Envelopamento de carro: adesivação de porta (passo a passo)

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 05/12/2012

Popularizado, o envelopamento de carro é capaz de conferir um visual diferente e ainda proteger a lataria do veículo. A despeito de suas vantagens, a adesivação exige habilidade e conhecimento dos profissionais que envelopam. É fundamental que os adesivadores saibam utilizar os acessórios (espátula, estilete, soprador térmico) e manusear corretamente o vinil, evitando desperdícios de tempo e material.

Envelopamento de carro: dicas para uma aplicação profissional
Envelopamento de carro: adesivação de retrovisor (passo a passo)

E cada detalhe faz diferença. Por exemplo: a aplicação da película na porta. Ela deve ser feita de modo a cobrir toda a lateria sem deixar vestígios da cor original do carro. Além disso, o vinil precisa ser devidamente moldado, para que não tenha bolhas, nem fique com rebarbas.

Confira, no passo a passo preparado pela Alko, todos os detalhes para uma adesivação perfeita na porta do veículo:

Fonte: Alko. Edição: InfoSign



Alko lança três opções de vinis jateados metálicos da linha Alltak

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 20/04/2016
Vinis fazem parte de uma edição limitada da série Alltak Tuning

Vinis fazem parte de uma edição limitada da série Alltak Tuning

A Alko, fabricante nacional de películas, complementou com mais três opções a linha de vinis adesivo Alltak Tuning, composta por materiais para envelopamento de carros.

Os filmes (Metallic Brown, Metallic Bronze e Metallic Copper) fazem parte de uma edição limitada e apresentam acabamento texturizado metálico e espessura de 0,10mm. Além disso, possuem adesivo acrílico reposicionável e liner de papel siliconado de 145g/m2.

Vendidos em bobinas de 1,38m de largura e 25m ou 50m de comprimento, os vinis têm durabilidade esperada para aplicações verticais (exceto teto e capô) de um ano.

Os filmes da série Alltak Tuning protegem a pintura de veículos contra riscos, pequenos impactos, manchas e raios UV.

Fonte: Alko



Características dos principais tipos de papéis transfer

Por João Leodonio em 05/12/2017
Saiba quais são os papéis transfer disponíveis atualmente

Saiba quais são os papéis transfer disponíveis atualmente

Os papéis transfer são conhecidos principalmente por serem boas alternativas para aplicação de imagens em tecidos de algodão e poliéster. Alguns deles apresentam um fundo branco, que permite imprimir peças coloridas sem prejudicar as estampas originais. Trata-se de sobreposição, ou seja, da adesão ao tecido por termocolagem.

Por questões de preço e disponibilidade, os papéis transfer mais utilizados são o OBM e o Dark, também encontrado no mercado com outros nomes. Além deles, listamos abaixo as caraterísticas do Ink Pro e do INNEO.

Para todos os casos, recomenda-se que as peças que receberam as aplicações fiquem em descanso por, pelo menos, 24 horas, antes de serem lavadas. Além disso, é importante que elas não sejam lavadas em tanques e não sejam torcidas à mão. Se utilizar água quente, a temperatura máxima deve ser de 40°C. A água não pode ter alvejante, e deve-se passar pelo avesso. Esses procedimentos são muito importantes para manter a integridade do transfer por mais tempo.

Papel Transfer OBM

Característica: o lado da impressão possui revestimento de poliéster (para sublimação). O outro lado é emborrachado termocolante (fundo branco).

Aplicações: em tecidos claros ou escuros de algodão ou poliéster. É indicado para estampas que não precisam de recorte, pois a plotter não suporta esse material, que é bem difícil de ser cortado à mão. Após aplicado, ele oferece um toque menos discreto, porém, confere relevo à peça.

Camiseta preta com aplicação em OBM

Papel Transfer INNEO

Característica: papel transfer importado.

Aplicações: em tecido branco de algodão. Esse papel é indicado para impressora laser colorida de alta velocidade, sem óleo e com temperatura interna de até 200°C.

Papel Transfer Ink Pro

Característica: papel transfer impresso por equipamentos a jato de tinta.

Aplicações: em algodão. Esse material exige que as tintas utilizadas na impressão devem ser originais, de preferência. Isso porque as tintas paralelas não oferecem um resultado de boa qualidade.

Papel Transfer Dark

Característica: o lado da impressão é de papel sulfite resistente a temperatura (impressão a laser). O outro lado é emborrachado termocolante (fundo branco).

Aplicações: em tecidos claros ou escuros de algodão ou poliéster. Esse papel não confere 100% de qualidade da definição, mesmo que sejam usados arquivos em alta resolução. Porém, ele oferece um toque mais discreto.

Camiseta preta com Dark Film com fundo branco

 

Sobre o autor: João Leodonio atua no segmento gráfico há 10 anos, como gerente de produção e consultor. Tecnólogo em produção gráfica, atuou como palestrante pela Imprensa Oficial, de Angola, e como consultor de processos produtivos. É proprietário da Pari Transfer Sublimático