Data da Fespa Brasil 2021 muda para outubro

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 21/04/2021
Feira estava prevista para junho

Feira estava prevista para junho

As organizadoras APS e a Fespa anunciam a mudança de data para a realização da feira Fespa Digital Printing Brasil 2021, que deverá ocorrer entre os dias 20 e 23 de outubro, no Pavilhão Azul do Expo Center Norte, em São Paulo.

Segundo as organizadoras, o objetivo da mudança é oferecer uma experiência de visitação mais proveitosa, segura e confortável e proporcionar o melhor ambiente de negócios.

Com o atual andamento da campanha de vacinação e com as rígidas restrições impostas pelo Plano São Paulo, impedindo que ocorram eventos presenciais, a realização da feira no mês de junho ficou inviabilizada. Portanto, a direção da feira decidiu remanejá-la para outubro, quando, espera-se, boa parte da população esteja imunizada e a economia volte a aquecer.

A Fespa e a APS seguem na missão de oferecer ao mercado de impressão digital uma feira na confiança de que os desafios do momento atual serão superados.

Fonte: APS

 



Como envelopar retrovisores e capacetes

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 09/09/2020
Conheça as técnicas para adesivar objetos com curvas positivas

Conheça as técnicas para adesivar objetos com curvas positivas

Depois de ganhar experiência nas adesivações de superfícies planas, o instalador sente que é a hora de envelopar objetos mais complexos, como capacetes e retrovisores, que por terem curvas positivas demandam lastro para executar corretamente a quebra de memória e a distribuição de tensão do vinil adesivo – essenciais para dar qualidade à aplicação e ao acabamento. Segundo Cleber Orsioli, gerente de marketing da Imprimax, é o acabamento caprichado que agrega valor e agrada ao cliente.

Passo a passo

Wagner Oliveira, instrutor técnico da Imprimax, ensina que, antes de começar a adesivar um retrovisor, é fundamental analisar em quais partes de sua superfície deverão ser dadas as quebras de memória do vinil. O instrutor também recomenda que, se possível, a peça seja desmontada. Com ela solta, o instalador consegue trabalhar melhor.

Primeiro passo: limpe toda a peça com álcool isopropílico, para remover vestígios de sujeira. Em seguida, destaque o frontal do liner e fixe-o na parte de trás do retrovisor (que fica mais próxima ao vidro da porta do veículo). Depois, cubra toda a parte superior da peça. Para isso, aqueça e estique o vinil com soprador e espátula. Zele para sempre dar uniformidade à aplicação e retirar eventuais bolhas de ar. Direcione o vinil para a área do retrovisor que se assemelha a uma quina, pois é aí onde o material excedente deverá ser removido com estilete. Também é onde deverá ser feita a emenda. Para concluir, aplique calor (entre 80ºC e 100ºC), com soprador sempre em movimento, em 3 sessões com duração entre 10 e 15 segundos.

Dica importante dos técnicos da Imprimax: antes da aplicação, cada objeto deve ser analisado individualmente. Há peças mais simples que poderão ser revestidas sem muitas dificuldades, em uma cobertura única. Porém, há objetos muito mais complexos que demandarão a aplicação de emendas.

Confira no vídeo abaixo detalhes do procedimento:

Este artigo técnico foi patrocinado pela Imprimax, fabricante nacional de películas adesivas

 



Metalnox lança calandra CMD 1800 Série 2 para sublimação

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 08/07/2015
Calandra recém-lançada possibilita trabalhos em tecidos e transfers contínuos ou em peças cortadas

Calandra recém-lançada possibilita trabalhos em tecidos e transfers contínuos ou em peças cortadas

A Metalnox, fabricante nacional de máquinas para a indústria têxtil, anunciou o lançamento da CMD 1800 Série 2, calandra que conta com mesa exclusiva de trabalho modular, esteira transportadora para saída de material na parte posterior e sistema de tensionamento com balancim ativo, o que proporciona trabalhos com tecidos com elasticidade.

Podendo trabalhar na velocidade mecânica de até 3m/min, o equipamento possui cilindro térmico com 215mm de diâmetro, comprimento de 1,8m e 65% de área de aproveitamento do perímetro. O cilindro é revestido em aço cromado blindado com resistências imergidas em óleo, o que garante uniformidade de temperatura.

A calandra possui também sensor de alinhamento ativo automático do feltro com ação pneumática, além de nobreak com autonomia de aproximadamente 30 minutos, para casos de queda de energia e desligamento da máquina por temperatura.

Manutenção e segurança

A CMD 1800 Série 2 vem equipada com sensores e alarmes de monitoramento, os quais comunicam, por meio de avisos sonoros, a troca de óleo e outras manutenções.

Para garantir a segurança dos operadores, a calandra possui botões emergenciais nas laterais, cordão de segurança na alimentação de material, chaves de segurança nas portas dos painéis e leitor de temperatura redundante interno ao cilindro térmico.

Operação

Para facilitar a operação, a CMD 1800 Série 2 possui painel de comando IHM integrado ao CLP, com funções de contagem de metros, temperatura e velocidade.

O setup do equipamento é feito de forma simples e prática, já que o desbobinador de tecidos tem eixo livre e sem carambolas de travamento. Seu sistema de rebobinamento possui cilindros em alumínio revestidos em carpete, o que garante perfeita distribuição de tecidos e evita enrugamento ou desalinhamento.

Todos os equipamentos Metalnox possuem um ano de garantia.

Fonte: Metalnox