Influência da temperatura na instalação de vinis adesivos

Por Eduardo Yamashita em 28/07/2015
Artigo técnico aborda a influência da temperatura na aplicação de vinis adesivos

Artigo técnico aborda a influência da temperatura na aplicação de vinis adesivos

Todo vinil adesivo sofre influência de temperatura. O frio extremo pode afetar o desempenho do filme de PVC e dificultar a instalação. Por outro lado, o calor extremo pode tornar o adesivo muito agressivo. Portanto, ao instalar imagens de vinil no Pará ou Rio Grande do Sul, em janeiro ou junho, é preciso enfrentar alguns desafios ambientais. Quais são os riscos? E como saber quando está muito frio para a instalação planejada?

Em ambientes muito frios

A baixa temperatura do ambiente ou da superfície reduz a plasticidade do filme de PVC, o que pode roubar sua capacidade de se conformar a uma superfície curva ou ligeiramente texturizada. No entanto, não haverá problema se a superfície de aplicação for lisa e plana. Em outras palavras, a elongação do filme de PVC diminui, deixando-o mais quebradiço.

Mas conformação é apenas parte do problema. O vinil mais conformável do mundo só vai ficar parado (adesivado) se o adesivo trabalhar. Em temperaturas abaixo da mínima, o adesivo torna-se tão frágil que não se molda à superfície. Se estiver perto da temperatura mínima da superfície, o filme pode aderir, mas não vai se relacionar bem o suficiente para tornar-se permanente. Isso poderia causar falha adesiva após a entrega ao cliente.

Qual a temperatura ideal para evitar o fracasso das aplicações? Depende. Cada vinil é diferente, mas em geral a temperatura mínima varia entre 4ºC e 7ºC para vinis cast e entre 8ºC e 10ºC para calandrados. Para ter certeza dos valores ideais, consulte sempre os dados publicados pelos fabricantes.

Falhas de aplicação podem acontecer caso não seja levada em consideração a temperatura como fator de influência durante a instalação de vinis adesivos
Falhas de aplicação podem acontecer caso não seja levada em consideração a temperatura como fator de influência durante a instalação de vinis adesivos

Intemperismo e armazenamento

Ao armazenar vinis em local separado do espaço de trabalho, é preciso adaptá-los à temperatura do ambiente antes da aplicação. Se estiver 22ºC em sua mesa e 3ºC na área de armazenamento, o vinil pode não estar pronto para o trabalho. Logo, será necessário aquecer a mídia para que fique entre 20ºC e 25ºC. Esse procedimento também é válido para fitas adesivas, filmes de laminação e outros materiais autoadesivos.

Entretanto, se o seu vinil está quente e será instalado em um veículo em uma garagem com a temperatura mais baixa, será necessário aquecer a superfície antes da instalação. A temperatura da superfície é tão importante quanto a do próprio vinil.

Lembre-se que, geralmente, leva alguns dias para o adesivo curar na superfície. Então, se você tem de instalar vinis em clima frio, faça-o em local climatizado. Além disso, tente organizar o ambiente para manter a superfície recém-decorada ou o veículo por alguns dias (mínimo de dois dias) descansando antes de liberá-lo para o cliente.

Agora você sabe que “depende” é a resposta para a questão “é quente o suficiente para instalar o vinil?”.

Este artigo técnico foi patrocinado pela Imprimax, fabricante de vinis adesivos
Este artigo técnico foi patrocinado pela Imprimax, fabricante de vinis adesivos



3M lança vinil perfurado Scotchcal Perforated Window Film IJ67

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 01/02/2014

Película é indicada para aplicações de rápida duração

Película é indicada para aplicações de rápida duração

A 3M, fabricante de películas, introduziu no mercado internacional o 3M™ Scotchcal™ Perforated Window Film IJ67, vinil adesivo removível desenvolvido para aplicação de curta duração e em vidro.

Com 5,9mil de espessura, o filme permite que a imagem nele impressa seja vista de fora da janela, sem atrapalhar a visão de quem está no interior do ambiente.

O filme IJ67 vem com um liner de papel polirrevestido que é apoiado com outra camada de papel. Essa característica facilita o desempenho da mídia em impressoras serigráficas e digitais UV, solvente ou látex.

Disponível em rolos com largura-padrão de 1,37cm (54 polegadas), o vinil é indicado para aplicações em janelas tanto no interior quanto no exterior de prédios, divisórias e janelas de veículos.

Segundo a 3M, o IJ67 substitui os vinis perfurados IJ65 e IJ66, que foram descontinuados.

Fonte: 3M



Mutoh lança tinta sublimática DH-21

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 21/01/2019
Insumo é compatível com modelos ValueJet

Insumo é compatível com modelos ValueJet

A filial norte-americana da Mutoh, fabricante de impressoras digitais, anunciou a nova DH-21, tinta sublimática para equipamentos da linha ValueJet.

Brian Phipps, presidente da Mutoh America, declarou: “A nova tinta DH-21 é econômica e de alta carga. Ela foi projetada para oferecer cores de alta densidade, baixo consumo e renderização de cores superior com redução de metamerismo. Sua fórmula permite imprimir em papéis finos e leves e diminuir os tempos de transferência”.

Disponível em quatro cores (CMYK), a tinta é vendida em sacos de 1000ml e é compatível com impressoras ValueJet dos modelos 1948WX, 1638WX, 1938WX e 1624WX.

A tinta está disponível nos revendedores autorizados da Mutoh na América Latina.

Fonte: Mutoh America