Dicas para aplicar o envelopamento líquido (Power Revest, da Imprimax)

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 14/01/2015

Desde o lançamento do Power Revest, produto desenvolvido pela Imprimax, muitos carros já receberam o envelopamento líquido. Na mesma proporção, muitos profissionais tiveram de aprender a utilizar a novidade, para aplicá-la corretamente, evitando desperdícios e otimizando o resultado do envelopamento.

Além de agitar bem a lata antes de utilizá-la e limpar a válvula (virando-a de cabeça para baixo e pressionando até cessar o jato), o aplicador deve atentar-se aos seguintes itens (recomendados pela própria fabricante, a Imprimax):

Dicas para aproveitar melhor o Power Revest

  •  A influência do processo de aplicação: com pincel, trincha ou rolo, ocorre uma perda de 5% a 15% do Power Revest. Já nas aplicações com pistolas convencionais, a perda é maior: em torno de 30%.
  •  Em pinturas feitas em ambientes externos: principalmente quando está muito quente ou ventando muito, pode-se perder o dobro das quantidades mencionadas no item anterior. E o caso da aplicação com pistola é o mais crítico.
  • A forma de aplicação: também influi no rendimento. Se o pintor não tiver treinamento, habilidade e experiência, ele pode desperdiçar tempo e material. Por exemplo: na distribuição do produto sobre a superfície do carro. Se ele for aplicado em excesso, para atingir uma determinada espessura, a camada vai ficar sem uniformidade, prejudicando o resultado da aplicação.
 
Dicas para melhorar a aplicação do envelopamento líquido

Dicas para melhorar a aplicação do envelopamento líquido

 Dicas para aplicação e rendimento

 
  • Recomenda-se a diluição (com Redutor Power Revest) de, no mínimo, 10% do volume (podendo variar).
  • Durante a pulverização, se aparecerem névoas, partículas ou teias, pare a aplicação. Esses problemas tem como causa a diluição. Portanto, a recomendação é fazer a adição de 10% de redutor. Em seguida, faça o teste. Se ainda ocorrer a formação de teias, misture mais redutor (de 10% em 10%) até que a formação de teias pare. Saiba que o redutor diminui a viscosidade e retarda a secagem da produto.
  • As aplicações "ásperas" ocorrem quando o produto está caindo "seco" sobre a superfície. Para evitar que isso aconteça, regule bem a pistola, após acertar a diluição do Power Revest. Experiências com regulagens auxiliam muito na aplicação.
  • Variação climática (isto é, dias muito quentes ou frios) influencia na secagem do produto. A dica, para esses casos, é aumentar a diluição do Power Revest. Depois, será necessária a aplicação de uma ou mais demãos além do normalmente recomendado.
  • Não é necessário cobrir as partes onde o material não será aplicado. Porém, se cobri-las, você terá maior economia e menos tempo de limpeza.

Tabela para quantidade de Power Revest a ser utilizado:

 
  Exemplosde modelos Quantidade total de Power Revest Quantidade de Redutor necessária
Motos Burgman, CG, Fazer, Twister, Ninja, R1, Hornet choppers e carenadas em geral. De 1/4 a 2/4 (de 900 a 1.800ml) 1 Litro
Carros pequenos Hatchs em geral, Gol, Uno, fiesta, Mini Cooper, Corsa, Golf, Punto, 206, Clio etc. De 7/4 a 8/4 (6.300 a 7.200ml) 3 Litros
Carros médios Sedans em geral, Honda, Corolla, Elantra, Vectra, Sandero, Voyage etc. De 8/4 a 9/4 (de 7.200 a 8.100ml) 3 Litros
Carros grandes Modelos SW em geral, Omega, Azzera, Sonata, Malibu, BMW 325, Mercedes 180, Fusion, Passat etc. De 10/4 a 11/4 (de 9.000 a 9.900ml) 4 Litros
SUVs SUVs em geral Grand Blazer, Captiva, Edge, Freemont, Land Rover, Santa Fé, IX35, Ecosport, Silverado etc. De 12/4 a 13/4 (de 10.800 a 11.700ml) 4 Litros
Rodas De aro 15 a 22 De 1/4 a 2/4 (de 900 a 1.800ml) 1 Litro

Observações:

  •  1/4 de Power Revest cobre até 0,80m², na espessura recomendada: entre 0,08 e 0,12micra (de 8 a 12 demãos);
  •  A tabela acima leva em conta os diversos equipamentos de pintura. A variação (da quantidade total do produto) ocorre em função do dispositivo e da forma de aplicação;
  •  1/4 de Power Revest equivale a 900ml.

Fonte: Imprimax. Edição do texto: InfoSign



Caldera anuncia suporte para a impressora Océ Colorado 1640

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 20/11/2017
Océ Colorado 1640 emprega a tecnologia UVgel

Océ Colorado 1640 emprega a tecnologia UVgel

A Caldera, desenvolvedora de softwares, anunciou que o RIP homônimo passou a suportar a Colorado 1640, primeira impressora rolo a rolo de 1,6m da Canon. A empresa desenvolveu um driver específico – testado e aprovado – para rodar o equipamento que emprega tecnologia UVgel.

Segundo a empresa, o potencial da tinta UVgel pode ser plenamente realizado com o controle de cores do Caldera V11.1, versão mais recente do RIP da empresa.

Daniel Oschatz, usuário do RIP da Caldera e CEO do birô alemão Oschatz Visuelle Medien, declarou: “Ficamos encantados ao experimentar a combinação do RIP Caldera com a impressora Océ Colorado 1640. Recebemos essa impressora em meados de agosto, e estamos tão felizes que pedimos uma segunda unidade do equipamento”.

O novo driver está disponível para download para clientes tanto da Caldera quanto da Canon.

Fonte: Caldera



Epson apresenta novo RIP Edge Print

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 27/03/2018
Software foi desenvolvido para as impressoras digitais têxteis da Epson

Software foi desenvolvido para as impressoras digitais têxteis da Epson

A fabricante Epson anunciou o Edge Print, software RIP exclusivo para as impressoras digitais têxteis da marca.

Capaz de processar dados Post Script de vários tipos de formatos por meio do PS da Adobe, o aplicativo foi inicialmente lançado para o modelo SC-F9300, mas suportará também as impressoras sublimáticas SC-F6200, SC-F7200 e SC-F9200.

O software roda no Windows, com configuração simples, e permite administrar até quatro impressoras por meio de ferramentas de nesting, gerenciamento de arquivos, controle de cores e triagem, entre outras funções.

Segundo a empresa, o RIP aplica perfis para reproduzir maior da gama de tons, gradações mais suaves, constância de cores e redução da granulação. Além disso, trabalha em harmonia com tecnologias exclusivas da Epson, como a Precision Dot, a Half Tone Module, a LUT (Look-up Tables) e a Micro Weave.

O Epson Control Dashboard faz parte do RIP e fornece dados sobre o status do equipamento. Também oferece a opção de baixar configurações de impressão da biblioteca Epson e enviá-las diretamente para a impressora.

Neil Greenhalgh, gerente de produtos têxteis da Epson Europe, declarou: “O RIP pode calcular o valor de cada impressão, com base no consumo de tinta e papel, o que proporciona melhor noção dos gastos de cada trabalho. Trata-se de uma solução completa, que fornece resultados confiáveis, reduz o desperdício e permite o dimensionamento da produção, o que aumenta os negócios e acelera a produção”.

Fonte: Epson