Summa lança mesa de corte F1330

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 14/11/2016
F1330 compõe a linha de mesas de corte Summa F Series

F1330 compõe a linha de mesas de corte Summa F Series

A Summa, fabricante de equipamentos para o mercado de comunicação visual, anunciou o lançamento da F1330, mesa de corte que faz parte da linha F Series. Com área de trabalho de 1,29m x 3,05m, a máquina é indicada para acabamento de mídias rígidas, vinis adesivos e materiais usados em sinalização de tráfego. Segundo a empresa, a F1330 é compatível com todas as ferramentas disponíveis para as mesas de corte dos modelos F1612 e F2630.

A F Series foi lançada em 2010. O primeiro modelo da linha foi o F1612, que continua a ser fabricado e comercializado. Cinco anos depois, a Summa apresentou o F2630, equipamento mais robusto e com uma área de trabalho maior. E para dar conta de outras demandas, especialmente vindas dos EUA e da Ásia, a empresa desenvolveu a F1330, lançada no mercado internacional no começo de novembro de 2016.

De acordo com a fabricante, o investimento nas máquinas depende da configuração técnica e produtiva escolhida pelo cliente.

Fonte: Summa



Envelopamento líquido: como aplicá-lo em seu carro (passo a passo)

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 27/11/2015

Já ouviu falar em envelopamento líquido, mas não tem ideia de como ele é aplicado? Então siga o passo a passo abaixo:

Aos olhos do leigo, envelopar um carro pode parecer fácil. Porém, a atividade exige conhecimento e muita habilidade dos profissionais (os adesivadores). Eles precisam saber escolher o vinil adequado, imprimi-lo corretamente (quando for o caso) e aplicá-lo com cuidado, a fim de evitar bolhas, arranhões e acabamentos mal feitos.

Sabendo de todos esses empecilhos, a Imprimax, fabricante nacional de películas adesivas, desenvolveu uma tecnologia que visa facilitar e melhorar todo esse trabalho: o Power Revest. Trata-se de uma substância líquida que, depois de aplicada por meio de um spray, forma uma película na superfície do veículo. Por isso, a tecnologia ganhou também o nome de envelopamento líquido.

Além da facilidade de aplicação, ele tem outra grande vantagem: confere um acabamento uniforme e sem remendas. Ficou interessado? Assista também ao vídeo:

Fonte: Imprimax. texto: InfoSign



Fujifilm inaugura fábrica de tintas digitais

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 28/01/2013

A planta tem 1800 metros quadrados

A planta tem 1800 metros quadrados

Tradicional fabricante de insumos para impressão digital, a Fujifilm acaba de anunciar a inauguração de uma nova planta em Broadstairs, no Reino Unido. Segundo a empresa, foram gastos mais de quatro milhões de euros para o planejamento e desenvolvimento da construção, além de um adicional de dois milhões e meio de euros para a atualização do departamento de pesquisa e desenvolvimento da fábrica. Ao todo, foram dois anos para a implementação do projeto.

O novo edifício tem 1800m2 e foi construído para aumentar em 56% a produção anual de tintas da empresa, para atender às novas demandas do mercado, que está migrando cada vez mais dos sistemas analógicos (serigrafia, por exemplo) para os digitais.

A fábrica tem a capacidade de produzir seis mil toneladas anuais de tinta, que depois é embalada e vendida em frascos, bolsas ou cartuchos, dependendo do modelo de impressora no qual ela será utilizada.

Mais de 340 empregados trabalham na planta e 80% deles estão envolvidos com pesquisa e desenvolvimento de tintas digitais.

Mais de 340 empregados trabalham na nova fábrica da Fujifilm

Mais de 340 empregados trabalham na nova fábrica da Fujifilm

Colin Boughton, diretor de operações da Fujifilm, comentou: "Nós planejamos tudo meticulosamente, levando em conta a nossa liderança na tecnologia de tintas digitais. Precisávamos ter equipamentos de ponta para garantir uma produção de alto nível, além de ter de aumentar o nosso volume".

Segundo a empresa, todo o projeto faz uso de métodos e processos produtivos que reduzem impactos ambientais. A fábrica emprega, por exemplo, uma caldera que consome 40% a menos de combustíveis fósseis que os sistemas mais convencionais de aquecimento.

Além disso, apenas 7% dos refugos gerados pela fábrica vão para aterros; 23% do lixo retorna como combustível. O restante, 70%, é reciclado. Isso significa que 93% do lixo é reusado de alguma forma.

A fábrica é certificada nas normas ISO 14001 e ISO 9001. E no meio de 2013, a empresa promete a certificação OHSAS 18001, voltada para saúde e segurança no trabalho.

Fonte: Fujifilm. Texto: InfoSgin