Better Life Technology lança vinis especiais

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 24/08/2015
G-Floor Graphic foi especificamente desenvolvida para aplicações em pisos

G-Floor Graphic foi especificamente desenvolvida para aplicações em pisos

A Better Life Technology (BLT), fabricante norte-americana de vinis para decoração e sinalização, anunciou no mercado internacional duas novas opções de mídias: a G-Floor Graphic e a G-Wall.

Indicado para decoração de pisos em ambientes com grande circulação de público, o G-Floor Graphic é um tipo de vinil com maior resistência e vida útil, reciclável e mais maleável, o que facilita a instalação do material em diversos tipos de locais.

Segundo a empresa, a mídia é recomendada para decoração permanente ou aplicações reposicionáveis, para criar superfícies mais duráveis e versáteis do que revestimentos com vinis adesivos tradicionais.

O outro material lançado pela BLT é o G-Wall, com o qual é possível personalizar paredes e displays. Trata-se de um vinil semirrígido com espessura de 35mm e vendido em folhas de 1,5m x 3m. De acordo com a fabricante, o material é leve, fácil de limpar e corta-fogo.

Fonte: SGIA



Zünd disponibiliza versão 3 do Zünd Design Center

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 04/04/2017
ZDC já pode ser baixado

ZDC já pode ser baixado

A Zünd, fabricante de equipamentos para corte e acabamento, anunciou que está disponível para download a versão 3 do Zünd Design Center (ZDC), plug-in para Adobe Illustrator que permite a criação rápida e fácil de embalagens e displays de comunicação visual.

O ZDC oferece uma extensa biblioteca de designs de peças dobráveis de papelão ondulado, PVC, PP e outros materiais. Para dimensionar e alterar os desenhos prontos, basta inserir as novas medidas e o programa calculará automaticamente as dimensões. Os projetos podem ser pré-visualizados em 3D e manipulados livremente.

O aplicativo oferece várias opções de exportação para PDFs 3D interativos, arquivos .png e objetos 3D (.dae, .obj, .stl), que são indicados para apresentações aos clientes. Todos os desenhos podem ser preparados para importação diretamente no Zünd Cut Center (ZCC), sem etapas adicionais.

Segundo a empresa, a versão 3 do ZDC permite que designs sejam atualizados com um simples clique, imediatamente após as alterações das dimensões. Para os usuários que desejam criar seus próprios desenhos, o arquivo .ai contém os métodos de processamento em camadas separadas.

Na seção "panel properties", os novos projetos podem ser agrupados em simples etapas. E no modo de visualização 3D, os usuários podem modificar parâmetros como espessura, cor e transparência do material, e atualizar imediatamente a visualização para obter estas alterações.

Fonte: Zünd



Arjowiggins lança papéis para impressoras a jato de tinta

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 22/04/2013

A Arjowiggins, fabricante de mídias, anunciou o lançamento, no mercado internacional, de novos papéis reciclados (revestidos e não revestidos) e desenvolvidos para impressoras a jato de tinta. As opções chegam para substituir outros materiais não reciclados. "Vemos nesta nova gama de produtos uma alternativa competitiva para birôs, gráficas e seus clientes", comentou Jean Charles Monange, diretor de marketing e vendas da marca.

De acordo com a Arjowiggins, os produtos destinam-se a malas diretas, aplicações transacionais, materiais de marketing e documentos corporativos.

Entre as novidades, estão dois papéis reciclados e certificados pelo FSC. São eles:

  • Cocoon Jet: tratado e pigmentado, não revestido, para impressoras de alta velocidade, aprovado pela Océ e Kodak;
  • Cocoon Jet Pro: papel não revestido, tratado e pigmentado, para impressão de alta qualidade de imagens e cores.

Segundo representantes da empresa, a Arjowiggins recolhe, retira a tinta e transforma os papéis usados em uma pasta (em sua fábrica em Greenfield, na França).  Essa polpa é usada para compor os novos papéis, que recebem o certificado FSC.

Papéis reciclados foram desenvolvidos para impressoras a jato de tinta

Papéis reciclados foram desenvolvidos para impressoras a jato de tinta

Fonte: Printweek