Mactac lança filme para laminação com propriedade antigrafite

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 21/11/2019
PermaGard SAG 38 é indicado para janelas e vidros

PermaGard SAG 38 é indicado para janelas e vidros

A fabricante Mactac anunciou o lançamento da PermaGard SAG 38, película de laminação que pode ser usada para proteger vinis perfurados colados em janelas e vidros.

Indicado para instalações externas de curto prazo e instalações internas de até cinco anos, o filme tem propriedade antigrafite e protege contra sujeira, umidade, abrasões leves, desbotamentos causados por raios UV e outros riscos ambientais.

De poliéster brilhante, o filme tem 1,5mil e é revestido com adesivo acrílico opticamente transparente. Além disso, vem com liner de PET de 1,5mil.

Jeff Stadelman, gerente de marketing da Mactac, declarou: “Os clientes procuram a combinação perfeita de preço e funcionalidade em um laminado para aplicações de janelas, e o filme PermaGard SAG 38 atende a esses requisitos”.

O PermaGard SAG 38 pode ser limpo com a maioria dos produtos de limpeza.

Fonte: Mactac



EFI lança impressoras digitais na Fespa Digital 2016

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 14/03/2016
Vutek LX3 Pro esteve em exibição no estande da EFI na Fespa 2016

Vutek LX3 Pro esteve em exibição no estande da EFI na Fespa 2016

A EFI, fabricante de equipamentos, apresentou na Fespa 2016, feira internacional que ocorreu entre os dias 8 e 11 de março, uma série de novas impressoras digitais. Confira os modelos:

- Vutek FabriVU: equipamento indicado para produção de sinalização em tecido para publicidade em lojas de varejo, feiras e outras aplicações. Disponível com larguras de 1,8m ou 3,4m, a impressora emprega sistema patenteado de circulação de tinta para impedir o entupimento dos nozzles. Além disso, trabalha na velocidade de até 464m2/h ou na resolução de até 2.400dpi, com gotas de tintas que variam de 4 a 72 picolitros.

- Reggiani ReNoir Next 180: impressora indicada para o mercado têxtil industrial de decoração e vestuário. A máquina trabalha com tecidos e papel e possui sistema de impressão digital sem correia de 1,8m.

- Vutek LX3 Pro: UV LED híbrida, a impressora tem 3m de largura e pode trabalhar na velocidade de 318m2/h. Por ter cura “fria”, a máquina roda um número maior de mídias.

- Vutek HS125 Pro: oferece recursos que se aproximam da impressão offset. Pode trabalhar na velocidade de produção de até 125 quadros por hora, além de apresentar o sistema de cura LED UV Pin & Cure exclusiva. A Vutek HS125 Pro sucede a Vutek HS100 Pro.

- EFI H1625-SD: impressora UV básica. Com sistema de alimentação híbrido e 1,65m de largura, a máquina emprega tinta EFI SuperDraw UV para reproduzir imagens com qualidade fotográfica diretamente em substratos de termoformagem.

- EFI Matan Quantum LXr: rolo a rolo, a impressora dispara gotas com 7 picolitros e trabalha com resoluções de até 1.200dpi em quatro cores e opção de branco.

- Fiery proServer: plataforma atualizada de front-end digital possui a capacidade de processar arquivos de impressão 60% mais rápido do que as versões anteriores do proServer.

Fonte: EFI Brasil



InfoTrends lança estudo sobre o mercado de estamparia digital

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 21/01/2013

Infotrends faz estudo sobre estamparia digital

A InfoTrends, empresa de consultoria para a indústria de impressão, concluiu um novo estudo voltado ao segmento de estamparia digital. Chamado "Transforming Textile Printing" (Transformando a Impressão Têxtil), a análise explora questões sobre demanda e tendências, além de enfatizar as características das empresas envolvidas na cadeia produtiva desse mercado.

Segundo o estudo, o potencial da impressão digital no mercado têxtil é bastante promissor. Isso se deve à introdução de equipamentos de altíssima velocidade e que também permitem trabalhar com diversos tipos de tintas.

A indústria têxtil global está avaliada em aproximadamente um trilhão de dólares. Desse todo, o InfoTrends estima que a parcela que utilizada a estamparia digital (para vestuário, decoração e produtos industriais) é de 10,3 bilhões (em 2012), ou menos que 1,5% de todo o mercado têxtil.

Apesar do segmento de estamparia digital ainda ser pequeno — se comparado com a indústria têxtil como um todo —, ele vem crescendo expressivamente e, de acordo com o InfoTrends, as receitas de vendas de tintas e equipamentos voltados para esta finalidade deve ter um crescimento anual de cerca de 30%.

Segundo a consultoria, as principais tendências que estão impulsionando este crescimento incluem a tecnologia de impressão de alta qualidade, a disponibilidade de soluções com preços mais baixos (que permite a entrada de novas empresas no mercado) e sistema aberto de cabeças de jato impressão, que permite o uso de tintas de vários fornecedores diferentes.

O estudo cobre os seguintes itens:

  • Fornecedores de sistemas de impressão digital e fabricantes de cabeças de impressão;
  • Fornecedores de tintas digitais e os tipos de tintas;
  • As fibras e os tecidos utilizados na impressão têxtil;
  • Sustentabilidade na impressão digital têxtil.

O estudo é baseado em entrevistas com empresas de toda a cadeia produtiva da estamparia digital. Ao todo, o InfoTrends realizou 67 entrevistas com empresas na China, Índia, Estados Unidos e Itália.

O documento, porém, custa 16,995.00 dólares. O interessado pode acessar mais informações na página especialmente criada para o estudo.

Fonte: InfoTrends. Texto: InfoSign