Digicor apresenta a nova impressora Taimes T8

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 29/11/2012

digicor vende taimes t8

Novidade da Digicor, Taimes T8 é impressora solvente com cabeças Konica

Fornecedora de equipamentos para comunicação visual, a Digicor lança a impressora digital Taimes T8. Segundo a empresa, o equipamento consegue atingir velocidade máxima de 240m2/h e resolução máxima de 1440dpi. Além de usar tinta à base de solvente, a máquina emprega oito cabeças Konica 1024 – capazes de disparar gotas de 14 pl (picolitros).

Sem chip, a Taimes T8 conta com reservatórios de cinco litros por cor de tinta, além de trabalhar com um sistema duplo de secagem e rebobinador automático. A fim de evitar a utilização de cabos flat, a impressora vem com cabos de fibra ótica, que asseguram uma vida útil mais longa ao equipamento.

Em 2012, a Digicor adquiriu 10% da Taimes, fábrica chinesa sediada em Guangzhou. A sociedade objetiva criar máquinas especialmente voltadas às necessidades do mercado brasileiro, que — segundo a fornecedora — será palco de mais dois lançamentos da marca: a Taimes Light (1.8m de largura de impressão) e a Taimes T6 Ultra (3,2m).

Fonte: Digicor. Texto: InfoSign



Sid Signs lança impressora UV Sid Apollo

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 30/05/2014

Apollo UV emprega LED para cura de tinta

Apollo UV emprega LED para cura de tinta

A Sid Signs, fornecedora latino-americana de materiais para comunicação visual, anunciou o novo Sid Apollo, equipamento UV LED plano indicado para impressão de PS, PVC, MDF, foam, acrílico, alumínio, vidro, entre outros substratos rígidos com até 40mm de espessura.

A máquina apresenta mesa com nove áreas individuais de vácuo e área de impressão de 1,3m x 1,26m.

Segundo a empresa, os LEDs usados para a cura da tinta são fabricados nos Estados Unidos e têm durabilidade de 20 mil horas. Já as cabeças de impressão possuem 1440 nozzles e tecnologia de gotas variáveis (de 7, 14 e 21 picolitros).

Além da paleta CMYK, é possível usar a tinta branca.

Fonte: Sid Signs



Dicas para evitar o enrugamento do vinil adesivo durante a impressão

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 04/01/2013

Você já deve ter notado que o calor é uma das principais causas do enrugamento do vinil adesivo. Para evitar que isso ocorra, reduza a temperatura de secagem da impressora. Mesmo assim, se a ondulação persistir, tente diminuir ainda mais temperatura – mas cuidado para não deixar de secar a tinta. Se você atingir um nível em que ela já não seca mais, considere então reduzir a quantidade de tinta impressa.

Alguns softwares RIP têm ferramentas que permitem um ajuste direto da quantidade de tinta. Em outros programas, o limite total desse insumo já vem definido de acordo com um perfil de cor, e não pode ser alterado diretamente. Nesses casos, tente criar e usar outros perfis.

O limite total de tinta, muitas vezes, varia entre 250 a 280%, dependendo dos insumos, impressora e substratos utilizados.

Observe também que o número de passadas da impressora influencia na exposição do vinil adesivo ao calor. Aumentar o número de passadas retarda o avanço do material e, portanto, aumenta o tempo em que o substrato fica em contato com o calor. Então, uma indicação é tentar diminuir a quantidade de passadas.

Para evitar que o enrugamento aconteça, o recomendado é seguir as dicas dadas, além de fazer algumas experiências para obter um equilíbrio na produção.

enrugamento do vinil

Uma das causas do enrugamento da película em uma impressora é a exposição a muito calor

Autora: Carol Millar, Especialista de Serviços Técnicos da 3M

Tradução e adaptação: InfoSign