Cobertura Fespa Brasil 2013 – Parte 3: sublimação, tintas, substratos e softwares

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 15/03/2013

Além dos grandes equipamentos, como impressoras, routers, máquinas a laser e mesas de corte, gravitaram na Fespa Brasil 2013 diversos insumos, substratos e suprimentos para impressão digital, sublimação, transfer, entre outros processos. A seguir, confira um panorama de empresas especializadas nessas soluções que se apresentaram na feira.

Leia também as demais partes dessa cobertura:
1ª: impressoras (grande formato)
2ª: routers, máquinas a laser e mesas de corte
4ª: visitação, congresso e campeonato de envelopamento
 
Uma das líderes de mercado, a 3M esteve presente na Fespa Brasil 2013

Uma das líderes de mercado, a 3M esteve presente na Fespa Brasil 2013

Sublimação e transfer

Muito bem servida de materiais (tintas, papéis, substratos e prensas) para sublimação, a Fespa Brasil 2013 contou com uma numerosa quantidade de fornecedores da área. Além de fabricantes e distribuidores de impressoras sublimáticas (já mencionadas na primeira parte dessa cobertura), estavam presentes fabricantes como a Metalnox. A empresa, que também manufatura calandras, lançou a PTA 750 Evolution, prensa térmica de bancada, cuja movimentação é realizada pelas fôrmas térmicas superiores. Compacto, o equipamento é indicado para todos os tipos de aplicações. A Metalnox também vende uma série de suprimentos, como tintas e canecas, aos interessados nos negócios de sublimação.

O visitante da feira pôde conferir lançamentos de prensas térmicas

O visitante da feira pôde conferir lançamentos de prensas térmicas

A Flock Color também apresentou prensas manuais e pneumáticas para transferência térmica. A empresa dispõe de uma linha versátil de equipamentos, com características e preços distintos, para atender a diferentes demandas de empresas que trabalham com sublimação e transfer.

A F1 Suprimentos é outra empresa que exibiu uma coleção de materiais para o processo sublimático. Além de impressoras a jato de tinta (de grande e pequeno formato), a fornecedora expôs insumos, prensas, papéis transfer e objetos para personalização (como bolsas e bonés). Um dos diferencias da empresa foi a apresentação de seus kits para sublimação.

Surpresa também no estande sempre cheio da Sawgrass. A fabricante norte-americana, que possui uma série de patentes de tintas sublimáticas, estreou no Brasil por meio da Fespa. Entre as novidades que levou para a feira, estavam insumos para impressão e softwares de gerenciamento de cores para impressoras Epson e Ricoh.

Expositores exibiram mostruários de peças, equipamentos e produtos para sublimação

Expositores exibiram mostruários de peças, equipamentos e produtos para sublimação

A Art Hot Transfer também apresentou uma grande coleção de objetos para, através da sublimação, transformarem-se em fotoprodutos, como capas para notebook, cartões, cases para celular, chaveiros de metal, espelhos sublimáticos, garrafas de alumínio, entre outros. A empresa também vende papéis transfer, fundamentais para a garantia de qualidade da transferência térmica.

Destaque também para a MidiasPrint. A empresa mostrou placas de PVC (nos formatos A4 e A3), usadas como substrato para impressão com equipamentos inkjet ou laser. O material serve para decoração, promoção, sinalização e identificação. A MidiasPrint também levou uma diversidade de canecas, bem como pratos, porta-copos, mouse pads, entre outros materiais para quem trabalha com brindes, presentes, lembranças e marketing personalizado.

Outro fornecedor de expressão no mercado de sublimação digital é a J-Teck, que também montou o seu estande na Fespa Brasil 2013. O grande atrativo da empresa foi a linha de tintas J-next. Fabricados na Itália, os insumos podem ser usados em impressoras Epson, Roland, Mutoh, Mimaki e Prismajet. A J-Teck também vende equipamentos da linha Stylus Pro, da Epson.

A Nova Dampex também expôs materiais para transfer e sublimação. A empresa fornece tintas, prensas térmicas e uma grande diversidade de papéis transfer, voltados para impressoras laser, impressoras solvente, plotters de recorte, offset e serigrafia.

Tintas originais e compatíves também foram apresentadas na Fespa Brasil 2013

Tintas originais e compatíves também foram apresentadas na Fespa Brasil 2013

Tintas

Além das tintas originais, vendidas pelos próprios fornecedores e fabricantes de impressoras digitais, como Mimaki, Epson, EFI, entre muitas outras (mencionadas na primeira parte dessa cobertura), estiveram presentes empresas de tintas compatíveis. Entre elas, a Marabu, que expôs linhas de insumos como a Marajet DI-LS (para equipamentos Roland), a Marajet DI-CP (para impressoras solvente da HP), a TexaJet DX-SHE (para máquinas sublimáticas com cabeças Epson) e a UltraJet DUV-F (compostas por tintas UV). Além disso, a empresa mostrou seus vernizes à base d’água (brilhantes e foscos).

