Neschen amplia portfólio de papéis de parede sustentáveis

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 06/01/2016
Novo substrato faz parte da linha Green Wall da Neschen

Novo substrato faz parte da linha Green Wall da Neschen

A Neschen, fabricante europeia de substratos, anunciou no mercado internacional a expansão da linha Green Wall, composta por papéis de parede sustentáveis. Além de não conter PVC, as mídias são respiráveis e vendidas em larguras de até 160cm.

Segundo a empresa, as mídias proporcionam estabilidade dimensional para garantir ajustes precisos nas articulações das instalações.

A linha Green Wall é composta por diversos tipos de papéis de parede que resistem a condições ambientais úmidas ou secas.

A Neschen apresentará as novas mídias na Heimtextil, feira que ocorrerá entre os dias 12 e 15 de janeiro, em Frankfurt, Alemanha. Em março, a empresa exibirá sua linha completa de materiais na Fespa, que acontecerá em Amsterdam, Holanda.

Fonte: Neschen



Barbieri lança espectrofotômetro exclusivo para estamparia têxtil

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/03/2015

SpectroPad Textile Edition pode ser usado no gerenciamento de cores em impressão sublimática, de transfer ou direta em tecidos

SpectroPad Textile Edition pode ser usado no gerenciamento de cores em impressão sublimática, de transfer ou direta em tecidos

A Barbieri, fornecedora de soluções eletrônicas, apresentou no mercado internacional a SpectroPad, nova solução para controle de cores em tecidos estampados por impressão digital.

Portátil, o equipamento emprega suporte electrostático para a aferição das amostras, o que assegura a fixação dos tecidos durante as medições. Também inclui a "qb-technology", que consiste de fontes de luz de alta precisão espectral, além de uma grande abertura de medição, que cobre áreas maiores de amostragem.

Segundo a empresa, o SpectroPad usa três fontes de LED, que produzem condições ideais para medições M1 e D50 e iluminam o tecido em diferentes ângulos.

O espectrofotômetro permite que o operador da impressora saiba, durante a produção, se as cores reproduzidas estão dentro das tolerâncias previamente acertadas. Assim, ele pode dar continuidade ao processo ou fazer os ajustes conforme parâmetros e normas como ISO, Swop, Gracol, Fogra, Ugra e CGats.

O equipamento pode ser configurado para realizar o controle de cores em diferentes birôs que imprimirão as mesmas imagens. Basta que as referências sejam criadas previamente, para que sejam seguidas pelas diferentes empresas.

Fonte: My Print Resource



Akad passa a vender impressoras digitais para sublimação

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 10/12/2012

A família de equipamentos Novajet cresceu. Comercializada pela Akad, fornecedora de máquinas e insumos para comunicação visual, a linha de impressoras digitais recebeu o incremento dos seguintes modelos: 1602S (com 1,54m de largura de impressão), 2202S (2,14m) e 3302S (3,2m). As três máquinas são do tipo "flex", podendo trabalhar com tinta ecossolvente ou com insumos para sublimação (dependendo da escolha e demanda do próprio usuário).

Empregando cabeças de impressão Epson Micro PiezoTM DX5, as impressoras produzem em velocidade máxima de 42m²/h (na resolução 720x1080dpi, com três passadas) e podem imprimir na resolução máxima de 1400dpi. As Novajet também possuem sistema de alimentação rolo a rolo (com take up).

impressora para sublimação

As novidades da Akad podem trabalhar com tintas ecossolvente e sublimática

Para quem escolher usar as novidades para sublimação, a Akad indica trabalhar com tecido com, no mínimo, 50% de poliéster em sua composição. Existe também a possibilidade de imprimir materiais como plástico, madeira, vidro e etiquetas (desde que estejam devidamente tratados).

Com as Novajet sublimáticas, a marca amplia sua gama de aplicações para atender empresas de setores como os da estamparia digital, roupas esportivas e abadas, por exemplo.

No processo de sublimação, a impressora reproduz as imagens em um papel transfer, que posteriormente é colocado em contato com o material (tecido, por exemplo) a ser estampado. Juntos, eles são aquecidos por uma prensa ou calandra e, em função da alta temperatura, a tinta sublima e fica impregnada no substrato.

Fonte: Akad. Texto: InfoSign