Epson aumenta produção de equipamentos com cabeças PrecisionCore

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/08/2014

A Epson, fabricante japonesa de impressoras digitais, anunciou que aumentará a produção das cabeças de impressão PrecisionCore, empregadas atualmente em equipamentos inkjet industriais e de escritório.

Segundo a empresa, serão investidos aproximadamente 10 bilhões de ienes entre abril de 2014 e março de 2015 na linha de produção sediada no Japão.

PrecisionCore começou a ser produzida em junhode 2013 no Japão

PrecisionCore começou a ser produzida em junho de 2013 no Japão

A PrecisionCore tem controles individuais para cada nozzle, que pode disparar com precisão 50 mil gotas de tinta por segundo. Esse nível de desempenho só é possível em função da fabricação robotizada. Além disso, a empresa domina uma tecnologia inkjet refinada há mais de duas décadas e processos de microfabricação com precisão de milésimo de milímetro.

Ao produzir as cabeças PrecisionCore inteiramente no Japão, a Epson pretende acumular experiência para desenvolver a próxima geração da tecnologia, construir uma base sólida de produção e aumentar a vantagem competitiva da empresa.

A Epson promoverá o uso das novas cabeças em outras plataformas, de modo a aumentar ainda mais a competitividade e o crescimento do negócio da unidade inkjet.

Fonte: My Print Resource



ABTG promove curso de sublimação em agosto

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/08/2014

Treinamento aborda problemas e soluções de sublimação em diversas mídias

Treinamento aborda problemas e soluções de sublimação em diversas mídias

A ABTG, Associação Brasileira de Tecnologia Gráfica, realizará no dia 23 de agosto, das 9h às 16h, um curso sobre sublimação digital, cujo objetivo é auxiliar os profissionais da área a encontrar soluções dos problemas de impressão. O conteúdo aborda:

  • teoria de impressão;
  • teoria de sublimação;
  • principais segmentos de sublimação;
  • defeitos;
  • soluções em cada principal segmento.

O curso, que inclui apostila, coffee break e certificado, é ministrado por Cassio Rodrigues, engenheiro com 19 anos de experiência que publicou artigos em revistas especializadas e palestrou em vários eventos pela América Latina.

O treinamento custa R$230,00 (não associados) ou R$190,00 (associados e estudantes) O interessado pode se inscrever pelo site. Para mais informações, entre em contato pelo telefone (11) 2797-6700 ou pelo e-mail digitec@abtg.org.br.

O curso acontece no Auditório ABTG, na rua Bresser, 2315 – Mooca – São Paulo (SP).



EFI lança impressora sublimática Vutek FabriVU 340i

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 16/05/2018
Impressora vem com sistema em linha de transferência térmica

Impressora vem com sistema em linha de transferência térmica

A fabricante EFI anunciou a nova Vutek FabriVU 340i, impressora sublimática com 3,4m de largura indicada para alta produção de soft signage. Capaz de reproduzir imagens com resolução máxima de 2.400dpi, a máquina pode trabalhar nas velocidades de 500m²/h (máxima), 250m²/h (produção) e 165m²/h (PDV).

A Vutek FabriVU 340i inclui um novo sistema em linha que permite a transferência térmica da tinta em conjunto com a impressão. Segundo a empresa, o equipamento custa mais barato do que uma solução com impressora e presa térmica compradas separadamente. Além disso, ocupa menos espaço. Portanto, ao combinando duas etapas de produção em um processo contínuo, é possível obter maior produtividade e diminuir custos.

A CoverUp Ltd, de Dublin, Irlanda, foi a primeira empresa a adquirir uma unidade da Vutek FabriVU 340i. Anthony Byrne, diretor de operações da empresa, que é especializada em impressão têxtil, declarou: “Queríamos aumentar nossa capacidade de produção de soft signage, com um equipamento que sublimasse em linha. Fomos até a fábrica da EFI Reggiani, na Itália, para ver uma das primeiras unidades da Vutek FabriVU 340i, e descobrimos que a impressora era uma atualização significativa em termos de qualidade de imagem, produtividade e confiabilidade. A adição dessa tecnologia nos dará uma vantagem competitiva em nosso mercado”.

Fonte: EFI