Novo quiosque para aeroportos faz reconhecimento facial

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/04/2014

Phoenix é capaz de identificar passageiros por meio de reconhecimento facial

O quiosque Phoenix é capaz de identificar passageiros por meio de reconhecimento facial

A Materna, fornecedora alemã de eletrônicos, realizou recentemente o lançamento do quiosque Phoenix, utilizado em check-in em aeroportos.

De acordo com a empresa, o quiosque, que emprega tecnologia touchscreen, pode ser equipado com câmeras e dispositivos de reconhecimento biométrico facial. No check-in, a câmera tira uma foto do passageiro, que é comparada com a foto contida no passaporte dele.

O Phoenix também inclui um dispositivo de fornecimento de papel suficiente para imprimir mais de 4 mil tíquetes de embarque. O quiosque pode vir com a função opcional de pagamentos, para check-in automático tanto do passageiro quanto da bagagem.

Fonte: Digital Signage Today



Sign Supply cria divisão exclusiva de vendas de vinis adesivos

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 16/01/2018
Sign House foi criada para distribuir produtos Orafol

Sign House foi criada para distribuir produtos Orafol

A Sign Supply, fornecedora nacional de materiais para comunicação visual, anunciou a criação da Sign House, divisão com foco na comercialização de vinis autoadesivos.

Segundo a empresa, a divisão é um projeto que também englobará um canal informativo exclusivo para manter seu público constantemente informado. As especificações dos produtos vendidos estarão disponíveis a partir de um filtro preciso.

A principal marca comercializada pela Sign House será a alemã Orafol, que atua há mais de 200 anos e atende às necessidades dos segmentos automotivo, refletivo, decorativo, de acessórios e comunicação visual. Os produtos Orafol são conhecidos por sua consistência e empregam o slogan “Projetados para um melhor desempenho”.

Cedina Moura, porta-voz da Sign House, declarou: “Visando aumentar nossos negócios, estamos em constante evolução. Realizamos estudos de mercado, ouvimos constantemente nossos clientes e marcarmos presença nas feiras e eventos mais importantes do setor, além da realização de treinamentos com nossos parceiros. Mantemos nossas redes sociais sempre atualizadas com novidades do setor e informações dos nossos produtos, visando mostrar ao mercado que somos referência no assunto”.

Fonte: Fespa Brasil



Como limpar o veículo antes de realizar o envelopamento com vinil adesivo

Por Eduardo Yamashita em 16/07/2014

Neste artigo saiba como fazer a correta limpeza do veículo antes de fazer a aplicação do vinil adesivo

Neste artigo veja como fazer a correta limpeza do veículo antes da aplicação do vinil adesivo

A preparação da superfície do veículo que será envelopado envolve um procedimento de 3 etapas: lavagem com detergente, limpeza com solvente (desengordurante ou desengraxante) e limpeza final com álcool isopropílico.

Lavagem com detergente

O veículo deve ser lavado (com água limpa e detergente) um dia antes da aplicação, para que seja removida a maior parte da sujeira solúvel em água. É necessário lavar o carro com um dia de antecedência para que ele seque completamente, especialmente sob as cabeças dos rebites e entre os painéis.

Antes de aplicar a imagem, certifique-se de que a superfície esteja completamente seca. A água retida nas reentrâncias das cabeças de rebite pode levantar o vinil. Umidade sob as emendas das chapas também causa problemas.

Limpeza com solvente

A limpeza do veículo a ser envelopado requer cuidados. Cada parte do veículo deve estar impecável, incluindo áreas debaixo dos para-lamas, portas, capô e porta-malas – regiões que acumulam muita sujeira.

Depois de lavar a superfície com água e detergente, o segundo passo é limpá-la com solvente. Mesmo que uma superfície lavada pareça limpa, podem estar presentes contaminantes (ceras, gorduras, graxa e óleos). Para removê-los, use desengraxantes ou desengordurantes comerciais à base de xilol ou toluol, produtos encontrados em lojas de produtos automobilísticos.

Ao usar qualquer tipo de solvente, leia as advertências do rótulo e da FISPQ. Trabalhe em local bem ventilado, use equipamento de segurança e siga os procedimentos recomendados.

Nessa etapa, é importante fazer testes. As formulações dos produtos de limpeza à base de solventes variam muito de um fabricante para outro. Algumas formulações são muito fortes. Para não danificar o sistema de pintura do veículo, teste o solvente em uma área escondida do carro.

Concentre a limpeza nas áreas "escondidas", ou seja, nas bordas das portas, capô e para-lamas. As áreas das bordas das peças com borracha também acumulam muita sujeira.

Limpeza final

Como o desengraxante pode deixar resíduos oleosos, limpe a superfície com álcool isopropílico. Esta última etapa deve ser realizada com ambas as mãos: uma com um pano embebido com o álcool, a outra com um pano seco. Depois de aplicar o solvente na superfície, limpe-a antes de o álcool evaporar. Faça essa limpeza momentos antes da aplicação do vinil, para remover contaminantes do ar que se instalam na superfície do veículo.

Considerações finais

Muitas vezes, a limpeza da superfície é a última coisa em que o instalador pensa. Frequentemente, ela é ignorada. Mas a falta dela é primeira causa dos problemas de adesão do vinil. Considere o seguinte: se você não limpar a sujeira e a gordura da superfície, como o vinil ficará aderido à superfície? A limpeza inadequada é uma receita certa para o fracasso do envelopamento. Portanto, para obter bons resultados na instalação, limpe adequadamente o veículo antes da aplicação do vinil.

 
Esse artigo técnico foi patrocinado pela Imprimax, fabricante de vinis adesivos

Este artigo técnico foi patrocinado pela Imprimax, fabricante de vinis adesivos

Gostou do artigo? Você também vai se interessar pelas matérias abaixo:

 

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis adesivos, envelopamento de carro e comunicação visual

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis adesivos, envelopamento de carro e comunicação visual