Fisher Textiles passa a vender tecidos para sublimação

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 14/06/2014

Materiais servem para a fixação e suporte de banners e aplicações de comunicação visual

Tecidos são usados como banners e aplicações de comunicação visual

A Fisher Textiles, fornecedora de mídias para sublimação, lançou no mercado internacional o GF 610 Rubber Ducky, tecido para a banners e displays. O substrato combina tecido de poliéster e borracha acrílica e pode receber impressão digital sublimática ou UV.

De acordo com a empresa, a mídia é à prova d’água e apresenta tratamento superficial. Pode ser aplicada em ambientes outdoor e indoor, em locais como lojas de varejo, exposições, eventos, entre outros.

O verso preto e opaco de borracha acrílica serve como acabamento caso a mídia seja usada como banner.

Fonte: SGIA



Bauru terá workshop sobre envelopamento de carro

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 30/08/2013

Em setembro, Alltak Tuning realiza workshop em Bauru

Em setembro, Alltak Tuning realiza workshop em Bauru

A próxima edição do Alltak Tuning, evento sobre envelopamento de carros realizado pela Alko, ocorre no dia 13 de setembro (sexta-feira), na Preto Fosco Envelopamento Profissional (Avenida Nações Unidas, 15-26), na cidade de Bauru, interior de São Paulo.

O workshop (das 08h30 às 12h00) será gratuito e promoverá demonstrações de técnicas e segredos do envelopamento automotivo. Durante o evento, os participantes poderão conferir toda a linha de produtos da Alltak e tirar suas dúvidas sobre os mais variados tipos de envelopamento de carros.

Na ocasião, haverá café da manhã e sorteio de brindes. Ao final do curso, todos os participantes recebem um certificado. As vagas são limitadas. Para inscrição, entrar em contato com a loja Podium: nataliacristina@podiumsign.com.br.

Fonte: Alltak



Como escolher prensa térmica para sublimação

Por João Leodonio em 22/12/2017
Plana, cilíndrica e cônica: saiba qual é a mais adequada para o seu negócio

Plana, cilíndrica e cônica: saiba qual é a mais adequada para o seu negócio

Na hora de adquirir uma prensa para sublimação, pergunte-se: em qual mercado vou atuar e quais formatos e quantidades quero atender? Com base nas respostas, será muito mais fácil pensar no tipo de prensa mais adequado para o seu negócio.

A mídia (televisão e redes sociais) vende muitas “soluções mágicas” para ganhar dinheiro com prensa térmica. Mas atente-se a essas propostas. A decepção por um investimento ruim e sem orientação pode ser maior do que a empolgação no momento da compra. Portanto, gastar tempo com pesquisa é melhor que você pode fazer para não frustrar um negócio promissor.

Prensa térmica plana para pequenos formatos

Com formatos que variam entre 23cm x 35cm e 50cm x 70cm, essas prensas podem vir ou não suporte (na maioria sem, e o comprador deverá confeccionar uma bancada ou pé) com uma ou duas bandejas, nas voltagens 110v ou 220v (recomenda-se as de 220v, por serem mais econômicas). Elas podem ser manuais, pneumáticas ou elétricas.

Recomenda-se adquirir um equipamento que atenda as medidas máximas dos produtos a serem prensados, além de escolher a voltagem mais econômica e preferir as marcas nacionais, por geralmente oferecerem uma assistência técnica mais ágil.

Prensas planas podem ser manuais, pneumáticas ou elétricas

Prensa térmica plana para formatos grandes (sublimação total)

A partir do formato de 50cm x 70cm, há dezenas de opções de dimensões de prensas planas para grandes formato. Também são encontradas com ou sem suporte, com uma ou duas bandejas (laterais ou sobrepostas), nas voltagens 110v ou 220v. Podem ser manuais, pneumáticas ou elétricas.

Como trata-se de um investimento maior, recomenda-se pesquisar muito e levantar a relação custo x benefício antes de adquirir o equipamento. Indica-se evitar as marcas importadas, por conta da má ou ausência de assistência técnica.

Prensa térmica cilíndrica e cônica

Há uma grande oferta de prensas térmicas cilíndricas com adaptações para sublimar objetos cônicos, geralmente sem suporte e nas voltagens 110v e 220v.

Há muitas ofertas e fabricantes, porém é importante desconfiar. Como nos casos das prensas planas, recomenda-se fugir das prensas importadas por conta da assistência técnica falha ou inexistente. As nacionais são, normalmente, mais caras, porém são vendidas por empresas que oferecem reposição de peças e manutenção muito melhor do que as concorrentes importadas.

Recomenda-se evitar promoções de pacotes (8x1 e 5x1), pois nos kits oferecidos algum dos produtos vão servir apenas para desencalhar o estoque do fornecedor.

Sobre o autor: João Leodonio atua no segmento gráfico há 10 anos, como gerente de produção e consultor. Tecnólogo em produção gráfica, atuou como palestrante pela Imprensa Oficial, de Angola, e como consultor de processos produtivos. É proprietário da Pari Transfer Sublimático