Novas impressoras látex da HP para alta produtividade

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/06/2015

Na Fespa 2015, a HP apresentou as impressoras Latex 3500, que trabalham com rolos de mídia com até 300kg

Na Fespa 2015, a HP apresentou as impressoras Latex 3500, que trabalham com rolos de mídia com até 300kg

A Fespa 2015 foi oportunidade para a HP lançar no mercado internacional duas impressoras de grande formato para alta produtividade, a Latex 3500 e a Latex 3100, ambas com 3,2m de largura.

Segundo a empresa, a HP Latex 3500 trabalha com bobinas de mídia com até 300kg e possui tanques de 10 litros de tinta. Já a HP Latex 3100 pode imprimir em velocidade de 77m2/h e lida com altas tiragens e produção de prazos curtos.

As duas máquinas podem ser monitoradas pelo HP Latex Mobile, app que gera diversos relatórios de métricas, e pelo Printer Status Beacon, que faz atualizações sobre o status de trabalhos e tempos de inatividade.

A HP também mostrou a nova HP Scitex 17000, impressora digital para materiais corrugados. A máquina roda com as novas tecnologias HP Scitex Corrugated Grip e HP HDR230 Scitex Inks e imprime em velocidade de até 1.000m2/h.

Fonte: Graphic Display World



Roland DG Brasil inaugura o novo Creative Center

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 26/03/2013

Em solenidade realizada no dia 12 de março, foi inaugurado, na sede da Roland DG Brasil, em Cotia, o novo Creative Center — um espaço dedicado a exibir aplicações executadas por meio das máquinas e soluções fabricadas pela empresa.

O objetivo do centro é apresentar (a empresários, técnicos e clientes) as potencialidades dos equipamentos, que não se limitam a trabalhar apenas com banners de lona e envelopamentos de vinis adesivos.

Novo Creative Center, da Roland, é repleto de produtos saídos de impressoras digitais

Novo Creative Center, da Roland, é repleto de produtos saídos de impressoras digitais

A ideia do espaço foi plantada em 2007, durante uma reunião, no Brasil, com executivos de várias subsidiárias internacionais da Roland. Na ocasião, o então presidente da Roland brasileira, Takao Shirahata, apresentou diversas aplicações incomuns, criativas e personalizadas desenvolvidas por birôs e gráficas digitais do país.

Tomando a ideia emprestada, os executivos da Roland italiana montaram o primeiro Creative Center do mundo. Bem-sucedida, a proposta espalhou-se entre as subsidiárias da fabricante japonesa, até ser colocada em prática no país que a inspirou, o Brasil.

Ambiente apresenta objetos personalizados para decoração e arquitetura

Ambiente apresenta objetos personalizados para decoração e arquitetura

Segundo Anderson Clayton, gerente de marketing da Roland DG Brasil, o Creative Center serve como referência não apenas para os clientes, mas também às revendas dos equipamentos da marca. "A ideia é reunir todas as aplicações que as máquinas conseguem fazer, mostrando como expandir negócios e abrir mercados", declara Clayton.

Na solenidade, também estiveram representantes de revendas Roland. Entre os presentes, estava Cláudio Gurgel, da Textos e Contextos, parceira da marca japonesa desde 1998. O executivo disse ter grande interesse em implantar, também, um espaço similar ao Creative Center no show room da empresa, a fim de expor materiais diferenciados aos seus clientes no Rio de Janeiro.

Envelopamentos e adesivação não podiam faltar ao Creative Center

Envelopamentos e adesivação não podiam faltar ao Creative Center

O espaço, atualmente, agrega as seguintes instalações e produtos:

  • Itens de vestuário (personalizados com sublimação);
  • Itens de vestuário (personalizados com sublimação);
  • Itens de decoração, como puffs, almofadas e adesivos de parede;
  • Brinquedos personalizados;
  • Quadros: reprodução de fotografias e obras de arte (fine arts);
  • Móveis: mesas e cadeiras customizadas;
  • Rótulos e etiquetas em garrafas e embalagens;
  • Artigos para festas;
  • Pisos decorados.

Fonte: Roland DG Brasil



HP desenvolve nova geração de cabeças de impressão

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 07/02/2015

Tecnologia High Definition Nozzle Architecture (HDNA) está em fase de teste

Tecnologia High Definition Nozzle Architecture (HDNA) está em fase de teste

A HP, desenvolvedora de tecnologias, anunciou a nova cabeça de impressão High Definition Nozzle Architecture (HDNA). Térmico, o dispositivo possui sistema de duplo canal e trabalha em resolução de 2400dpi e velocidade 33% maior que as cabeças térmicas antecessoras da HP.

As cabeças HP HDNA são capazes de disparar pontos pequenos e grandes, o que melhora a impressão de detalhes finos e transições suaves de cor.

Trata-se da quarta geração de cabeças que empregam tecnologia MEMS (Micro-Electro-Mechanical Systems), a qual permite o aumento da densidade de nozzles (maior resolução de impressão) e a criação de circuitos integrados.

A arquitetura modular da cabeça permite que donos de impressoras inkjet rotativa (web press) façam upgrade em seus sistemas de impressão. Isso quer dizer que eles podem aumentar a qualidade e a velocidade à medida que novas tecnologias são lançadas. Portanto, além de melhorar resolução e velocidade, a HP HDNA pode receber upgrades.

A tecnologia causará impacto em diversas áreas, como na impressão de grande formato e escritório e no mercado consumidor.

Fonte: Info Trends