Gera Arte adquire a primeira Agfa :Jeti 3020 Titan do Brasil

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 28/11/2012

Guilherme Godiano e Carlos Carratu, da Gera Arte: pioneiros na aquisição da Agfa :Jeti 3020 Titan

O birô Gera Arte, localizado em Bauru (SP), comemora a aquisição de uma :Jeti 3020 Titan, fabricada pela Agfa. Até então, não havia nenhum modelo do equipamento instalado no Brasil. A máquina, uma impressora industrial UV plana, conta com 48 cabeças e área de impressão de 3,1 x 2m, podendo trabalhar em substratos de 50mm de espessura. De acordo com a Agfa, o equipamento pode atingir a invejável velocidade máxima de 226m2/h.

A :Jeti 3020 Titan é configurável. Isso quer dizer que o comprador pode escolher ter um equipamento de 16, 20, 32, 36, 40 ou 48 cabeças de impressão. A configuração escolhida vai causar influência direta tanto na qualidade quanto na produtividade da impressora.

Atuando no mercado de comunicação visual há mais de duas décadas, a Gera Arte viu na aquisição uma oportunidade de oferecer um diferencial aos seus clientes. "A nossa empresa busca estar sempre à frente. Nossa :Jeti 3020 Titan é a primeira adquirida no Brasil. Sabe o que isso significa? Que nosso cliente ganha em qualidade e tempo", comemorou Carlos Carratú, diretor comercial da Gera Arte.

Carlos Henrique Leão, gerente de vendas Inkjet da Agfa, também comentou sobre o negócio (realizado durante a feira Serigrafia Sign): "A Gera Arte é referência em inovação e temos uma parceria de muitos anos".

Fonte: Agfa. Texto: InfoSign



Kornit promete lançar impressora de camiseta de alta produtividade

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 10/10/2015
Fabricante apresentará a impressora Vulcan pela primeira vez na feira ITMA 2015

Fabricante apresentará a impressora Vulcan pela primeira vez na feira ITMA 2015

A Kornit, fabricante de equipamento para estamparia têxtil digital, estará presente na feira ITMA, que ocorre entre os dias 12 e 19 de novembro de 2015, em Milão, Itália. Durante o evento, a empresa pretende mostrar em primeira mão a Kornit Vulcan, impressora inkjet de camisetas e peças de roupa (direct-to-garment) capaz de rivalizar com sistemas serigráficos em termos de velocidade em produções de médias e altas tiragens.

Segundo a empresa, em comparação com outros sistemas da própria empresa, a Vulcan reduz custos por impressão em até 40%. Além disso, um número maior de empresas têxteis pode se beneficiar de vantagens como tempos de resposta reduzidos, recursos de personalização em massa e custos de instalação menores.

A Kornit Vulcan é capaz de produzir até 250 peças por hora (roupas escuras ou claras podem ser impressas com a mesma velocidade). De acordo com a empresa, isso significa mais que o dobro da taxa de transferência efetiva dos sistemas anteriores comercializados pela Kornit. Além disso, a nova impressora será capaz de reproduzir imagens com qualidade fotorrealista (seis cores e branco), por contar com 60 cabeças de impressão e um sistema de recirculação de tinta avançado.

O sistema pode trabalhar com peças de até 70cm x 100cm e emprega tintas NeoPigment, patenteadas pela empresa. São insumos à base d’água compatíveis com uma variedade de fibras naturais, sintéticas ou misturadas. Após a impressão, as peças são curadas com um secador de ar quente.

Oded Kraft, vice-presidente da Kornit, declarou: “A Vulcan expande significativamente o segmento de impressão digital direct-to-garment, por ser uma alternativa real à produção serigráfica de larga escala. A Kornit tomou a decisão de criar um sistema versátil capaz de executar pequenos, médios e grandes lotes a velocidades extremamente altas. Por oferecer baixo custo de impressão, é uma forma muito eficiente de produzir quantidades acima de 100 camisas personalizadas”.

A Kornit anunciou que colocará em funcionamento algumas versões de teste da máquina nos próximos meses, com o intuito de realizar ajustes finos na tecnologia. Em meados de 2016, a fabricante pretende começar a vender o produto para o mercado.

Fonte: Kornit



Cores Pantone na estamparia digital de tecidos

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 15/05/2018
PantoneLive é ferramenta que ajuda na reprodução de cores em produtos têxteis

PantoneLive é ferramenta que ajuda na reprodução de cores em produtos têxteis

A X-Rite e a Pantone anunciaram que o PantoneLive, ecossistema de cores digitais baseado em nuvem, incluirá dados espectrais oficiais do sistema Pantone Fashion, Home + Interiors Fashion. Os especificadores terão acesso instantâneo a valores espectrais de cores Pantone para tecidos. O sistema integra-se às ferramentas da X-Rite.

O PantoneLive pode ser usado para melhorar a comunicação de cores com os envolvidos em toda a cadeia produtiva, dando-lhes acesso aos dados espectrais precisos do material que será estampado. A correspondência espectral também ajuda os fornecedores a determinar a quantidade mais econômica de pigmento para obter cores precisas em qualquer nível de opacidade. Isso economiza tempo e reduz custos.

É possível acessar dados espectrais da Pantone por meio dos softwares X-Rite Color iMatch e Color iQC durante a medição com um espectrofotômetro de bancada X-Rite ou com o espectrofotômetro portátil Ci64. Isso torna o fluxo de trabalho de gerenciamento de cores mais integrado e pronto para garantir uma formulação de cores mais precisa.

Adrián Fernández, gerente geral da Pantone, declarou: “Embora as referências físicas de cores continuem a desempenhar um papel fundamental nas especificações de tecidos, estamos vendo muitas empresas digitalizando seus processos. O Pantone Fashion, Home + Interiors Fashion dá aos usuários acesso instantâneo aos valores oficiais de cores Pantone, e os fornecedores podem integrar facilmente esses valores em fluxos de trabalho digitais e iniciar a produção com mais rapidez e confiança”.

Fonte: X-Rite