Epson entra no mercado de sublimação com duas novas impressoras

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 25/11/2012

impressora Epson para sublimação

Nova SureColor SC-F7000: aposta da Epson para o mercado de impressão sublimática

SureColor SC-F: esse é o nome da nova linha de impressoras que marcam a entrada da Epson na sublimação. Dois modelos fazem parte dessa família: o SureColor SC-F60 e o SureColor SC-F70. O primeiro tem 44 polegadas (1,1m) de largura de impressão. Já o segundo, um pouco maior, vem com 64 polegadas (equivalente a 1,6m).

As novidades, que trabalham com a paleta básica de cores CMYK e resolução de 720 x 1440dpi, têm um grande diferencial: todos os seus componentes (tintas, cabeças, chassis e acessórios) são projetados e fabricados pela mesma empresa, a Epson — um feito inédito no mercado de impressoras sublimáticas. "A impressão digital têxtil ainda é pequena, mas está crescendo rapidamente. Nossa estratégia é aumentar esse percentual, fornecendo soluções confiáveis e de baixo custo, totalmente projetadas por nós", declarou recentemente Guy Martin, gerente de produto da Epson Europa.

Até então, vários outros modelos de impressoras da fabricante eram adaptadas para receber tintas sublimáticas compatíveis. Algo que a empresa tentará coibir com as suas novas apostas para o mercado.

Características técnicas das impressoras Epson para sublimação

As impressoras SureColor SC-F possuem sistema rolo a rolo de alimentação de substrato (papéis para sublimação), cuja estrutura exige pouco trabalho de um único operador. As máquinas também contam com tensionamento automático de mídia. Além disso, o cilindro de recolhimento de material impresso — padrão na SC-F70, mas opcional na SC-F60 — permite produções ininterruptas. E para quem faz uso de bobinas mais pesadas, pode-se adquirir um sistema opcional de mídias que suporta bobinas de 80Kg.

Epson SureColor SC-F6000: impressora sublimática de 1,1m

Segundo a fabricante, as impressoras vêm equipadas com cabeças Epson MicroPiezo TFP, já consolidadas no segmento de sublimação. Trata-se de uma tecnologia que casa bem com as tintas Epson UltraChrome DSink, outra novidade da empresa, vendida em cartuchos de 1,5 litro.

Ambos os modelos foram desenvolvidos para a produção de brindes, soft signage, moda esporte, vestuário, acessórios, artigos personalizados, entre outras aplicações feitas com sublimação. De acordo com a empresa, as máquinas geram impressos com resitência à luz, lavagem, abrasão e transpiração.

Quanto aos modos de operação, os equipamentos oferecem: Draft (velocidade de 57m2/h), Produção (28m2/h) e Qualidade (16m2/h).

Fonte: Epson UK. Texto: InfoSign



Aplike apresenta novo vinil texturizado

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 13/08/2014

Película apresenta acabamento que simula superfície de madeira

Película apresenta acabamento que simula superfície de madeira

A Aplike, fabricante nacional de mídias, lançou o Vinil Texturizado Madeira, indicado para a decoração e personalização de painéis de veículos. Parte da linha Aplikcar, a película é calandrada e possui 0,15mm de espessura, 1,22m de largura e 25m de comprimento.

Segundo a empresa, o material apresenta efeito madeira texturizado, poder de adesão, adesivo reposicionável e estabilidade dimensional.

A mídia pode ser recortada em plotter, tem poder de cobertura superficial (por ser blockout) e durabilidade de quatro anos.

Fonte: Fespa Brasil



Cientistas desenvolvem display OLED touch flexível

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 30/07/2013

Cientistas da Universidade da Califórnia desenvolveram um display com tela OLED que se destaca por ser touchscreen e flexível. De acordo com os responsáveis pelo projeto, não é preciso contar com dispositivos externos para que o equipamento funcione.

Chamada "E-Skin", a novidade pode ser aplicada em uma série de ambientes para sinalização digital e interação com o público. Segundo os pesquisadores, é possível usar o produto até mesmo em livros táteis e embalagens, uma vez que pode ser utilizado em superfícies irregulares.

Atualmente, os cientistas buscam meios para que o material possa reconhecer e reagir às mudanças de temperatura ou iluminação.

Display OLED touch flexível

Display OLED touch flexível

Fonte: Drupa