HP cria experiência interativa para interessados nas impressoras Latex 700 e 800

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 18/02/2021
É possível ver as impressoras de todos os ângulos, graças a uma simulação 360°

É possível ver as impressoras de todos os ângulos, graças a uma simulação 360°

A fabricante HP ampliou seu estande virtual e adicionou a ele uma seção específica para novas impressoras HP Latex 700 e 800. Trata-se de uma experiência interativa dedicada aos interessados em conhecer mais sobre estas tecnologias recém-lançadas.

Embora atualmente não seja possível visitar feiras e eventos, o estande virtual 3D das impressoras HP Latex 700 e 800 foi desenvolvido para que os visitantes acessem informações detalhadas online, com vídeos explicativos, planilhas de dados, brochuras e demonstrações personalizadas.

Os visitantes podem mover-se pelo estande virtual 3D como fariam em uma feira presencial, para visualizar os equipamentos de todos os ângulos, graças a uma simulação interativa de 360°.

A seção dedicada às impressoras HP Latex 700 e 800 apresenta o potencial da tinta branca, as aplicações de alto valor agregado e as credenciais de sustentabilidade oferecidas pela tecnologia.

Os visitantes também terão a opção de agendar uma demonstração ao vivo das impressoras, para ver como elas funcionam na prática. Por meio do Zoom, essas sessões personalizadas serão adaptadas a cada demonstração individual.

Amostras impressas nas novas impressoras poderão ser solicitadas, para que os visitantes vejam e sintam a qualidade de saída dos equipamentos.

Fonte: HP



Artwork ganha prêmio de impressão digital

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 10/04/2013

Harley Davidson V-Road da Artwork Digital levou o Inca Ideas

Harley Davidson V-Road da Artwork Digital levou o Inca Ideas

O birô brasileiro Artwork Digital ganhou o prêmio Inca Ideas, de impressão digital, ao produzir um modelo 3D de uma Harley Davidson V-Road.

Impresso em uma Inca Spyder 320 (de seis cores), o material foi montado a partir de folhas de 16mm. Os profissionais da Artwork Digital também utilizaram um software de CAD e uma mesa de corte. "A estrutura, o design, todo o conjunto era difícil", comentou Rômulo de Abreu Guimarães. "Ele tinha muitas curvas, por isso era difícil trabalhar", explicou.

"Como foi a nossa primeira experiência com re-board, começamos com um protótipo seguindo uma escala de 1:10", contou Abreu. "Com a Inca Spyder 320, a questão da impressão não foi um grande problema — já que a estrutura fora criada e o projeto estava completo", revelou.

O resultado do projeto foi uma motocicleta (de papelão) realista e em tamanho real, com pneus que giram e guidão móvel.

Fonte: Large Format Review



Cast e calandrado: métodos de fabricação do frontal (vinil adesivo)

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 14/01/2013

O frontal (película de PVC do vinil adesivo) é composto basicamente pelos seguintes elementos:

  • Plastificante: torna o filme flexível;
  • Pigmento: dá cor ao filme;
  • Aditivos: conferem propriedades específicas;
  • PVC: polímero de policloreto de vinila.

Além das matérias-primas, o processo de fabricação (cast ou calandrado) influencia na qualidade do vinil adesivo.

Cast (fundição)

Produz filmes de excelência, alta performance, durabilidade e flexibilidade. No processo de fabricação cast, as matérias-primas são adicionadas em ordem determinada, dentro de um recipiente. Além da sequência, elas devem ser misturadas numa velocidade controlada, em períodos demarcados, para formar uma mistura consistente. Essa mistura (líquida), conhecida como organosol, é "derramada" numa base, chamada de carregador, geralmente feito de papel.

Depois, submete-se a mistura a estufas, cuja função é evaporar os solventes da solução. Em seguida, forma-se um filme sólido (de espessura de 2 mil-milésimos de polegada), que é enrolado em bobinas, para receber o revestimento adesivo subsequente.

É o carregador que determina a textura do filme. Como o vinil é colocado nele em um estado "relaxado", o filme acaba por oferecer grande estabilidade dimensional (baixo encolhimento).

Esse processo também permite obter películas muito finas, devido ao controlador (nivelador) de espessura. Uma característica que ajuda na conformação do produto.

Processo de fabricação cast (vinil adesivo)

Esquema da fabricação do filme cast

Calandrado

Na fabricação do calandrado, são utilizados os seguintes dispositivos em sequência:

  • Mixers (misturadores): faz a mistura (chamada de dry blend) dos componentes (pó ou líquido) que formam o laminado. As matérias-primas variam de acordo com o resultado que se deseja obter. Mas, basicamente, os elementos empregados são: PVC, plastificante, estabilizante térmico, pigmentos e aditivos.
  • Banbury (misturador que usa pressão e calor): dentro dele ocorre a gelificação. Em outras palavras: a mistura passa para o estado gelatinoso. Esse processo aplica altas temperatura e tensão. Ao fim dele, a massa fica mais uniforme, para a homogeneização do produto final.
  • Strainer (filtro/dispensador): sistema de filtragem que retém impurezas e contaminações da mistura.
  • Calandra: dispositivo composto por diversos cilindros por entre os quais passa a mistura. Nessa etapa são definidas as características do laminado, como espessura, propriedades mecânica e efeitos (brilhante, fosco ou fibra de carbono). Esses acabamentos e texturas são obtidos por meio da variação de temperatura e cisalhamento, ou por cilindros especiais (como fibra de carbono). No próprio conjunto de cilindros, ocorre também o resfriamento.
  • Embobinamento: depois de resfriado e em condições ideais, o material segue para essa etapa final, que dispõe o produto em rolos. Em seguida, eles vão para o armazenamento, em locais abertos, isentos de poeira e contaminantes. É nesse formato (bobinas) que o laminado de PVC é comercializado para os fabricantes do vinil adesivo.
 
Esquema: fabricação do calandrado (vinil adesivo0

Sequência de calandras que fazem parte do processo calandrado

Fonte: Tekra. Artigo redigido por InfoSign e publicado originalmente no dia 14 de janeiro de 2013.