LogoJET anuncia nova geração de impressoras de alimentos

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 21/04/2021
Equipamentos estampam bolos e biscoitos

Equipamentos estampam bolos e biscoitos

A fabricante LogoJET apresentou no mercado internacional as novas impressoras FSR30 e FSR90, capazes de estampar imagens coloridas com qualidade fotográfica em alimentos, como bolos, biscoitos, doces, pães, tortilhas e até mesmo pequenos marshmallows.

A FSR30 pode imprimir em itens de até 6,3cm e a FSR90, em 15,2cm.

Indicadas para uso industrial e projetadas para oferecer personalização aos fabricantes de alimentos, as impressoras têm como base a plataforma de impressão UV da LogoJET, porém empregam um tipo específico de tinta comestível, que é produzida nos EUA.

Desenvolvida em parceria com a SunChemical, a nova tinta comestível usada nas impressoras FSR atende aos requisitos do “US Code of Federal 21CFR”, além de ter a certificação Kosher e Halal.

Fonte: LogoJET



InkTec promete lançar impressora Jetrix KX5-R na Fespa 2013

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/06/2013

Jetrix KX5-R: impressora UV plana com sistema rolo a rolo adicional

Jetrix KX5-R: impressora UV plana com sistema rolo a rolo adicional

A subsidiária europeia da InkTec vai lançar a Jetrix KX5-R durante a Fespa 2013, em Londres. Trata-se de uma nova impressora digital UV plana com área de 2,5 x 1,3m. A máquina, que vem equipada com cabeças Konica Minolta 1024 (de 6 picolitros), oferece velocidade máxima de 30 m2/h e resolução máxima de 1440dpi.

Segundo a fornecedora, a Jetrix KX5-R emprega um sistema adicional de alimentação de substratos, do tipo rolo a rolo e com largura de 2,2m. Além disso, a Jetrix KX5-R usa tintas patenteadas e especialmente formuladas para oferecer adesão a diversos substratos flexíveis ou rígidos, como vidro, acrílico e metal, sem a necessidade de um promotor de aderência. Ainda de acordo com empresa, as tintas podem ser dobradas e não racham.

A Jetrix KX5-R é compatível com softwares RIP como Oynx, Caldera e Shiraz, além de possuir uma nova função que permite ao operador programar a impressão em camadas, em vez de fazê-la em múltiplas passadas.

Fonte: Graphic Display World



Como escolher prensa térmica para sublimação

Por João Leodonio em 22/12/2017
Plana, cilíndrica e cônica: saiba qual é a mais adequada para o seu negócio

Plana, cilíndrica e cônica: saiba qual é a mais adequada para o seu negócio

Na hora de adquirir uma prensa para sublimação, pergunte-se: em qual mercado vou atuar e quais formatos e quantidades quero atender? Com base nas respostas, será muito mais fácil pensar no tipo de prensa mais adequado para o seu negócio.

A mídia (televisão e redes sociais) vende muitas “soluções mágicas” para ganhar dinheiro com prensa térmica. Mas atente-se a essas propostas. A decepção por um investimento ruim e sem orientação pode ser maior do que a empolgação no momento da compra. Portanto, gastar tempo com pesquisa é melhor que você pode fazer para não frustrar um negócio promissor.

Prensa térmica plana para pequenos formatos

Com formatos que variam entre 23cm x 35cm e 50cm x 70cm, essas prensas podem vir ou não suporte (na maioria sem, e o comprador deverá confeccionar uma bancada ou pé) com uma ou duas bandejas, nas voltagens 110v ou 220v (recomenda-se as de 220v, por serem mais econômicas). Elas podem ser manuais, pneumáticas ou elétricas.

Recomenda-se adquirir um equipamento que atenda as medidas máximas dos produtos a serem prensados, além de escolher a voltagem mais econômica e preferir as marcas nacionais, por geralmente oferecerem uma assistência técnica mais ágil.

Prensas planas podem ser manuais, pneumáticas ou elétricas

Prensa térmica plana para formatos grandes (sublimação total)

A partir do formato de 50cm x 70cm, há dezenas de opções de dimensões de prensas planas para grandes formato. Também são encontradas com ou sem suporte, com uma ou duas bandejas (laterais ou sobrepostas), nas voltagens 110v ou 220v. Podem ser manuais, pneumáticas ou elétricas.

Como trata-se de um investimento maior, recomenda-se pesquisar muito e levantar a relação custo x benefício antes de adquirir o equipamento. Indica-se evitar as marcas importadas, por conta da má ou ausência de assistência técnica.

Prensa térmica cilíndrica e cônica

Há uma grande oferta de prensas térmicas cilíndricas com adaptações para sublimar objetos cônicos, geralmente sem suporte e nas voltagens 110v e 220v.

Há muitas ofertas e fabricantes, porém é importante desconfiar. Como nos casos das prensas planas, recomenda-se fugir das prensas importadas por conta da assistência técnica falha ou inexistente. As nacionais são, normalmente, mais caras, porém são vendidas por empresas que oferecem reposição de peças e manutenção muito melhor do que as concorrentes importadas.

Recomenda-se evitar promoções de pacotes (8x1 e 5x1), pois nos kits oferecidos algum dos produtos vão servir apenas para desencalhar o estoque do fornecedor.

Sobre o autor: João Leodonio atua no segmento gráfico há 10 anos, como gerente de produção e consultor. Tecnólogo em produção gráfica, atuou como palestrante pela Imprensa Oficial, de Angola, e como consultor de processos produtivos. É proprietário da Pari Transfer Sublimático