Novo vinil adesivo metalizado da RTape

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 08/07/2015

VinylEfx Air está disponível nos acabamentos prata, prata fosca e ouro

VinylEfx Air está disponível nos acabamentos prata, prata fosca e ouro

A RTape, fabricante norte-americana de películas adesivas, lançou nos EUA o VinylEfx Air, vinil metalizado desenvolvido especificamente para o filão de mídias especiais usadas em comunicação visual de grande formato.

Segundo a empresa, o substrato emprega tecnologia proprietária que livra de ar o adesivo durante a instalação, permitindo que mesmo instaladores inexperientes possam remover bolhas durante a aplicação do vinil em janelas, peças de PDV, displays e cartazes. Por causa dessa tecnologia, elimina-se também a necessidade de aplicações úmidas. Além disso, a mídia conta com adesivo acrílico de baixa aderência que pode ser removido das superfícies sem o uso de produtos químicos especiais.

O VinylEfx Air pode receber impressão serigráfica ou digital (solvente, ecossolvente, látex e UV). No site da fornecedora, encontram-se perfis de cores, que podem ser baixados pelo link www.rtape.com/support/icc-profiles.

O vinil é vendido em bobinas com largura de 54 polegadas. Há também a possiblidade de comprar rolos com dimensões customizadas.

Fonte: My Print Resource



Drytac lançará filmes adesivos e revestimentos de parede na Fespa 2018

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 08/05/2018
Empresa exibirá novidades nas linhas ColorCapture, SpotOn e Polar

Empresa exibirá novidades nas linhas ColorCapture, SpotOn e Polar

A Drytac, fabricante de materiais autoadesivos, anunciou seus planos para a Fespa 2018, feira que ocorrerá em Berlim, na Alemanha, entre os dias 15 e 18 de maio. A empresa promete lançar materiais das linhas ColorCapture, SpotOn e Polar.

A ColorCapture é uma nova linha de mídias para decoração de paredes. Entre as opções da série estão revestimentos com acabamentos nas opções marfim, lona e couro. Além disso, a ColorCapture oferece quatro opções de adesivos: ativado por água, permanente, removível e ReTac (ultrarremovível e reposicionável). Os produtos são resistentes a rasgos, livres de encolhimento e certificados de acordo com os padrões europeus de proteção contra incêndios.

Para os visitantes da Fespa interessados em revestimentos de paredes, a Drytac também mostrará a ReTac Textures (revestimentos de PVC com relevo e texturas de linho, areia e madeira) e as linhas FabrikTac e SynTexture, de tecidos sintéticos.

Outra novidade que a Drytac mostrará na feira é o SpotOn PET, filme de poliéster de 75µ compatível com impressoras UV. A mídia incorpora tecnologia adesiva SpotOn, que permite fácil aplicação e remoção limpa de instalações feitas em janelas.

A Drytac também lançará o Polar Burst, filme de PVC de 95µ ultrarrefletivo e adesivo removível, para aplicações de alta qualidade de sinalização e varejo.

Fonte: Drytac



Kyocera lança cabeça de impressão robusta para equipamentos de estamparia têxtil

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 06/01/2016
KJ4B-0300-G06DS oferece resistência contra ambientes adversos associados à impressão materiais para vestuário

KJ4B-0300-G06DS oferece resistência contra ambientes adversos associados à impressão materiais para vestuário

A Kyocera, fabricante japonesa de eletrônicos, anunciou o lançamento da KJ4B-0300-G06DS, cabeça de impressão desenvolvida para equipamentos de estamparia digital têxtil. Com resolução de 300dpi, frequência máxima de 30kHz e compatibilidade com tintas à base d’água, o dispositivo tem largura efetiva de impressão de 112mm e dimensões de 200mm x 45mm x 66,8mm.

De acordo com a empresa, a KJ4B-0300-G06DS dispõe de placa de nozzle de metal altamente rígida, guardas laterais para resistir a choques e estrutura reforçada para evitar refugos de tinta. Além disso, a cabeça pode trabalhar em temperaturas que podem variar de 20ºC a 80ºC.

Ainda segundo a Kyocera, a indústria têxtil global criou uma demanda sem precedentes por tecnologia inkjet, que oferece diversas vantagens em relação a processos analógicos, como agilidade de produção, eliminação de matrizes de impressão e redução de impactos ambientais. No entanto, os fabricantes de cabeças estão sendo pressionados a desenvolver dispositivos cada vez mais adaptados às condições peculiares da estamparia têxtil, para suportar problemas como dispersão de névoa de tinta e resistir à severidade da produção têxtil.

Fonte: Kyocera