Dicas de armazenamento de vinil autoadesivo

Por Eduardo Yamashita em 18/11/2013

A primeira dica é fazer um levantamento de todos os substratos (mídias) usados na empresa. Se você trabalha com adesivação e envelopamento, vai encontrar vinis autoadesivos em rolos, folhas recortadas e imagens impressas. A seguir, veja a melhor forma de armazená-los.

Ambiente

Para armazenar os substratos, é necessário ter um ambiente seco e limpo (livre de sujeira e água). Isso porque as partículas sólidas podem contaminar a superfície dos filmes de PVC (dos vinis).

A contaminação afeta o desempenho da mídia. Já a umidade pode ser absorvida pelo liner (de papel), o que diminui a estabilidade do vinil durante a impressão ou o recorte.

Temperatura do ambiente

A temperatura do ambiente deve ser controlada. O ideal é trabalhar entre 20ºC e 30ºC. Lembre-se: a performance do adesivo do vinil pode ser alterada em ambiente com temperatura elevada. Além disso, o tempo de vida do material fica reduzido.

Outro componente que pode ser afetado é o PVC. Existe a possibilidade de o plastificante migrar para a superfície do filme, contaminando-o e provocando problemas na impressão digital; se migrar para a camada de adesivo, diminui a vida útil do vinil autoadesivo.

Umidade do ar

A umidade do ar deve ser controlada pelos mesmos motivos descritos no item anterior. Recomenda-se que ela fique em torno de 50% – e nunca mais de 75%.

Equipamentos

Equipamentos de controle de umidade são caros. Por isso, é comum ver empresas utilizando apenas condicionadores de ar, que são removedores de umidade. Então, se você os utiliza para diminuir a temperatura, saiba que eles também removem a umidade do ar do ambiente.

Se possível, invista em equipamentos de controle de umidade de ar

Se possível, invista em equipamentos que controlam a umidade de ar

Armazenamento

Importante: os rolos de vinil devem ficar suspensos, pois dessa forma o peso da mídia não se concentra numa região da bobina, assim não se formam marcas cíclicas na impressão e no filme de PVC. Há materiais cuja embalagem tem um suporte que evita o contato da mídia com qualquer superfície.

A dica é não descartar o suporte que vem na embalagem. Ele é fundamental para manter o material em suspensão (a imagem abaixo ajuda a entender isso) e diminui o espaço ocupado pelos rolos de vinil autoadesivo.

Armazenamento de rolos suspensos

Armazenamento de rolos suspensos

Evite armazenar os rolos em pé, pois as bordas das bobinas podem ser contaminadas e também absorver umidade indesejada. Nunca os deixe na posição horizontal nem apoiados a uma superfície (mesa, piso, prateleira etc).

Proteja os rolos com um saco plástico para não acumular poeira. Use os plásticos que vêm nas próprias embalagens dos rolos.

No caso das folhas cortadas, armazene-as em montes embalados com filmes plásticos, para não sofrerem contaminações de poeira e para manter a umidade do liner do vinil.

Evite armazenar os rolos em pé ou deitados e apoiados

Evite armazenar os rolos em pé ou deitados e apoiados

As imagens impressas devem ser enroladas e armazenadas. Nunca use diâmetros menores que o do tubete original. E jamais enrole a mídia de maneira que a imagem fique "voltada" para dentro. Isso prejudica a performance do material. Para proteger a última volta do rolo, enrole um plástico ou papel. E não empilhe as imagens umas sobre as outras, pois as debaixo podem ser prejudicadas pelo peso das que ficam em cima.

Para finalizar, é importante destacar a importância da vida útil dos materiais. Obedeça sempre as instruções do fabricante e respeite os prazos de validade. Caso contrário, você poderá enfrentar problemas de baixa aderência do vinil à superfície.

 

Gostou do artigo? Você também vai se interessar pelas matérias abaixo:

 

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis, envelopamentos de carro e comunicação visual.



Avery Dennison anuncia o vencedor do Wrap Like a King

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 21/10/2013

A Avery Dennison, fabricante de películas adesivas, anunciou que um Mercedes Benz SLS63 envelopado com vinil Ultra Matte Red venceu a competição Wrap Like a King.

Responsável pelo projeto, Ara Hakobyan, da Diamond Black Exteriors, comentou a participação: "A competição foi uma ótima maneira de mostrar minhas habilidades e chamar a atenção para a personalização de carros".

Mercedes envelopada com vinl vermelho foi a ganhadora do Wrap Like a King 2013

Mercedes envelopada com vinil vermelho foi a ganhadora do Wrap Like a King 2013

Os outros finalistas da competição atingiram as seguintes colocações:

  • 2º lugar: "Nev-r-ben-done", de Jeremy Dyer;
  • 3º lugar: "Chrome n’ lime", de Jeffrey Chudoff;
  • 4º lugar: "She’s my cherry pie", um projeto de restauração, da Sino Tour.

A Wrap Like a King teve 158 inscrições oriundas da América do Norte. Seis juízes selecionaram 32 finalistas. E depois de quatro rodadas de votação pública, finalmente foram escolhidos os vencedores supracitados. O campeão recebeu 2 mil dólares em dinheiro e uma viagem para a feira Sema 2013.

Paul Roba, gerente técnico da Avery e um dos juízes da competição, declarou: "A inscrições mostraram uma enorme gama de aplicações, de simples mudança de cor a inovações altamente complexas. Foi difícil escolher as melhores".

Fonte: Wrap Like a King



Mimaki lança no Brasil a linha UCJV de impressoras UV

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 01/02/2018
Modelo 300-160 pode empregar tinta branca e processo de impressão de quatro camadas

Modelo 300-160 pode empregar tinta branca e processo de impressão de quatro camadas

No dia 31 de janeiro, a Mimaki lançou oficialmente no Brasil a UCJV, linha de impressoras rolo a rolo UV LED composta pelos modelos 300-160 e 150-160 (ambos com recorte integrado).

As máquinas possuem largura de 1,60m e são indicadas para estampar etiquetas, mídias para janelas, gráficos de piso, displays de ponto de vendas, envelopamento de veículos, embalagens, protótipos, entre outras aplicações.

Um dos diferenciais dos equipamentos é a capacidade de cortar antes da impressão, o que impede problemas comuns, como a separação do filme e outras possíveis falhas de acabamento.

O modelo UCJV300-160 pode realizar impressão em quatro camadas (por exemplo: colorida, branca, preta, colorida). Trata-se de uma ferramenta que cria imagens em aplicações retroiluminadas. A combinação de tintas coloridas e branca agrea valor a essas aplicações. Já o modelo UCJV150-160 emprega quatro canais de tinta (CMYK).

As impressoras da série UCJV rodam com o software RasterLink6 Plus atualizado, versão que inclui a função ID Cut, que torna a impressão e o corte mais ágeis.

Dezenas de empresários estiveram no evento de lançamento da série UCJV na sede da Mimaki, em São Paulo

Fonte: Mimaki