Como lucrar com impressão látex em vinil adesivo

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 23/03/2022
Saiba, passo a passo, como produzir stickers e mídias adesivas para decoração de paredes e comunicações em varejo

Saiba, passo a passo, como produzir stickers e mídias adesivas para decoração de paredes e comunicações em varejo

Por conta de sua versatilidade de uso, acesso e aplicação, o vinil adesivo é de longe a mídia mais popular na comunicação visual impressa. De pequenas peças complexas a grandes áreas planas e simples, o filme de PVC tem potencial de personalizar inúmeras superfícies, tornando-as coloridas e chamativas.

Oferecer vinis adesivos impressos é uma das formas mais corriqueiras e lucrativas do mercado de sinalização. Algumas aplicações são ainda mais destacadas, como a decoração total ou parcial (com stickers) de paredes de lares, escritórios e ambientes de varejo.

O varejo, aliás, é um segmento de potencial quase ilimitado, demandando volume e qualidade de serviços e materiais. Para dar conta desses serviços (e lucrar com eles), além de dominar as melhores práticas de aquisição e uso dos vinis, recomenda-se trabalhar com ferramentas e tintas que garantirão as melhores impressões às mídias. Entre elas, estão os recém-lançados modelos Latex 700 e 800. Fabricados pela HP, esses equipamentos fáceis de operar empregam recursos sustentáveis para reproduzir imagens de qualidade e alto impacto.

Saiba, passo a passo, como imprimir em vinis adesivos com impressoras látex, para uso em aplicações lucrativas de decoração e comunicação visual.

Selecione as ferramentas adequadas

Para estampar as imagens, além dos vinis (há diversos tipos, que variam de preço, qualidade e desempenho na instalação) e da impressora (modelo HP Latex 700 ou 800), serão necessários softwares de edição e RIP. A HP disponibiliza aos seus clientes o aplicativo HP PrintOS, com recursos dedicados para executar tarefas específicas de preparação de arquivos e imagens para grandes formatos e comunicação visual.

Já para o acabamento superficial, são exigidas soluções que aumentam a durabilidade e conferem efeitos (brilhantes ou foscos, por exemplo) às peças.

Para cortar ou recortar os vinis, conferindo-lhes formato e contorno, deve-se utilizar plotters e cortadoras. Ferramentas manuais, como estiletas, também são recursos usados para esse fim.

Antes de começar, repasse o check list de ferramentas e materiais necessários para a impressão látex em vinis adesivos

Depois de estampados e cortados, os vinis estão prontos para serem instalados. Algumas instalações são mais simples e fáceis de serem realizadas. Outras, como o revestimento de paredes, exigem um trabalho mais elaborado, com ferramentas específicas e mão de obra treinada, para que as imagens recubram corretamente as superfícies e não fiquem desalinhadas e tortas.

Antes de começar os trabalhos, todos os materiais, equipamentos e ferramentas devem estar em condições de bom uso e à disposição dos profissionais e colaboradores envolvidos na produção.

Escolha os vinis adesivos

Há diferentes tipos de vinis disponíveis no mercado. Eles variam de acordo com o frontal (cast, calandrado monomérico ou calandrado polimérico), o acabamento superficial (brilhante ou fosco), o adesivo (permanente, removível ou reposicionável), entre outras características que vão influenciar a qualidade, a instalação e a duração do material. Para as mídias que serão usadas em aplicações de médio e longo prazo, recomenda-se proteger as impressões com laminação.

Os usuários de impressoras látex podem verificar se a mídia escolhida consta na lista de predefinições da HP. Para tanto, basta acessar o HP PrintOS Media Locator e realizar a pesquisa por meio do painel frontal da impressora (Biblioteca de Substratos). Outra orientação é entrar nos sites dos fornecedores dos substratos, para checar suas especificações e recomendações de uso.

HP disponibiliza pacote de aplicativos com ferramentas específicas de edição e preparação de imagens e arquivos para grandes formatos

Prepare o trabalho

Softwares como o HP Signage Suite, o Illustrator e o Photoshop são plataformas de edição de trabalhos, com o fim de adaptá-los às necessidades da produção.