Outra marca exposta na Fespa Brasil 2013 foi a Nutec, vendida pela Digi+. Entre as linhas de tintas da Nutec, estão a Emerald E12 e a Topaz T11, ambas compatíveis com cabeças Epson DX4 e DX5. A companhia também comercializa os insumos das séries Topaz T21X3 e Topaz T51, para serem empregados em impressoras com cabeças Konica, Spectra, ente outras.

A Alphaprint também expôs duas marcas de tintas digitais: Triangle e TechInk. A primeira tem insumos à base de solvente vendidas em diversas linhas, como EDX ECO, MLD MILD, HPS MILD e JVV TRUE. Já a segunda marca, agrega as séries Gold, Gold Advantage, Platinum e Platinum Advantage.

Substratos

A edição de 2013 da Fespa Brasil teve uma tímida representação de empresas de mídias, principalmente das fabricantes (para 2015, espera-se maior participação dessas companhias). No entanto, uma das líderes do segmento esteve presente, a 3M. A multinacional, que patrocinou o campeonato de envelopamento de carros (Wrap Cup), mostrou algumas soluções de seu amplo catálogo de substratos para comunicação visual. Dentre elas, as lonas (como a Panagraphics III e a 3M 440G Frontbanner), os vinis para plotters de recortes (opacos, refletivos e translúcidos) e os vinis para impressão digital e envelopamento de carros (a consolidada linha Scotchal).

Um das novas atrações estrangeiras atraídas ao Brasil pela força internacional da marca Fespa, a alemã X-film apresentou substratos variados para sign e comunicação visual. Fabricante, a empresa tem um potfólio de películas para arquitetura, decoração, envelopamento de carro, peças para ponto de venda, ente outras aplicações.

Substrato sustentável foi exibido pela Antalis

Substrato sustentável foi exibido pela Antalis

Mais substratos também foram apresentados por distribuidoras como a Alphaprint, Sign Supply e Digi+, as quais representam diversas marcas de mídias.

Outra distribuidora com estande na Fespa Brasil foi a Antalis. Além dos clássicos vinis, papéis e lonas, a empresa mostrou o Xanita, um material composto de papelão reciclado e cana de açúcar. A mídia é dirigida a birôs e gráficas digitais que trabalham com materiais sustentáveis, em peças de comunicação visual comercial, instaladas em lojas, supermercados e pontos de venda.

Softwares

Além de apresentar diversas soluções de softwares para gestão e criação de orçamentos, a Fespa Brasil 2013 agregou estandes de fabricantes de aplicativos gráficos, como a GMG. A empresa, com sede na Europa, apresentou-se pela primeira vez numa feira brasileira. Estreando no país, a companhia lançou o ProductionSuite, um pacote de programas de pré-impressão e gerenciamento de cores. O produto foi especialmente desenvolvido para empresas de sign que trabalham com impressoras inkjet de grande formato e produzem banners, PDV, displays, envelopamento de carro, entre outros produtos e serviços de comunicação visual.

Lançado na Fespa Brasil, ProductionSuite é pacote de aplicativos da GMG

Lançado na Fespa Brasil, ProductionSuite é pacote de aplicativos da GMG

A Calcgraf também exibiu uma solução para gestão e criação de orçamentos. O Webgraf, aplicativo vendido pela empresa, possui ferramentas para calcular emendas (entre lonas, por exemplo) e fazer ajustes de produtividade em birôs de comunicação visual.

Já a EFI Metrics apresentou seu sistema de gestão que integra todo o fluxo de trabalho, das vendas web-to-print à impressão final.

Outras duas empresas que também exibiram soluções web-to-print foram a Objectif Lune e a Print Science.

