Avery reformula portfólio de vinis para recorte

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 21/03/2018
Mais de 100 opões de cores fazem parte da linha Cut Film Vinyl

Mais de 100 opões de cores fazem parte da linha Cut Film Vinyl

A fabricante Avery Dennison anunciou a reformulação do Cut Film Vinyl, portfólio de vinis para recorte que foram reprojetados para oferecer maior prazo de validade. A série apresenta películas das marcas HP750 High Performance e SC950 Supercast, que são indicadas para artesanato, sinalização interna e externa e envelopamento de frota.

Os filmes Cut Film Vinyl serão apresentados durante a ISA Sign Expo 2018, feira que ocorre entre os dias 22 e 24 de março, em Orlando, Estados Unidos. Durante o evento, a empresa também exibirá as séries MPI 1105 (vinis cast para aplicações internas e externas) e MPI 1405 (filmes sem PVC, para envelopamento de veículos e instalações em superfícies de textura rígida).

Jeff Losch, diretor de marketing da Avery Dennison Graphics Solutions North America, declarou: “Estamos orgulhosos de lançar a próxima geração de vinis para recorte, que tem mais de 100 opções de cores. Com isso, ajudamos os clientes a criar, personalizar e proteger suas marcas”.

Fonte: Avery Dennison



Xaar lança cabeça de impressão Xaar 1002 GS40

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 16/02/2016
Cabeça de impressão pode ser empregada na criação de efeitos exclusivos em substratos aplicados em diversos mercados

Cabeça de impressão pode ser empregada na criação de efeitos exclusivos em substratos aplicados em diversos mercados

A fabricante Xaar anunciou o lançamento da Xaar 1002 GS40, cabeça de impressão inkjet desenvolvida especialmente para aplicações com tintas e vernizes de cura UV. Segundo a empresa, o dispositivo, que já foi testado por empresas de impressão em cerâmica, possibilita a criação de efeitos com textura em rótulos, embalagens, peças gráficas e laminados de madeira.

Com a capacidade de disparar gostas com volumes entre 40 e 160 picolitros, a Xaar 1002 GS40 é indicada principalmente para a impressão de vernizes UV em grandes tiragens e altas velocidades de produção. A cabeça também pode ser usada para reproduzir grandes áreas brancas opacas (com tamanhos de pontos maiores) ou finos detalhes (com gotas menores).

De acordo com a empresa, a Xaar 1002 GS40 pode ser utilizada em conjunto com a Xaar 1002 GS6 para a criação de fundos brancos sólidos, algo recorrente entre as empresas de impressão de rótulos e embalagens. A cabeça também pode ser empregada na impressão de camadas espessas e táteis de verniz especial e efeitos texturizados que melhoram o aspecto visual de laminados de madeira fabricados pela indústria da decoração.

Além de incorporar a TF Technology, a Xaar 1002 GS40 possui uma arquitetura que permite à cabeça ter um desempenho produtivo com diversos tipos de tintas e viscosidades e em variadas temperaturas ambientais, característica essencial para quem imprime insumos de alta viscosidade e muito pigmentados, como vernizes e tintas brancas opacas.

Fonte: Xaar



Aplicação de vinil adesivo: como limpar superfícies contaminadas

Por Eduardo Yamashita em 04/05/2015

Óleo, gordura e graxa: contaminantes que devem ser eliminados da superfície que receberá o vinil adesivo

Óleo, gordura e graxa: contaminantes que devem ser eliminados da superfície que receberá o vinil adesivo

A limpeza da superfície é fundamental para garantir a qualidade de qualquer aplicação de vinil adesivo. Neste artigo, saiba reconhecer os contaminantes e como eliminá-los da maneira correta, para realizar uma aplicação profissional.

Os contaminantes são definidos como substâncias insolúveis (que não se misturam) em água, de origem vegetal ou animal e constituídas de triglicerídeos, que são formados da condensação entre glicerol e ácidos graxos. Os contaminantes mais comuns são o óleo e a gordura. A diferença entre eles é o estado físico (sólido ou líquido) em que se encontram quando submetidos a temperaturas abaixo de 20ºC. Nessa condição, quando o estado da substância é sólido, ela é então classificada como gordura.