O HP Signage Suite faz parte do HP Applications Center, pacote completo de ferramentas cujo acesso é feito por meio do número de série da impressora HP. Ele permite a criação e a visualização de simulações dos trabalhos. O aplicativo também gera automaticamente PDFs prontos para a impressão, além de conter ferramentas de gerenciamento de clientes, pedidos e conteúdos.

Para o processamento das imagens, as impressoras contam com os softwares RIP, como o Onyx, o Caldera e o SAi, certificados pela HP para rodar os modelos Latex 700 e 800. Esses aplicativos oferecem também opções para edição de trabalhos.

Depois de escolher o tipo de substrato (vinil autoadesivo), é necessário preparar os trabalhos. Note que há procedimentos específicos para cada aplicação, que consideram o formato e o acabamento (corte e laminação) das peças, além de levar em conta aplicações de tinta branca e padrões metálicos.

Carregue a mídia

Após preparar os arquivos digitais, é chegada a hora de estampá-los. Por meio de operações fáceis e intuitivas, o usuário de uma unidade Latex 700 ou 800 deve preparar o equipamento antes de colocá-lo em ação. Entre os procedimento de set-up está o carregamento da mídia, conectando-a ao eixo de recolhimento (TUR). A HP recomenda proceder da seguinte forma:

1. Prepare o TUR: fixe um tubete vazio no TUR;

2. Mova o substrato: avance a mídia até o tubete no TUR;

3. Solte o substrato dos roletes: suspenda os roletes, alinhe a borda direita do substrato com a borda direita do rolete de entrada e, em seguida, toque em "Concluído" no painel frontal, para abaixar os roletes;

4. Fixe o substrato no TUR: para que o lado impresso fique para dentro ou para fora (para fora é a opção mais comum);

5. Ative o TUR: conclua uma rotação completa do TUR;

6. Calibre o TUR: selecione "Calibrar" no painel frontal.

Carregamento de mídias nas impressoras Latex 700 e 800 não requer procedimentos complexos

Imprima

Depois de carregar o substrato, dê sequência às etapas de produção na impressora látex. Basta seguir os procedimentos abaixo:

1. Selecione a predefinição de substrato correta: se a mídia não constar na lista, utilize uma predefinição genérica;

2. Verifique o status de IQ da impressão: cheque os injetores e o alinhamento da cabeça de impressão;

3. Prepare o início da produção: comece pela placa de impressão. Alguns vinis podem ser posicionados após a zona de cura ou deverão ser fixados no TUR, para evitar colisões;

4. Envie o trabalho para impressão pelo RIP: verifique se o RIP sincronizou o substrato carregado com a impressora. Depois, selecione o modo de impressão correto e as outras configurações (cópias e posicionamentos). Clique em "Enviar para impressão";

5. Corte e recupere o rolo impresso: essa operação pode ser executada automaticamente ou manualmente.

Modelos de impressoras látex da HP contam com a ferramenta de aplicação de tinta branca

Lamine e instale

A laminação confere proteção superficial às imagens. Ela é recomendada principalmente para aplicações que demandam resistência química e física, contra intempéries e potenciais lesões. Instalações de comunicação visual em paredes de hotéis e restaurantes são alguns exemplos de trabalhos que requerem laminações.

A laminação líquida pode ser realizada de duas maneiras:

1. Com uma laminadora de líquido: antes de cortar as impressões;

2. Manualmente: com um rolo de pintura, com as impressões dispostas em um plano ou após a instalação na parede.

Depois, as impressões geralmente são enroladas e embaladas, agrupadas por trabalhos, para serem encaminhadas para o local onde serão instaladas.

Antes da instalação, é necessário limpar a superfície onde os vinis serão instalados. Confira a existência de rebites, juntas e outros elementos que podem influenciar na adesivação do material.

Teste a aderência do vinil onde ele será adesivado e sempre siga as instruções do fabricante do vinil.

Se todas as etapas forem executadas corretamente, com as ferramentas adequadas e mão de obra competente, certamente o resultado será de alta qualidade, para a satisfação do cliente final.



