias etiquetas de aviso de perigo. Nada foi detectado quando testadas, em 2013, para poluentes de ar perigosos, como definido no Clean Air Act, nos EUA.

Por suas qualidades sustentáveis, as impressões com tintas HP látex são recicláveis, retornáveis e seguras para o descarte. Por serem inodoras e não emitirem componentes orgânicos voláteis, elas podem ser instaladas tranquilamente em espaços internos, inclusive em ambientes sensíveis como escolas, hospitais e locais em que a saúde humana deve ser preservada.

Os invólucros das tintas da Latex 800W fazem jus às credenciais sustentáveis da impressora. Contendo 3 litros, os cartuchos, que podem ser trocados enquanto a máquina trabalha, são compostos por Eco-Carton recicláveis, que reduzem o plástico em 80% e o CO₂e, em 66%. Vale ressaltar que a HP Latex 800W roda apenas com cartuchos que contenham chip da própria marca. A impressora aplica medidas de segurança para bloquear embalagens de tintas de terceiros, e atualizações periódicas de firmware mantêm a eficácia dessas medidas.

A fabricante reforça que o proprietário de uma Latex 800W pode exibir, em documentos, suas credenciais e seus diferenciais ambientais aos clientes. Também pode melhorar seu perfil com o programa de treinamento HP EcoSolutions, além de aproveitar as oportunidades de reciclar suprimentos por meio do programa “HP Planet Partners”.

HP Latex 800W produz na velocidade máxima de 122m²/h

Tecnologia de impressão

Produzir mais, com mais qualidade e em menos tempo. Essa é o objetivo principal das atualizações na tecnologia látex da HP. Com as linhas 700/800 não é diferente. Segundo a fabricante, os equipamentos dessas séries elevam a produtividade em até 50% em comparação com modelos antecessores. Isso é produto de melhorias em softwares e mecanismos de impressão. A Latex 800W, por exemplo, pode rodar na velocidade máxima de 122m²/h, no modo de uma passada.

Capaz de suportar bobinas com 55kg e 250mm de diâmetro, a impressora vem com dispositivos de fácil carregamento de mídias, bobina de recolhimento, rolo de limpeza e cortador horizontal automático. Também contém um painel frontal inteligente (que armazena até 100 trabalhos), para rápido processando de reimpressões e produções multicópias.

Conectado à internet, o equipamento pode ligar-se ao HP Print OS, sistema operacional exclusivo da HP. Gratuita, a plataforma pode ser acessada remotamente por smartphones e oferece diversos aplicativos:

- Configuration Center: identifica se a impressora precisa de alinhamentos e calibrações de cores;

- Learn Center: oferece inúmeros cursos sobre equipamentos, softwares e gerenciamento de cores;

- Media Locator: oferece uma vasta biblioteca para download de perfis de mídia;

- Print Beat: fornece histórico de produção, mídias mais utilizadas e horas do dia que são mais produtivas.

Aplicativos exclusivos facilitam operação e melhoram os fluxos de trabalho

Onde comprar

Vendida pelos canais oficiais da HP no Brasil (CSB Plotters e Suprimentos, Day Brasil, Digigraf e Serilon), a Latex 800W tem garantia de um ano para hardware.

Tanto a instalação quanto o treinamento para operar a impressora são realizados por técnicos da fornecedora, que fazem o acompanhamento necessário até que os operadores possam aplicar, na prática, o conhecimento adquirido. A HP frisa que todas as soluções látex da marca oferecem uma experiência intuitiva e de rápida assimilação. Para a instalação, é necessário prover recursos elétricos e ambientais, além de mão de obra dedicada, computador e dispositivos auxiliares.

Presente no Brasil desde 1967, a HP tem uma sólida participação no segmento de grandes formatos. Em 2009, lançou a tecnologia HP Látex no país, com benefícios marcantes como a secagem instantânea, resistência a arranhões e versatilidade de mídias e aplicações. Em 2018, a tecnologia foi marcada por mais uma evolução: o lançamento das impressoras híbridas HP Latex Série R, com tinta branca e capacidade de estampar mídias rígidas e flexíveis. Em 2021, a tinta branca foi incorporada nos modelos de entrada das séries Latex 700/800.

Assista ao depoimento de um usuário espanhol que tem usado a série Latex 700/800 com sucesso:



Como escolher e armazenar papéis para sublimação

Por João Leodonio em 28/11/2017
Em rolos ou folhas, os papéis sublimáticos são essenciais no processo

Em rolos ou folhas, os papéis sublimáticos são essenciais no processo

O mercado oferece muitos tipos de papéis para sublimação, vendidos em folhas ou rolos. Por isso, muitos compradores desses itens fundamentais acabam se confundindo diante de tantas opções e, consequentemente, adquirem materiais inadequados. A seguir, compilamos informações cruciais sobre tipos, gramaturas e armazenamento de papéis sublimáticos. Com o conhecimento delas, o usuário certamente poderá adquirir, utilizar e manipular de forma correta esses artigos básicos da sublimação.

