RIP da Caldera é certificado para impressora HP Latex R

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 16/07/2018
Aplicativo cumpre requisitos técnicos e produtivos

Aplicativo cumpre requisitos técnicos e produtivos

A desenvolvedora Caldera anunciou que a versão 11.2 do RIP homônimo recebeu a certificação para rodar as impressoras HP Latex R. Isso porque o aplicativo preenche determinados requisitos de integração, compatibilidade e desempenho com os dispositivos citados.

A certificação reconhece que o Caldera 11.2 pode suportar as impressoras da HP Latex R para funcionalidades como desempenho de impressão, gerenciamento de mídia, geração de trabalho e gerenciamento de tarefas.

O aplicativo apresenta funções particulares, como a aplicação de tinta branca em alguns tipos de mídias especiais, como madeira, para cobrir a textura da superfície. A ferramenta também serve como pós-tratamento para impressão em vidro. O fluxo de trabalho Print&Cut é outra destaque do software.

Segundo a empresa, os usuários do aplicativo podem otimizar o uso das mídias por meio do ContourNesting e do ExtraMarks e obter melhor acabamento com o PrintBleed.

O Caldera 11.2 utiliza conexão JDF padronizada, que comunica com o Wallart e o Signage Suite e permite que os usuários se beneficiem dos recursos de automação do Nexio API.

Fonte: Caldera



Cobertura Fespa Brasil 2013 – Parte 2: routers, máquinas a laser e mesas de corte

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 16/03/2013

Além das impressoras digitais, outros equipamentos abrilhantaram a Fespa Brasil 2013. Entre eles, os dispositivos para corte, gravação e acabamento, como routers, máquinas a laser e mesas de corte. Veja a seguir um panorama do que os expositores dessas soluções apresentaram na feira.

Leia também as demais partes dessa cobertura:
1ª: impressoras (grande formato)
3ª: sublimação, tintas, substratos e softwares
4ª: visitação, congresso e campeonato de envelopamento
 
Máquinas a laser: presença em massa na Fespa Brasil 2013

Máquinas a laser: presença em massa na Fespa Brasil 2013

Máquinas a laser

As máquinas a laser compareceram em peso na Fespa Brasil 2013. Entre os expositores que lançaram equipamentos para corte e gravação, estava a Solugrav, distribuidora tanto da Rayjet quanto da Trotec. A novidade exibida pela empresa foi a Trotec Speedy 400, que emprega CO2 e garante potências de 40, 60, 80 e 100W. O aparelho tem área de 1000 x 610mm.

A Sitari também foi uma das expositoras do evento. Além das máquinas R60 e PL40K, a empresa vende a T40, equipamento CO2, com potência de 40W. A máquina tem área de trabalho de 400 x 240m e refrigeração do tubo feita com água.

Trotec Speedy 400: uma das novidades da feira

Trotec Speedy 400: uma das novidades da feira

Outro estande que exibiu máquinas a laser foi o da Potencial Laser, importadora de equipamentos Ruijie. A empresa, além de routers, comercializa uma série bem ampla de gravadoras a laser. Entre os modelos destacados, está o RJ1510, que possui área de corte de 59 x 39cm, e pode trabalhar em potências de 60, 80, 100 e 130W.

A Glory Laser foi outra empresa que não deixou de expor os seus trunfos na Fespa Brasil 2013. A fabricante possui um portfólio que abrange todos os tipos de equipamentos para corte e gravação, como routers e máquinas a laser galvanométricas e do tipo plotter.

Máquina Ruijie exposta na Potencial Laser

Máquina Ruijie exposta na Potencial Laser

Outra empresa que também vende uma ampla variedade de equipamentos é a Mettalforma. Presente na feira, a empresa trabalha com máquinas galvanométricas (como a YAG-50DP), gravadoras de porte industrial (como a Profile Plus) e máquinas do tipo plotter (como a Serie CMA, cuja potência vai de 30 a 150W).

Routers

A Engraver, além de expor máquinas a laser, levou uma série bem variada de routers. Um dos modelos destacados pela empresa foi o Engraver 1212, que possui motores de passo e fusos de esfera. Tem área de 1,2 x 1,2m e pode trabalhar na velocidade máxima de corte de 70mm/seg. Já a Engraver 1325, outro modelo destacado pela empresa, tem área de trabalho de 1,3 x 2,5m e possui guias prismáticas e rolamentos lineares para o deslocamento das fresas. A 1325 faz trabalhos a 200mm/seg.

Engraver 1212 pode trabalhar na velocidade de 70mm/seg

Engraver 1212 pode trabalhar na velocidade de 70mm/seg

Outra empresa tradicional no mercado de routers, a Vitor Ciola exibiu a sua consolidada série Scriba. Entre os modelos dessa linha, a fabricante brasileira apresentou a 2030, de área de trabalho de 2000 x 3000mm, passagem de eixo de 120mm e eletromandril ELTE de 1,0 kW a 3,3 kW. A máquina, além de possuir estrutura de aço e guias lineares prismáticas em aço temperado, vem com dupla motorização do eixo ‘x’ e controlador digital de movimentos.

Scriba 2030, de área de trabalho de 2000 x 3000mm

Scriba 2030, de área de trabalho de 2000 x 3000mm

Mesas de corte

As tradicionais mesas de corte Zund estiveram presentes na Fespa Brasil 2013. O estande que as apresentou foi o da BG Soluções, revendedora da marca no país. A empresa comercializa duas linhas voltadas para o mercado de sign e comunicação visual: a Zund G3 e a Zund PN. A diferença básica entre ambas é que a primeira é composta por máquinas de maior porte, ao passo que a segunda agrega modelos menores. No entanto, todas as mesas de corte da fabricante suíça trabalha com diversos substratos flexíveis e rígidos, como PS, PVC, PET, PP, policarbonato, acrílico, MDF, alumínio, entre outros.

Máquina Zund no estande da BG Soluções

Máquina Zund no estande da BG Soluções

O visitante da Fespa Brasil 2013 também pôde conferir as mesas de corte da Esko Kongsberg, expostas no estande da Alphaprint, representante brasileira da fabricante europeia. Dona de um portfólio extenso de modelos, a marca possui três linhas de equipamentos: XE, XL e XP — cada qual com características técnicas distintas. A série XL, por exemplo, tem máquinas com áreas que vão de 1680 x 1270mm até 2210 x 4800mm. Já a família XE possui dispositivos que trabalham na velocidade de 64 m/mim, enquanto a linha XP pode chegar a 100m/min.

Mesa de corte Esko, representada pela Alphaprint

Mesa de corte Esko, representada pela Alphaprint

Ainda na seara das mesas de corte, a Danfex levou uma novidade: a Samurai V-Cut. Com área de 1.6 x 2,5m, a máquina dispõe de sistema de corte oscilante, software dedicado (Kasemake Full) e painel de controle incorporado ao equipamento. Entre as ferramentas inclusas, a Samurai V-Cut tem faca fixa, faca oscilante, rodízio para vinco, caneta e ferramenta para corte em 45º.

Samurai V-Cut, vendida pela Danfex

Samurai V-Cut, vendida pela Danfex



Novo equipamento para manutenção de cabeças de impressão

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/08/2015
Print Head Doctor 11 é totalmente automatizado e pode ser controlado por meio de dispositivos móveis, como celulares e tablets

Print Head Doctor 11 é totalmente automatizado e pode ser controlado por meio de dispositivos móveis, como celulares e tablets

A Digital Sign, fornecedora de dispositivos de impressão digital, lançou no mercado internacional a versão 11 do Print Head Doctor, equipamento para limpeza, desentupimento, manutenção e recuperação de cabeças de impressão inkjet.

De acordo com a empresa, a máquina oferece controles intuitivos, realiza diagnósticos e permite a execução de ciclos de recuperação e limpeza personalizáveis. Além disso, pode ser operada por aplicativo de dispositivos com sistema Android.

A fornecedora também comercializa as versões 12 e 13 do Print Head Doctor. A décima segunda oferece controle automático de pressão e temperatura do fluido de limpeza. Segundo a empresa, o dispositivo cria maior fluxo e permite limpeza de mais de uma cabeça por vez.

Além de incluir todas as funcionalidades do modelo 12, a versão 13 do Print Head Doctor oferece opção de direcionar o fluxo de fluidos em quatro saídas diferentes. Sem alterar as configurações das cabeças de impressão, a máquina executa vários ciclos de limpeza em modo completamente autônomo. Trata-se de um equipamento desenvolvido para usuários mais avançados que procuram recuperar grande volume de cabeças de impressão e com intervenção mínima do operador.

Fonte: Digital Sign Technologies Inc.