Impressora Mimaki Tx300P-1800 receberá upgrade

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 04/04/2017
Tx300P-1800 poderá trabalhar com tintas pigmentadas e sublimáticas

Tx300P-1800 poderá trabalhar com tintas pigmentadas e sublimáticas

A Mimaki anunciou que o Tx300P-1800, equipamento de impressão direta em tecidos, terá a capacidade de trabalhar tanto com tinta sublimática (para tecidos com poliéster) quanto com pigmentada (para algodão). Isso significa que a mesma máquina poderá estampar maior número de tipos de tecidos sem precisar trocar os sistemas de alimentação dos insumos. Segundo a empresa, a nova tecnologia é um avanço que melhorará a produtividade e aumentará a flexibilidade de empresas que produzem materiais têxteis.

Os tipos de tintas não requerem pós-tratamentos (vaporização ou lavagem), o que facilita a adoção da tecnologia, pois ela não exige muito espaço para instalação, não emprega grande quantidade de água e não requer conhecimentos especiais para estampar os tecidos impressos. No entanto, além da própria impressora, é necessário o uso de equipamentos de fixação de cor.

Indicada para estampar tecidos para decoração, vestuário, moda e sinalização, a Tx300P-1800 é indicada para produções de curta tiragens ou de amostras e projetos personalizados.

Ronald van den Broek, gerente geral da Mimaki Europe, declarou: “É fácil e rápido trocar os tipos de tecido, basta selecionar o sistema de tinta apropriado para cada material. Além disso, estas tintas não exigem o uso de água ou vapor no processo de pós-tratamento, tornando-as ambientalmente sustentável”.

A novidade estará disponível a partir do segundo semestre de 2017.

Fonte: Mimaki



A sublimação como ferramenta de expansão de negócios

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/12/2019
Sublimação possibilita a criação e a oferta de novos produtos e serviços

Sublimação possibilita a criação e a oferta de novos produtos e serviços

Vender mais para clientes cativos é mais econômico do que tentar encontrar novos clientes. Se você trabalha em um birô, a sublimação é um meio para oferecer novos produtos e vender mais aos clientes que você já tem.

A impressão por sublimação, tradicionalmente empregada por empresas que estampam tecidos, é um processo que utiliza tintas sólidas que são vaporizadas durante a transferência para o substrato final. As imagens resultantes são ricas em cores, vibrantes e duradouras. A sublimação pode ser realizada diretamente no substrato final ou por meio de um papel de transferência, que é então aplicado ao substrato e submetido a calor e pressão.

Hoje, há fatores muito interessantes para a adoção da sublimação. O primeiro é a própria tecnologia digital, que simplifica a impressão por sublimação e reproduz imagens de alta qualidade. Em segundo lugar, a proliferação da impressão inkjet de grande formato criou uma competição que exige a exploração de aplicações e serviços. Em terceiro lugar, a demanda por fotos e produtos com imagens personalizadas está impulsionando o segmento. Por fim, existem pacotes de softwares de criação, RIP e fluxo de trabalho que, com um módulo opcional adicional, podem operar tanto impressoras solvente, látex e UV quanto impressoras sublimáticas.

A disponibilidade de impressoras de sublimação significa que o processo está sendo amplamente utilizado. A sublimação ser usada em tecido, cerâmica, vidro, alumínio, latão, aço inoxidável e plástico, o que possibilita que dezenas de produtos diferentes sejam estampados em pequenas ou grandes quantidades.

No entanto, é no segmento têxtil que a sublimação é mais conhecida. Ao imprimir em poliéster, as cores e os detalhes ficam brilhantes e nítidos. Podem ser impressos tecidos ou malhas, incluindo sarja, tafetá, chiffon e materiais microelásticos. Como as tintas sublimáticas se ligam às fibras, elas não racham nem desbotam. Eles podem ser lavados, enrolados, dobrados e aplicados em instalações externas, sendo indicados para compor camisetas, roupas de banho, roupas esportivas, banners e bandeiras.

Com pacotes de software dedicados e independentes que lidam com todo o fluxo de trabalho de sublimação, a empresas de impressão de grande formato têm um caminho mais fácil para essa dinâmica tecnologia, que pode ser adaptada para atender muitas demandas.

Este artigo foi redigido por Michelle Johnson, diretora de marketing da SAi, desenvolvedora de softwares para impressão digital e comunicação visual: michellej@thinksai.com