Dicas para a produção de adesivos de piso para distanciamento social

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 05/06/2020
Gráficos instalados no chão ajudam a manter a distância adequada entre as pessoas

Gráficos instalados no chão ajudam a manter a distância adequada entre as pessoas

Por causa da pandemia de covid-19, houve uma explosão no uso de adesivos de piso que transmitem mensagens de distanciamento social para funcionários, visitantes e clientes de estabelecimentos comerciais e de saúde.

Os gráficos de piso podem ser usados por uma ampla gama de empresas e organizações, como lojas, varejistas, escritórios, farmácias, hospitais, escolas, faculdades, restaurantes e restaurantes. Eles são frequentemente colocados em áreas de recepção, corredores, salas de aula, escritórios de plano aberto, cozinhas e áreas de refeições.

Há uma grande variedade de vinis que podem ser usados na produção de adesivos de piso. Mas nem todos atendem aos requisitos necessários para as instalações de chão. Portanto, ao escolher o material, certifique-se de que ele seja adequado para o ponto de instalação, que pode ser em ambiente interno ou externo e sobre superfícies lisas ou ásperas. Há, inclusive, alguns produtos que podem ser usados em tapetes.

Certifique-se também de que a mídia tenha propriedades antiderrapantes para evitar escorregões, tropeções e ferimentos. Sempre que possível, aplique laminação sobre o vinil, para que ele fique mais resistente e protegido.

Escolha pontos de instalação com o melhor impacto visual, para aumentar as chances de as pessoas lerem a mensagem contidas nos adesivos.

Antes da instalação, verifique se as superfícies são apropriadas para o tipo de vinil usado. Siga sempre as instruções de instalação recomendadas pelos fabricantes. Em geral, as superfícies devem estar limpas, secas e lisas.

Fonte: GDW



Fujifilm anuncia nova série de impressoras UV Acuity Select HS 30

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 08/09/2016
Acuity Select HS 30 possui arquitetura de mesa plana e tecnologia greyscale

Acuity Select HS 30 possui arquitetura de mesa plana e tecnologia greyscale

A Fujifilm, desenvolvedora de tecnologias, anunciou o lançamento no mercado internacional da Acuity Select HS 30, série de impressoras UV planas capazes de trabalhar na velocidade de até 57,6m2/h (quase o dobro da série Acuity Select 20).

Indicada para birôs que trabalham com alta qualidade de impressão, a linha Acuity Select HS 30 é composta por seis modelos. O equipamento padrão tem com mesa de 2,5m x 1,25m. As máquinas podem vir com sistema rolo opcional. Também podem ter 6 ou 8 canais de tinta, para o uso das cores light cyan e light magenta, empregadas para a reprodução de imagens fotográficas e de fine arts.

Segundo a empresa, as impressoras Acuity Select HS 30 possuem sistema pneumático de registro e sistema de limpeza automática de cabeças de impressão. A tecnologia UV empregada nas máquinas possibilita a impressão de maior número de mídias rígidas e flexíveis com espessura de até 50,8mm. Além disso, o sistema de vácuo de alta pressão reduz a necessidade de mascaramento na mesa e melhora o carregamento dos substratos.

Mike Battersby, gerente de marketing da Fujifilm Speciality Ink Systems, declarou: “A série Select HS 30 é mais uma adição à bem-sucedida linha de impressoras Acuity, que foi lançada em 2007, e estas novas máquinas foram projetadas para empresas que imprimem 10 mil metros quadrados por anos. Elas também são indicadas para gráficas que pretendem migrar do analógico para o digital, aumentando a flexibilidade da produção e melhorando a rentabilidade no processo”.

Fonte: Fujifilm



Impressão digital reproduziu a maior fotografia do mundo

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 23/11/2012

Parte da maior fotografia do mundo é exibida em mercado de Londres

Conhecida como "Jump4London", a obra — que possui um quilômetro de comprimento — está sendo exibida atualmente no Spitalfields Market, de Londres (Inglaterra). Apresentada no início de 2012, a maior fotografia do mundo entrou para o Livro dos Recordes (Guinness World Record) em julho desse mesmo ano.

A mega impressão digital foi composta por 109 mil imagens, as quais mostravam centenas de pessoas saltando. Para a reprodução desse colosso, foram impressos vários banners de 100 x 10m, com a ajuda de um equipamento Agfa :Anapurna M2050, no birô inglês Creative Place. Depois de prontos, os banners foram soldados, para que a criação da maior foto do mundo fosse possível.

Impressora UV da Agfa imprimiu as diversas partes da maior foto do mundo

"Jump4London" foi idealizada pela artista Clare Newton e contou com a participação de atletas paraolímpicos, crianças com necessidades especiais e celebridades. Para a criadora do projeto, este foi um modo de mostrar que arte e educação podem trabalhar em conjunto.

Um dos apoiadores dessa iniciativa é a Agfa Graphics, cujo gerente de marketing, Tim Light, comemora: "O que ela [Clare] conseguiu é realmente notável, e estou muito satisfeito com a exibição da fotografia em um espaço tão importante de Londres".

Veja o que a artista comentou (em inglês) sobre o projeto:

Fonte: Creative Place e Jump4london. Texto: InfoSign