X-Rite e ColorPartner criam solução de cores para inkjet industrial

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 05/09/2017
Solução combina espectrofotômetro e tabela de medição de cores

Solução combina espectrofotômetro e tabela de medição de cores

As fabricantes X-Rite e ColorPartner uniram forças para ajudar a otimizar o gerenciamento de cores em aplicações inkjet industriais. Em parceria, as empresas criaram uma solução que combina a tabela de medição automática de cor ColorScout A+ e o espectrofotômetro de esfera Ci6x, que permite a avaliação precisa de cores em metais, madeiras, plásticos, cerâmica, entre outros substratos. A solução acomoda materiais com até 515mm × 310mm e até 30mm de espessura. É ideal para medir cores em superfícies que não trabalham bem com um espectrofotômetro 45/0.

Por ser um espectrofotômetro de esfera, o Ci64 pode mede com precisão superfícies lisas, foscas, reflexivas e irregulares comumente usadas em aplicações industriais inkjet. A integração com os RIPs por meio do software SDK, da X-Rite, permitirá melhor calibração e análise de cores das soluções industriais de impressão inkjet.

Alicia Libucha, relações públicas da X-Rite, declarou: “A tecnologia inkjet permite imprimir em uma ampla variedade de materiais, abrindo novas oportunidades para empresas em diversos mercados, e elas não podem errar na reprodução das cores. A solução Ci6x/ColorScout A+ elimina esses erros, o que garante menos desperdícios e aumenta a lucratividade”.

Fonte: X-Rite



Arlon lança vinil adesivo removível DPF 510

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 19/12/2016
DPF 510 é indicado para instalações de curta duração, como publicidade em ambientes externos

DPF 510 é indicado para instalações de curta duração, como publicidade em ambientes externos

A Arlon, fabricante de películas e mídias para comunicação visual, anunciou no mercado internacional o DPF 510, vinil adesivo removível indicado para instalações promocionais de curta duração, como peças de pontos de venda, decoração de vitrines de lojas e estandes de feiras de negócios.

Disponível nos acabamentos brilhante (DPF 510GTR) e fosco (DPF 510MTR), o substrato possui liner revestido e adesivo de baixo tack, que ajuda a mídia ser removida depois de um ano aplicada. Além disso, o vinil pode receber impressão digital solvente, ecossolvente e látex.

Stephanie Kline, gerente de produto da Arlon Graphics, declarou: “Por ser removível, o DPF 510 é fácil de instalar e, sobretudo, de ser retirado da superfície sem estresse”.

Fonte: Arlon



HP e Alltak unem-se a designers na criação de mobiliário personalizado

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 24/08/2018
Móveis serão expostos de 29 de agosto a 2 de setembro

Móveis serão expostos de 29 de agosto a 2 de setembro

Os designers Sergio e Jack Fahrer estão com uma nova coleção de móveis personalizados. É a Op+Memphis, que será exposta na Semana do DW-Design Weekend, de 29 de agosto a 2 de setembro, na Rua Wizard 157, São Paulo (SP).

A coleção é composta por 29 peças (poltronas, cadeiras, mesas, bancos, credenzas, luminárias e objetos) decoradas com motivos e imagens inspiradas nos movimentos Op Art e Memphis.

Para ajudar a concretizar os designs dos irmãos Fahrer, a Alltak, fabricante de películas adesivas, desenvolveu o novo Fusion, filme de alta performance exclusivo para decoração de mobiliário.

As películas receberam imagens impressas com equipamentos e tintas látex da HP, cujas características elásticas são recomendadas a mídias que serão moldadas a superfícies mais complexas.

A Acritec foi a responsável pela fabricação das estruturas das peças. A empresa usou um polímero moldável, que tem a facilidade de adquirir formas, pela sua leveza e alta resistência.

Op Art e Memphis

A Op Art, que atingiu seu auge na década de 60, e a Memphis, nascida na década de 80 em Milão, romperam com as estruturas, cores e linhas do design de suas épocas. As duas inspiraram os irmãos Sergio e Jack Fahrer a criar a coleção Op+Memphis.

A ideia da coleção é apresentar formas, peças e imagens que vão além dos padrões atuais da indústria. “O pressuposto de seguir somente o estilo daquilo que está em voga, de seguir tendência... Acho que precisamos mais do que isso, neste momento do mundo”, comenta Sergio.

A Memphis, como ficou conhecido o grupo liderado por Ettore Sottsass, começou na década de 80 e contrapunha-se ao movimento moderno, que priorizava a funcionalidade em detrimento da simbologia e da estética do objeto. A Op Art é a representação do movimento da imagem por meio de elementos gráficos, e simboliza um mundo que se modifica a cada instante.

Fonte: HP Brasil