Revestimento de emissão de luz pode ser grande diferencial na sinalização

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 21/02/2019
Carros e materiais promocionais podem receber a laca luminosa

Carros e materiais promocionais podem receber a laca luminosa

A norte-americana LumiLor comercializa uma tecnologia de revestimento eletroluminescente (de emissão de luz) que é realmente capaz de criar efeitos impressionantes em veículos, peças de sinalização e materiais promocionais personalizados.

Desenvolvido a princípio para fins de segurança, o revestimento é usado hoje para cobrir diversas superfícies de metal, madeira, fibra de vidro e plástico, com a finalidade de divulgar marcas, produtos e serviços.

O revestimento iluminado pode ser “ligado” e “desligado” e a intensidade de sua emissão pode ser determinada (de muito suave a muito intensa). A solução produz uma luz colorida homogênea que pode ser vista em diferentes ângulos e condições atmosféricas.

No entanto, a aplicação do revestimento da LumiLor exige mão de obra treinada para sobrepor as diversas camadas de materiais (isolante, pigmentado, de ancoragem e de vedação).

Assista ao vídeo promocional da solução:

Fonte: Lumilor



Insumos para a limpeza de cabeças de impressão e para acabamento superficial

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/12/2012

Toda impressora digital precisa de manutenção a fim de evitar problemas e manter um bom estado de funcionamento. Para tanto, existem procedimentos e insumos específicos. No caso das cabeças de impressão, é preciso utilizar fluidos de limpeza capazes de eliminar refugos de tinta que ficam dentro das câmeras e dos nozzles. E há muitos deles no mercado. Portanto, fique atento: é preciso escolher o material correto. A Gênesis Tintas publicou recentemente um artigo técnico detalhando alguns desses insumos fundamentais na vida de qualquer operador de impressora digital. Veja abaixo alguns dos tópicos abordados no texto:

Limpador (cleaner) para cabeças piezolétricas (solvente)

Trata-se de um glicol (solvente) que, dentro das indústrias de tintas, passam pelo processo de filtragem, responsável por conferir características especiais ao insumo, garantindo que ele passe — e limpe — pelas câmeras e nozzles das cabeças de impressão. Normalmente, impressoras digitais com cabeças piezoelétricas precisam desse limpador para manutenções diárias.

Limpador (cleaner) para cabeças Epson Micro PiezoTM (ecossolvente)

As impressoras que empregam cabeças da marca Micro Piezo, da Epson, usam solvente (glicóis) que também passam pela filtragem. O seu uso é bem menos frequente. Isso porque é a própria tinta que elimina os resquícios deixados nos nozzles e canais das cabeças já citadas, restando ao solvente apenas a limpeza mais "pesada".

insumo para impressão digital

A devida manutenção nas cabeças de impressão garante melhor funcionamento do equipamento

Solvente desentupidor (flush) de cabeças (solvente)

Mais forte do que os limpadores citados nos tópicos anteriores, o desentupidor, basicamente, derrete os resquícios das tintas que se alojam nas cabeças. Por ser mais agressivo, seu uso frequente pode danificar as peças. Depois de aplicá-lo, recomenda-se fazer a limpeza com o solvente (cleaner) e, posteriormente, o operador deve realizar testes de impressão.

Limpadores (cleaner) para cabeças de tinta sublimática

Formado por glicóis, água, aditivos e tensoativos, esse tipo de limpador passa, antes de ser vendido, pela destilação (que elimina as impurezas), desionização (elimina os minerais) e filtragem (retira fungos e bactérias do local).

Desentupidor (flush) de cabeças de tinta sublimática

O material que promove uma limpeza mais potente e garante o desentupimento completo das cabeças. Apesar de não ser corrosivo, ele trabalha com elementos tensoativos e água, que garantem a desobstrução dos canais.

Insumo de conversão de tintas solventes e sublimáticas

Usado em impressoras que suportam os dois tipos de tintas, o insumo é responsável por realizar a limpeza dos canais e fazer a conversão da tinta solvente para a sublimática e vice-versa.

Acabamento

Eles também estão nas salas de impressão de qualquer birô que se preze. São os insumos para acabamento superficial, como a laca (verniz para conferir diferenciais estéticos aos impressos) e o solvente para acelerar a secagem da tinta à base de solvente (novidade exclusiva da Gênesis Tintas).

insumo para secagem rápida

Quer secagem mais rápida? Use insumos que aceleram o processo

Laca para acabamento

Esse tipo de verniz pode ser usado no substrato impresso com a intenção de obter resultados estéticos. É possível deixar o material brilhante ou fosco, por exemplo. Além disso, a laca tem a função de proteger a superfície dos materiais sobre os quais ela foi aplicada.

Solvente para secagem instantânea

O produto aplicado às tintas solventes é vendido exclusivamente pela Gênesis Tintas e auxilia na rápida secagem do impresso. Mais aderência e resistência também são dados ao material.

Fonte: Gênesis. Texto: InfoSign



Mimaki Brasil lança série de impressoras CJV150

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 16/01/2015

CJV150 é impressora ecossolvente capaz de reproduzir cores metálicas

CJV150 é impressora ecossolvente capaz de reproduzir cores metálicas

A Mimaki, fabricante de equipamentos para comunicação visual, anunciou o lançamento no Brasil da série de impressoras CJV150, composta pelos modelos CJV150-75 (largura de impressão de 800mm), CJV150-107 (1090mm), CJV150-130 (1361mm) e CJV150-160 (1610mm).

Rolo a rolo, os equipamentos da série trabalham na resolução máxima de 1400dpi, com tinta ecossolvente ou sublimática e paleta com quatro ou oito cores. Além disso, as máquinas contam com recorte integrado à impressão.

Funções de impressão e corte

Os equipamentos da linha CJV150 possuem dispositivo que detecta automaticamente marcas de registro estabelecidas pelo software RasterLink6 e realiza o corte das linhas de contorno com precisão.

Outra função do sistema detecta marcas de registro intermediárias e permite correções para cada segmento, o que garante o corte de contorno preciso de impressões de comprimento mais longo, mesmo que a imagem esteja distorcida.

Cores metálicas

Para usuários que pretendem trabalhar com cores metálicas, a Mimaki disponibiliza a SS21, tinta ecossolvente prata. Com o insumo, é possível imprimir até 648 tons, disponíveis na biblioteca de cores do software RIP RasterLink6.

Tecnologia de impressão

Para que os pontos sejam corretamente posicionados no substrato, a Mimaki desenvolveu uma tecnologia que permite às cabeças de impressão disparar gotas de tinta em ângulos de jato adequados. Além disso, o volume das gotas pode variar, de 4 a 35 picolitros.

Unidade de verificação de nozzle

As impressoras CJV150 possuem sensores que monitoram as gotas de tintas e detectam o entupimento dos nozzles. Quando isso acontece, eles são expurgados automaticamente, o que reduz desperdícios e mantém a qualidade da impressão.

Aquecedores de mídia

Para garantir a adesão e o formato adequado dos pontos, a mídia deve estar em temperatura ideal durante a impressão. Os modelos da série CJV150 vêm equipados com três aquecedores de substratos (de pré-impressão, intermediário e de pós-impressão), os quais mantêm a correta temperatura das mídias durante o processo.

Fonte: Mimaki