Outro contaminante comum é a graxa, nome genérico e popular dado a lubrificantes pastosos compostos (semiplásticos ou de alta viscosidade) de misturas de óleos lubrificantes minerais (de diversas viscosidades) e aditivos.

Há ainda a contaminação por suor, o qual contém água, gorduras, ácidos e sais. O toque da mão na superfície a ser adesivada produz contaminações que causam baixa aderência da película autoadesiva. Por isso, o manuseio das superfícies deve ser feito com luvas.

Várias superfícies metálicas podem ficar cobertas por camadas de óleo, gordura ou graxa, o que dificulta a aderência do vinil autoadesivo nas superfícies. A maneira eficiente de removê-los é com o uso de solventes (desengraxantes).

Para uma aplicação profissional, limpe adequadamente a superfície que será adesivada

Para uma aplicação profissional, limpe adequadamente a superfície que será adesivada

Desengraxantes ou desengordurantes são substâncias usadas para a remoção de gorduras (óleos e ceras). Esses compostos químicos e formulações são essenciais para muitos processos industriais, como prelúdio ao acabamento de superfície ou a componentes de proteção e revestimento, nos processos genericamente chamados de desengraxe.

Existem vários desengraxantes comerciais para limpar superfícies contaminadas, mas eles contêm químicos (à base de nafta, xilol, toluol ou heptana) que podem ser perigosos se inalados, pois são hidrocarbonetos derivados de petróleo.

Desengraxantes são produtos usados para a limpeza de superfícies

Desengraxantes são produtos usados para a limpeza de superfícies

Recomendações de uso

Para tornar os serviços mais profissionais, é importante dar atenção às recomendações básicas de todos os produtos petroquímicos. Veja abaixo alguns itens:

- Prevenção: uso e/ou manuseio inadequado pode ser perigoso à saúde e provocar incêndio e explosão. Não utilize o produto antes de tomar as medidas necessárias para evitar danos e ferimentos.

- Armazenagem: acondicione o produto em ambientes abrigados, com boa ventilação e temperatura máxima de 40°C.

- Inflamabilidade: mantenha o produto inflamável longe de chamas e faíscas e evite fumar perto do local da utilização.

- Inalação: evite respirar os vapores, mantendo boa ventilação durante a aplicação e a secagem.

- Manuseio: evite contato do produto com pele e olhos, utilizando luvas, óculos, protetores, máscaras, cremes protetores etc. Não coma ou beba perto do local da aplicação. Mantenha o produto longe do contato de crianças e animais.

Siga as recomendações de uso descritas nos produtos de limpeza e não negligencie os equipamentos de proteção

Siga as recomendações de uso descritas nos produtos de limpeza e não negligencie os equipamentos de proteção

Acidentes

- Contato com a pele: lave com água abundante e promova a limpeza com sabão neutro.

- Contato com a roupa: retire as roupas atingidas e lave-as.

- Respingos nos olhos: lave-os imediatamente com água limpa corrente (por no mínimo 10 minutos) e procure atendimento médico imediato.

- Vazamentos: isole a área e não fume. No caso de o derramamento ser grande e em área confinada, utilize proteção respiratória. Evite inalar os vapores. Estanque e contenha o derramamento com areia, pó de serra ou terra. Em seguida, transfira o líquido e o sólido de contenção para embalagens separadas, a fim de proceder o descarte.

- Incêndio: proteja os recipientes não avariados com jato d’água sob forma de neblina. Apague o fogo com extintores de CO2, espuma ou pó químico.

Gostou do artigo? Você também vai se interessar pelas matérias abaixo:

 

Esse artigo técnico foi patrocinado pela Imprimax, fabricante de vinis adesivos

Este artigo técnico foi patrocinado pela Imprimax, fabricante de vinis adesivos

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis adesivos, envelopamento de carro e comunicação visual

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis adesivos, envelopamento de carro e comunicação visual