Recomendação importante para todos os casos de papéis listados abaixo: após a impressão e até a prensagem, os materiais devem ser mantidos como antes da impressão, ou seja, sem contato com umidade, poeira e, principalmente, luz.

Papéis sublimáticos para impressão offset (folha a folha)

Para o processo de impressão offset, não há a necessidade de usar papel tratado, que pode ser offset ou jornal. No entanto, a carga de tinta (densidade) tem de ser controlada. Além disso, as pilhas de papel na saída da impressora têm de ser menores, para não ocorrer a transferência de imagem de uma folha para o verso da outra, o que compromete a qualidade da imagem, sobretudo no momento da prensagem.

Gramatura: varia de 54g/m² a 75g/m².

Armazenamento: recomendável manter em local sem umidade, pó e calor excessivo. Conservar os papéis empacotados até o momento da utilização, pois se a umidade relativa do ar estiver muito alta, eles podem ondular, o que dificulta a entrada em máquina. Já a umidade baixa pode provocar estática, que também dificulta a entrada da mídia na impressora. Recomenda-se o controle de temperatura (entre 20ºC e 25ºC) e umidade relativa (entre 45% e 60%).

Modo correto de armazenar papel offset em pacotes

Papéis sublimáticos para impressoras A3 e A4

Nas impressoras “caseiras” são utilizados, normalmente, os formatos A3 e A4. Nesses casos, os papéis sem tratamento não são recomendados, pois a tinta tende a ancorar na massa mecânica da mídia, o que dificulta a pssagem do insumo para o tecido. Para compensar esse problema, muitas empresas aumentam a carga de tinta impressa, o que, consequentemente, onera o processo. Além disso, é importante frisar que a maioria dos perfis de cor disponíveis no mercado não estão preparados para materiais não revestidos. Portanto, o recomendado é usar papéis tratados (resinados) e perfis adequados.

Gramatura: varia de 75g/m² a 125g/m², dependendo de tipo de serviço a ser executado. Muitas fornecedoras oferecem papéis com bom desempenho, e vale testar qual deles entrega a quantidade de tinta adequada para a prensagem correta.

Armazenamento: não expor a umidade, pó e calor excessivo. Manter em pacotes fechados até o momento da utilização. Recomenda-se usar estufas de armazenagem para manter a integridade física do substrato.

Estufa para papéis A3

Papéis sublimáticos para impressão de grande formato

Para impressões em grande formato, utiliza-se tanto papel tratado como papel offset sem tratamento. A largura e o comprimento das mídias variam de acordo com a capacidade de cada impressora digital.

Gramatura: varia entre 56g/m² e 90g/m², dependendo do tipo de serviço a ser executado (textos ou chapados).

Armazenamento: recomenda-se manter os rolos em ambiente controlado (temperatura e umidade relativa) e sem exposição a poeira e luz. Mantê-los empacotados até o momento da utilização.

Modo correto de armazenar papel em rolo

 

Sobre o autor: João Leodonio atua no segmento gráfico há 10 anos, como gerente de produção e consultor. Tecnólogo em produção gráfica, atuou como palestrante pela Imprensa Oficial, de Angola, e como consultor de processos produtivos. É proprietário da Pari Transfer Sublimático  

 



Azonprinter lança impressora Azon Matrix

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 26/12/2016
Equipamento é capaz de trabalhar com mídias de até 200mm de espessura

Equipamento é capaz de trabalhar com mídias de até 200mm de espessura

A fabricante Azonprinter anunciou no mercado internacional a Azon Matrix, impressora plana UV LED com mesas opcionais nos formatos de 700mm x 1.900mm, 700mm x 25.000mm e 1.200mm x 3.300mm. Capaz de trabalhar com mídias de até 100kg e 200mm de espessura, o equipamento estampa diretamente materiais como PET, ABS, TPU, policarbonato, madeira, pedra, vidro, lona, cerâmica, alumínio e couro.

De acordo com a empresa, a impressora é indicada para empresas de couro, eventos, decoração interna, sinalização e móveis, para a produção de peças como painéis diversos, sinalizações ambientais, displays para bares e restaurantes, entre outras aplicações indoor e outdoor.

Com software Azon RIP e tintas Azon TurboJet, a impressora também possui ferramenta de segurança que detecta automaticamente a espessura de mídia, para evitar que as cabeças sejam danificadas durante a produção. Além disso, um sistema de vácuo mantém as mídias planas e permite a impressão em materiais macios e finos com precisão.

Para manter a produção por longos períodos, a Azonprinter incorpora seis tanques de tinta com 500ml, projetados com sensores de monitoramento. A tinta branca, inclusive, pode ser utilizada como base para a impressão das cores CMYK de alta densidade, para proporcionar texturas diferenciadas às mídias.

A fabricante também disponibiliza um sistema opcional rolo a rolo, o adaptador Azon Rotax, para a impressão de mídias em bobinas.

Fonte: Azonprinter