Tags: 3M, 3M 440G Frontbanner, Alphaprint, Antalis, aplicações, arquitetura, Art Hot Transfer, cabeças Epson DX4, Calcgraf, campeonato de envelopamento de carros, canecas, Cobertura Fespa Brasil 2013, comunicação visual, decoração, Digi+, EDX ECO, EFI Metrics, Emerald E12, Envelopamento de carro, Epson, equipamentos, F1 Suprimentos, Fespa Brasil, Flock Color, fluxo de trabalho, fornecedoras, fotoprodutos, gerenciamento de cores, GMG, Gold, Gold Advantage, HPS MILD, impressão digital, impressoras, inkjet, insumos, J-next, J-Teck, JVV TRUE, kits para sublimação, Konica, laser, lonas, máquinas a laser, Marabu, Marajet DI-CP, Marajet DI-LS, mesas de corte, Metalnox, mídias, Midiasprint, Mimaki, MLD MILD, Mutoh, negócios de sublimação, Nova Dampex, Nutec, Objectif Lune, offset, Panagraphics III, papéis transfer, peças para ponto de venda, personalização, placas de PVC, Platinum, Platinum Advantage, plotters de recorte, pré-impressão, prensa térmica de bancada, prensas manuais, prensas pneumáticas, Print Science, PrismaJet, ProductionSuite, PTA 750 Evolution, Ricoh, Roland, routers, Sawgrass, Scotchal, serigrafia, Sign Supply, Softwares, Spectra, Stylus Pro, sublimação, sublimação digital, substratos, substratos e suprimentos, TechInk, TexaJet DX-SHE, Tinta, tintas, tintas sublimáticas, tintas UV, Topaz T11, Topaz T21X3, Topaz T51, transfer, transferência térmica, Triangle, UltraJet DUV-F, verniz à base d’água, vinis para plotters de recortes, web-to-print, Webgraf, Wrap Cup, X-film, Xanita,


Fujifilm anuncia nova série de impressora UV Acuity F

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 26/05/2014

Acuity F é nova série de impressora planas da Fujifilm

Acuity F é nova série de impressora planas da Fujifilm

A Fujifilm, fabricante de equipamentos de impressão digital, anunciou a nova série Acuity F, composta por equipamentos UV planos (de seis ou sete canais de tinta) que trabalham na velocidade máxima de 155m2/h.

Segundo a empresa, a impressora Acuity F apresenta sistema de alimentação de substratos que suporta vários tipos de mídias rígidas com até 3,05m x 2,5m e espessura máxima de 50,8mm.

A máquina possui registro pneumático que diminui as interferências do operador e permite o carregamento rápido de mídias.

Os modelos da família Acuity F são equipados com a Automated Maintenance System (AMS), tecnologia que limpa em menos de 25 segundos a cabeça de impressão, preparando-a para a impressão.

A empresa recomenda o uso de tintas originais Uvijet nos equipamentos da série Acuity F. Os insumos são fabricados por meio da tecnologia de dispersão Micro-V, que melhora características de adesão e durabilidade.

Fonte: Adcomms



Tendências e números do mercado global de impressão de grande formato

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 10/11/2017
Estudo internacional aponta direções sobre o segmento que não para de crescer

Estudo internacional aponta direções sobre o segmento que não para de crescer

A Keypoint Intelligence, consultoria internacional especializada em análises de mercado, publicou informações de seu estudo Wide format forecast 2016-2021 (Previsões para grandes formatos, de 2016 a 2021), que contém tendências globais que deverão afetar o segmento nos próximos anos. Um dos apontamentos do estudo revela que o crescimento de vendas de hardwares tem diminuído, ao passo que a produtividade dos dispositivos continua a crescer. No entanto, as vendas de mídias e tintas continuam a aumentar. Além disso, as impressoras de grande formato sublimáticas, UV e látex têm contribuído para a expansão da estamparia têxtil digital. Os segmentos gráfico e de decoração são os que mais contribuem para crescimento do mercado.

Principais pontos do estudo

Tecnologia UV: o estudo previu uma taxa de crescimento anual composta (CAGR) de 11% para as impressoras UV e UV LED no período de 2015 a 2020, e o mesmo crescimento foi esperado entre 2016 e 2021. As inovações na cura LED têm permitido que esses sistemas estampem maior gama de mídias, tornando-os mais atraentes aos investidores.

Látex: as tintas látex à base d’água continuam a penetrar no segmento. De acordo com o estudo, a látex tende a aumentar cerca de 6% nos próximos cinco anos.

Sublimação: as vendas de material sublimático para sinalização (soft signage) experimentaram um crescimento de 26% em 2016. Atualmente, os tecidos sublimados digitalmente oferecem maior durabilidade em ambientes outdoor. As tintas pigmentadas, sublimáticas, látex e UV podem ser usadas para a impressão têxtil, cada qual com suas características e aplicações.

Eventos: feiras e exposições estão evoluindo com o setor, em constante expansão. Neles, é comum ver tecnologias de pequenos formatos UV, impressoras de grandes formatos para sublimação e revestimentos de parede impressos com tintas de látex, além de vários outros sistemas de impressão digital.

Amadurecimento: embora fusões e aquisições tenham diminuído, o mercado de impressão de grande formato continua a mostrar sinais de maturidade mesmo com a desaceleração geral nas vendas de impressoras. Apesar desse declínio, o estudo aponta que os volumes de impressão de grande formato na América do Norte aumentem de forma constante até 2021.

Única passada: a tecnologia aumentou sua presença em toda a indústria de impressão de grande formato, e segmentos industriais abraçaram completamente essa tecnologia. Somente na América do Norte, espera-se que as máquinas de única passada com tinta aquosa demonstrem uma CAGR de mais de 41% até 2021.

