Fespa prepara nova feira para 2020

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 26/06/2019
Sportswear Pro estreia em 2020, na Fespa Global Print Expo

Sportswear Pro estreia em 2020, na Fespa Global Print Expo

A Fespa, federação internacional de impressão digital, revelou algumas novidades para os próximos anos. Já confirmada, a feira Fespa Global Print Expo 2020 será em Madri (Espanha), entre os dias 24 e 27 de março. Nessa edição, ocorrerá a estreia da Sportswear Pro, exposição dedicada ao vestuário esportivo, cujo objetivo é reunir fornecedores de acessórios, design (CAD/CAM e scanner corporal 3D) e produção (impressão, gravura, bordado e sistemas de aplicação laser).

Espera-se que os visitantes da Sportswear Pro sejam tomadores de decisão que buscam inovações tecnológicas para otimizar seus processos de produção, reduzir inventário e perdas e produzir sob demanda, em resposta aos ciclos fashion mais curtos. Além da exposição, o evento oferecerá conferências sobre negócios, tecnologias, sustentabilidade e automação.

Michael Ryan, gerente de eventos da Sportswear Pro, declarou: “Nossa comunidade está altamente engajada na produção de roupas esportivas. De acordo com o Fespa Print Census 2018, há 80% de impressores têxteis ativos neste segmento. Porém, apesar do crescimento de 7% em 2018, os produtores de vestuário esportivo não estão sendo atendidos atualmente por um evento focado em otimizar seus processos”.

Por ocorrer paralelamente à Fespa Global Print Expo 2020, a Sportswear Pro permite aos visitantes a movimentação entre os dois eventos. Além disso, a promotora do evento organizará a Print Make Wear, espécie de fábrica de moda rápida, na qual o visitante poderá ver de perto uma série de tecnologias de fabricação têxtil.

Em 2021, a Fespa Global Print Expo retorna para a cidade de Munique (Alemanha), em conjunto com a European Sign Expo. O evento ocorre entre os dias 18 e 21 de maio. Será a sexta edição na cidade.

Fonte: Fespa Brasil



Mactac anuncia novo filme para laminação

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 13/11/2013

Nova película da Mactac serve para fazer a laminação de outros filmes

Nova película da Mactac serve para fazer a laminação de outros filmes

A Mactac, fornecedora de mídias para comunicação visual, anunciou no mercado internacional o Permacolor Horizon XL1000, filme de poliuretano para laminação. Segundo a empresa, o material adapta-se muito bem a superfícies horizontais, além de apresentar alto brilho e ter adesivo permanente.

Jason Yard, gerente de marketing da Mactac, comentou: "Nossos clientes pediram um filme que durasse muito tempo depois de aplicado em superfícies horizontais e ambientes externos, muito comum em envelopamento de carro. Para essa demanda, lançamos o Permacolor Horizon XL1000, que é ultrafino e tem oito anos de garantia."

A fim de aumentar a vida útil e proteger, o Permacolor Horizon XL1000 é recomendado para laminação de outros filmes da Mactac.

Fonte: Large Format Review



Estúdio de design cinematográfico adquire impressora 3D de grande formato

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 20/12/2018
Weta Workshop cria projetos para filmes blockbuster

Weta Workshop cria projetos para filmes blockbuster

A Massivit, fornecedora de tecnologias de impressão 3D de grande formato, anunciou que o estúdio Weta Workshop, vencedor do Academy Award, instalou uma unidade da Massivit 1800 em Wellington, Nova Zelândia. A empresa é reconhecida por seu trabalho em filmes como O Senhor dos Anéis, Avatar, King Kong, Ghost in the Shell e Blade Runner 2049.

Richard Taylor, co-fundador da Weta Workshop, declarou: “ Fabricamos figuras humanas hiper-realistas, criaturas, veículos e outros acessórios enormes para cinema e televisão. Sempre procuramos tecnologias que produzam peças grandes. Com a Massivit 1800, nossa equipe conseguiu redefinir o que é criativamente possível para nossos projetos. É uma máquina versátil que transformou a maneira como trabalhamos, e até sobrecarregou nossa produção. Realmente é um sonho que se torna realidade”.

De acordo com Pietro Marson, analista de operações da Weta Workshop, as equipes de fabricação da empresa haviam implantado diversas tecnologias para seus processos, como routers CNC, robôs industriais e impressoras 3D menores. Muitas dessas tecnologias apresentaram limitações. De acordo com a empresa, muitas vezes é necessário criar esculturas de 8m ou 9m de altura. Para tanto, era preciso imprimir várias peças e depois encaixá-las manualmente, um processo demorado e caro.

A Weta Workshop espera economizar milhares de dólares ao imprimir componentes maiores por meio da Massivit 1800. A máquina foi particularmente útil para um dos projetos mais recentes da empresa, que exigiu a produção de moldes em grande escala.

Fonte: Massivit