Review: Impressora sublimática de pequeno formato SureColor F170

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 20/05/2021
Lançamento é a menor impressora para sublimação disponível atualmente no mercado

Lançamento é a menor impressora para sublimação disponível atualmente no mercado

Atire a primeira pedra quem, do mercado de sublimação de pequeno formato, nunca viu (ou usou) uma impressora Epson adaptada. A prática, sempre rechaçada pela marca, consiste em transformar modelos desktop à base d’água, alterando componentes e mudando suas configurações. A fabricante redundou em fazer oposição a essas conversões por uma razão elementar: os mecanismos dessas máquinas não foram projetados para operar com tintas e componentes do processo sublimático. Portanto, as adaptações podem comprometer a estrutura e o funcionamento dos aparelhos.

No entanto, embora refutasse as adaptações em suas máquinas, a Epson não oferecia uma solução original de sublimação de pequeno formato. Isso durou até o anúncio da nova SureColor F170 no final de 2020, que foi lançada oficialmente no Brasil no começo de 2021. Desde então, a fabricante, por meio de várias distribuidoras regionais e nacionais, está disponibilizando a solução de apenas 8,5 polegadas (21,6cm) e formato A4, para, enfim, satisfazer uma antiga necessidade de muitos empreendedores e donos de pequenas e médias empresas que atuam no mercado promocional, de presentes e de produtos personalizados. O equipamento estampa imagens com alta qualidade em canecas, chapéus, mousepads, máscaras faciais, capas de celulares, camisetas promocionais, entre outros itens e substratos.

Compacta e simples de operar e manter, a F170 pode ser instalada não só em escritórios de empresas de pequeno porte, mas também em casas, em espaços home office. Além disso, seu preço acessível e seu baixo custo de operação tornam a impressora ainda mais atraente. Não à toa, a Epson, em poucos meses, já vendeu mais de 100 unidades para empreendedores e empresários do país — donos recentes da F170 que poderão ter um retorno rápido de seus investimentos. A fabricante estima que, após o consumo de cinco garrafinhas de tinta (o equivalente a mais ou menos mil canecas estampadas), é possível pagar o equipamento.

A impressora vem acompanhada de quatro frascos de 140ml de tinta (um para cada cor)

Tinta e papel

Além do baixo custo de aquisição e operação, a F170 dá saída a imagens de alto contraste e saturação de cores. Um dos elementos responsáveis por isso é a tinta original Epson UltraChrome DS, que dura até dois anos depois de impressa e é certificada OEKO-TEX ECO PASSPORT, selo que garante a segurança das peças produzidas para adultos, crianças e bebês de até 1 ano.

O sistema de alimentação de tinta da F170 é simples e conta com o abastecimento Ecofit, de fácil carregamento, que não gera sujeira nem desperdício. O dispositivo é composto por quatro tanques de 100ml, cada qual dedicado a uma das cores de processo CMYK (sendo a opção preta de alta densidade).

Um conjunto de quatro frascos de 140ml de tinta (um para cada cor) vem na caixa. Portanto, o usuário, assim que recebe a impressora, dispõe de todos os elementos para começar a rodar o equipamento (veja o vídeo abaixo). Quanto ao uso da tinta, a Epson é taxativa: a F170 foi projetada para rodar somente com tinta original (da própria Epson).

Para manter as qualidades intrínsecas das tintas originais, a fabricante recomenda o uso do papel Epson DS Transfer Multi Use, no formato de 8,5" x 47,2". Isso porque o material apresenta características que combinam com todas as configurações de impressão da F170, para produzir resultados de qualidade e prontos para uso. O papel, que garante secagem instantânea, evita manchas e marcas de rolo e é o suporte recomendado para garantir a qualidade fotográfica das imagens impressas.

Sistema Ecofit: carregamento fácil e sem desperdício das tintas UltraChrome DS

Instalação

Não é necessário fazer treinamento para rodar e instalar a F170. Suas operações são intuitivas e fáceis. No entanto, é necessário providenciar alguns requisitos para que a máquina produza a contento. É o caso do computador, que deve ter sistema operacional MacOS (nas versões X 10.6 ou 10.15.x5) ou Windows (10, 8, 8.1 ou 7). É também preciso cuidado com os requisitos elétricos, como a tensão nominal (de AC 100V - 240V universal), a frequência nominal (de 50Hz - 60Hz) e a corrente nominal (de 0,4A - 0,2A). O consumo de energia da F170 em operação é de aproximadamente 13W. Quando ligada, ela gasta 4,1W. Já em repouso, o gasto é de 0,7W.