Tintas digitais: o segmento experimentou crescimento em 2016. Impressoras maiores e mais rápidas começaram ser introduzidas no mercado. Novas tintas pigmentadas também deverão ser lançadas. Embora comuns na impressão direta para vestuário (DTG), elas entraram lentamente na indústria têxtil. Tecnologias látex e UV: as vendas de hardware de látex continuam a aumentar, substituindo parte da base instalada de tecnologias solventes. Espera-se que a UV atinja uma CAGR de 6% entre 2016 e 2021.

Tendências

Sofisticação dos provedores de serviços de impressão

Gráficas e birôs de impressão continuam a expandir seus negócios de grandes formatos, e alguns se tornaram muito sofisticados. Por exemplo, a FedEx e a FastSigns estão fornecendo impressões digitais em uma variedade crescente de substratos. A Amazon também entrou no jogo: em janeiro de 2017, a empresa passou a comercializar vestuário personalizado por meio do serviço Merch.

Embalagens

Aplicações de ponto de vendas (PDV) e embalagens para varejo estão permitindo a entrada de birôs com impressoras UV no mercado de embalagens. Há um movimento recente de integração entre os segmentos. Por exemplo: a ISA de 2017, feira de sinalização que aconteceu em abril nos Estados Unidos, foi realizada em conjunto com a Collaboration in Packaging Production, exposição de convertedores de rótulos, etiquetas e embalagens. Essa é uma tendência global.

Impressoras UV de mesa

Recentemente, uma série de impressoras LED UV de mesa foram lançadas no mercado. Mais acessíveis, elas podem estampar artigos diversos, como bolas de golfe e capas de smartphones. Algumas podem acomodar peças de madeira compensada, papelão ou qualquer outro material que se encaixe na mesa de impressão. São aplicações que combinam com lojas de brindes.

Novas opções de mídias

A mídia têxtil pode ser usada para produzir muitas aplicações, como bandeiras e sinalizações retroiluminadas. São produtos que estão cada vez mais populares no mundo, e imitam o desempenho de filmes translúcidos. Os fornecedores de mídias continuam a expandir suas ofertas, e muitos tipos de substratos (canvas, ​poliéster, linho, tapetes de feltro, carpetes etc.) estão mais disponíveis. Há empresas que oferecem uma variedade de mídias especiais para aplicações em janelas, pisos e madeiras. Com o passar do tempo, a impressão em mídias especiais provavelmente aumentará.

Indústria 4.0

Os fabricantes mais experientes de equipamentos estão trabalhando para melhorar a eficiência operacional das máquinas que vendem, para que elas integrem todos os elementos da produção em um único painel de controle, que fornece informações detalhadas sobre qualidade e produtividade. A combinação de dados e automação permitirá que gráficas e birôs maximizem a lucratividade e melhorem a satisfação do cliente. Novos serviços baseados em nuvem suportam componentes de impressão de grande formato, como mídia, design e RIP. Funções como acabamento, rastreamento, arquivamento e revisão também podem ser suportadas por meio dessas ferramentas virtuais.

Acabamento

O acabamento tornou-se mais complexo e pode ser um gargalo. Muitas mesas de corte e routers atualmente fazem corte de contorno, corte de madeiras e metais e até mesmo dobras para criar projetos de embalagens de papelão. Para a impressão de tecidos, são necessárias prensas térmicas. A demanda por costura também está aumentando, mas ela pode ser concretizada por costureiras externas. A robótica também está começando a suportar o carregamento de mídias de grande formato.

Tintas digitais

Inovações em tintas látex, pigmentadas, sublimáticas e UV provavelmente remodelarão o mercado de grande formato nos próximos anos. O desenvolvimento desses insumos permitirão uma produção mais abrangente de aplicações. Por exemplo: a durabilidade melhorada da tinta de látex criará mais possibilidades para aplicações outdoor de alta permanência. Novas tintas pigmentadas criação revestimentos repelentes à água. Novas tecnologias de sublimação oferecerão melhor saturação de cores e menos desperdícios. Em função do alto alongamento, as UV curadas por LED estão se tornando mais aceitas, oferecendo uma alternativa às tintas solventes. Enquanto isso, as últimas tintas de gel prometem cores mais vivas, menores camadas de deposição de tinta e custos mais baixos.

Opinião

O segmento de grandes formatos é diferenciado. Abrange muitas indústrias, suporta uma gama cada vez maior de aplicações e mostra sinais de amadurecimento. À medida que as impressoras e tintas continuam a evoluir, o setor evolui. O crescimento saudável e o crescente número de tipos de dispositivos significam que nunca houve um momento melhor para que as gráficas e birôs entrarem para o mercado de impressão de grande formato.