X-Rite apresenta novo dispositivo de gerenciamento de cores

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 25/03/2021
Pantora simplifica a captura de materiais digitais

Pantora simplifica a captura de materiais digitais

A fabricante X-Rite anunciou a Pantora, solução desktop para o gerenciamento de dados de cores em fluxos de trabalho de produção e design digital. O dispositivo se conecta com os espectrofotômetros Ci7000, MA-T12 e MetaVue VS3200, para a captura de dados espectrais e criação de amostras de materiais virtuais para tintas, plásticos, metais, tecidos e malhas.

O Pantora armazena, edita e compartilha arquivos de material digital por meio de arquivos Appearance Exchange Format (AxF) em software de gerenciamento de ciclo de vida de produto (PLM), CAD e 3D.

Segundo a fabricante, o Pantora simplifica o gerenciamento de um grande volume de dados complexos de cor e aparência. Ele atua como o epicentro para fluxos de trabalho de aparência, conectando fontes de captura de material digital com destinos de saída.

Matthew Adby, gerente de portfólio da X-Rite, declarou: “O Pantora torna a digitalização de material digital acessível a um público mais amplo, permitindo que marcas e fornecedores aproveitem seus dados de cores e dispositivos de medição. A capacidade de transformar, de maneira fácil e econômica, um material físico em uma amostra digital diminui a necessidade de envio de amostras entre equipes de design, fornecedores e parceiros. Isso permite que as empresas inovem e aceleram seus processos”.

É possível importar amostras de materiais ou conectar um espectrofotômetro X-Rite (para medir uma amostra física) diretamente ao Pantora. Para tintas e revestimentos, indica-se o MA-T12. O Ci7000 captura a transmissão de cor em materiais translúcidos e a reflexão em plásticos. Para medições multiespectrais, o MetaVue VS3200 captura amostras de couro, laminado e tecido.

O navegador do Pantora localiza, adquire e importa os dados do material digital como um arquivo AxF, que considera os atributos de aparência (cor, brilho e textura). Já com a função “Material Viewer”, é possível podem renderizar os materiais em uma cena virtual, para ver o efeito de iluminação, níveis de brilho e pigmentos. E o “Pantora Variant Editor” permite a criação de grandes bibliotecas de materiais digitais, combinando atributos de amostra.

Fonte: X-rite



Ricoh lança tinta látex para a série de impressoras Pro L4100

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 15/03/2016
Impressoras da linha Pro L4100 podem empregar tintas látex

Impressoras da linha Pro L4100 podem empregar tintas látex

A Ricoh, fabricante de equipamentos para impressão digital, anunciou no mercado internacional uma nova tinta látex ecologicamente amigável para a linha de impressoras de grande formato Ricoh Pro L4100.

Além do padrão CMYK, a Ricoh venderá tintas laranja e verde (para aumentar a gama de cores) e branca (para impressão em mídias transparentes ou com fundo escuro). Os insumos são indicados para impressão de cartazes, banners, displays para PDV, aplicações em janelas, entre outros usos.

Segundo a empresa, a tinta preta tem alta densidade e melhor brilho, o que ajuda na reprodução de detalhes ricos e contrastantes. Já a tinta branca é indicada para a composição de fundos em material transparente ou escuro. Com a impressão de três camadas, em que a tinta branca é impressa entre as cores, é possível criar imagens visíveis de ambos os lados de substratos transparentes.

Graham Moore, diretor de negócios da Ricoh Europa, declarou: “Esta nova tinta vai ampliar a gama de aplicações possíveis com a série de impressoras látex Pro L4100. Será possível reproduzir cores especiais e imagens de alta qualidade. A tinta preta de alta densidade permite a impressão de detalhes mais nítidos e cores mais ricas”.

Fonte: Ricoh



Sinalização digital e realidade aumentada contra o racismo

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 26/11/2018
Instalação foi usada para arrecadar fundos para instituição

Instalação foi usada para arrecadar fundos para instituição

O Centro Norueguês contra o Racismo, sediado em Lillestrom, busca de muitas maneiras combater a discriminação racial na Noruega. Recentemente, a organização fez uma parceria com a JCDecaux Norway e promoveu uma campanha para arrecadar fundos que empregou sinalização digital e realidade aumentada.

A JCDecaux Norway implantou uma instalação ao ar livre que apresentava um vídeo de um grupo de supremacistas brancos marchando em direção aos pedestres. O grupo bradava em norueguês: “Branco e livre! Não dominem o nosso país”. Muitos usavam máscaras para esconder seus rostos. O vídeo mostrava pessoas com bastões em punho, prontos para bater contra a tela.

Um lado da tela apresentava um terminal integrado de pagamento, que pedia aos espectadores uma doação de dinheiro para interromper o vídeo. Quando a doação era realizada, os supremacistas brancos pararam de falar e o display mostrava a mensagem de “Obrigado”.

O objetivo da campanha era arrecadar dinheiro para o Centro Norueguês Contra o Racismo, que perdeu sua principal fonte de financiamento.

Confia abaixo a campanha antirracismo no vídeo: