Orafol apresenta dois novos filmes de poliéster

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 30/08/2017
Orajet 3350 e o 3301F podem ser usados em aplicações de sinalização comercial

Orajet 3350 e o 3301F podem ser usados em aplicações de sinalização comercial

A fabricante Orafol anunciou no mercado internacional o Orajet 3350 e o 3301F, filmes de poliéster indicados para criar um impacto visual superior em peças de sinalização e ponto de venda e aplicações no mercado de personalização.

O Orajet 3350 é indicado sobretudo para a produção de adesivos, gráficos de janelas, etiquetas e rótulos de identificação. Disponível nas cores cromo e ouro, a película possui um revestimento superficial especial para receber impressão digital. A versão dourada é colorida em ambos os lados.

O Orajet 3301F também é um filme cromo, porém é indicado especificamente para etiquetas. Também está disponível em cromo escovado e pode receber impressão digital solvente, UV e látex.

Fonte: Orafol



Akad lança máquina a laser para corte e gravação

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 04/12/2012

 

máquina a laser vendida pela Akad

Laser Pro X500: equipamento de corte e gravação vendido pela Akad

A Akad, fornecedora brasileira de equipamentos para comunicação visual, acaba de lançar a LaserPro X500, máquina a laser para corte e gravação. O equipamento foi projetado para aplicações nas indústrias de tecidos, brindes, sinalização e comunicação visual. Com o LaserPro X500, é possível trabalhar materiais como MDF, couro e acrílico.

Seu mecanismo, que promove a abertura simultânea das portas traseira e dianteira, permite o corte de objetos longos e com até 25mm de espessura.

Com funções como a SmartPOINT Positioning Device, que utiliza feixes de luz vermelha de diodo, é possível posicionar materiais e realizar réplicas de trabalhos produzidos anteriormente.

A máquina é composta por três réguas (de ajuste manual) e pode criar níveis diferentes de profundidade nos trabalhos.

Segundo a fornecedora, estabilidade e exatidão no corte chamam a atenção do produto, que também oferece como opcional a ferramenta AAS Contour Cutting Device: um detector automático de marcas de registros, cuja função é otimizar o corte de contornos dos materiais.

Fonte: Akad. Edição: InfoSign



Roland DG Brasil inaugura o novo Creative Center

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 26/03/2013

Em solenidade realizada no dia 12 de março, foi inaugurado, na sede da Roland DG Brasil, em Cotia, o novo Creative Center — um espaço dedicado a exibir aplicações executadas por meio das máquinas e soluções fabricadas pela empresa.

O objetivo do centro é apresentar (a empresários, técnicos e clientes) as potencialidades dos equipamentos, que não se limitam a trabalhar apenas com banners de lona e envelopamentos de vinis adesivos.

Novo Creative Center, da Roland, é repleto de produtos saídos de impressoras digitais

Novo Creative Center, da Roland, é repleto de produtos saídos de impressoras digitais

A ideia do espaço foi plantada em 2007, durante uma reunião, no Brasil, com executivos de várias subsidiárias internacionais da Roland. Na ocasião, o então presidente da Roland brasileira, Takao Shirahata, apresentou diversas aplicações incomuns, criativas e personalizadas desenvolvidas por birôs e gráficas digitais do país.

Tomando a ideia emprestada, os executivos da Roland italiana montaram o primeiro Creative Center do mundo. Bem-sucedida, a proposta espalhou-se entre as subsidiárias da fabricante japonesa, até ser colocada em prática no país que a inspirou, o Brasil.

Ambiente apresenta objetos personalizados para decoração e arquitetura

Ambiente apresenta objetos personalizados para decoração e arquitetura

Segundo Anderson Clayton, gerente de marketing da Roland DG Brasil, o Creative Center serve como referência não apenas para os clientes, mas também às revendas dos equipamentos da marca. "A ideia é reunir todas as aplicações que as máquinas conseguem fazer, mostrando como expandir negócios e abrir mercados", declara Clayton.

Na solenidade, também estiveram representantes de revendas Roland. Entre os presentes, estava Cláudio Gurgel, da Textos e Contextos, parceira da marca japonesa desde 1998. O executivo disse ter grande interesse em implantar, também, um espaço similar ao Creative Center no show room da empresa, a fim de expor materiais diferenciados aos seus clientes no Rio de Janeiro.

Envelopamentos e adesivação não podiam faltar ao Creative Center

Envelopamentos e adesivação não podiam faltar ao Creative Center

O espaço, atualmente, agrega as seguintes instalações e produtos:

  • Itens de vestuário (personalizados com sublimação);
  • Itens de vestuário (personalizados com sublimação);
  • Itens de decoração, como puffs, almofadas e adesivos de parede;
  • Brinquedos personalizados;
  • Quadros: reprodução de fotografias e obras de arte (fine arts);
  • Móveis: mesas e cadeiras customizadas;
  • Rótulos e etiquetas em garrafas e embalagens;
  • Artigos para festas;
  • Pisos decorados.

Fonte: Roland DG Brasil