Para mostrar o quão fácil é começar a rodar a F170, a filial norte-americana produziu um vídeo com o unboxing do equipamento, indicando as peças e os procedimentos para instalar, rodar e manter a impressora sempre pronta para uso:

Tecnologia de impressão

Além de rodar com tintas e papéis originais, a F170 vem equipada com outro elemento desenvolvido com exclusividade pela Epson: a cabeça de impressão PrecisionCore Micro TFP, com tecnologia de volumes variáveis e controle preciso das gotas disparadas (Precision Droplet Control) — ambos fundamentais para a clareza excepcional nas impressões com resolução de 1.200 x 600dpi, produzidas em velocidade de 65 segundos por folha A4.

As cabeças, que não aquecem, estão configuradas de forma a empregar 784 bicos (nozzles), sendo 400 bicos para a tinta preta e 384 bicos divididos igualmente para as opções cyan, magenta e amarelo.

Embutindo um driver de impressão otimizado para sublimação, a F170 conta com conexões USB, Ethernet e wireless integrado e com uma bandeja de alimentação automática com capacidade para 150 folhas.

Bandeja de papéis A4, com capacidade de 150 folhas

Manutenção

Com um ano de garantia, a F170 requer pouca manutenção. Os poucos procedimentos necessários são fáceis de executar e podem ser observados no manual que acompanha a máquina. Um deles é a troca da caixa que armazena o refugo de tinta proveniente das limpezas das cabeças. Tanto a impressora quanto o software informarão quando a peça precisará ser substituída.

Caso o operador da F170 precise de alguma assistência, a Epson oferece diversos serviços, que contemplam manuais de produtos e suporte para baixar drivers. Há também centros de serviços autorizados para a assistência técnica dos produtos da marca, que está desde 1982 no Brasil e possui três unidades no país  — em São Paulo, no Rio de Janeiro e no Amazonas.



Ritrama apresenta novas mídias adesivas para piso

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/09/2020
ALL1LAYER é indicada para compor gráficos de curta duração

ALL1LAYER é indicada para compor gráficos de curta duração

A fabricante Ritrama anunciou no mercado internacional a nova linha ALL1LAYER, que inclui dois filmes monoméricos brancos de 200μ com acabamento fosco.

Além de prescindirem da aplicação de laminação, as mídias podem ser impressas e aplicadas diretamente na superfície desejada, para compor projetos de decorações e sinalização de curto duração (meses), em áreas internas de alto tráfego de pedestres, como aeroportos, estações, hospitais, shopping centers e lojas.

As mídias ALL1LAYER são certificadas R10, portanto seguem padrões antiderrapantes para aplicações em pisos internos.

A Ritrama também vende a linha de películas FLOOR TALKER, específicas para aplicações mais complexas e duradouras. O pigmento cinza contido em seu adesivo aumenta a opacidade da mídia, garantindo que as imagens pré-existentes sejam completamente ocultadas.

Já a série HI-GRIP é indicada para aplicações externas e superfícies complexas, como concreto liso. A adesão máxima é garantida graças aos seus adesivos extra-permanentes, mantendo a decoração intacta e inalterada ao longo do tempo.

Fonte: Ritrama



Mobiliário urbano de São Paulo começa a receber painéis eletrônicos

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 07/02/2014

Painéis estão sendo instalados na Avenida Paulista

Painéis estão sendo instalados na Avenida Paulista

A Otima, empresa especializada em mídia exterior, instalou um painel publicitário digital em frente à Fundação Cásper Líbero, na avenida Paulista. A instalação dá início ao plano da empresa de modernizar o mobiliário urbano da cidade de São Paulo.

Com resolução ajustável à iluminação externa, o painel apresenta tela de 72 polegadas. Inicialmente, a peça mostrará informações de clima e trânsito na cidade, mas em breve exibirá campanhas publicitárias.

Segundo a empresa, novas peças serão instaladas em avenidas de grande movimento e veicularão marcas a partir da Copa do Mundo.

Fonte: Meio&Mensagem