Vanguard lança impressora UV VK300D

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 10/05/2016
Plana, a VK300D pode imprimir até 40 placas em uma hora

Plana, a VK300D pode imprimir até 40 placas em uma hora

A fabricante Vanguard anunciou no mercado internacional a VK300D, impressora plana UV capaz de trabalhar com substratos no formato máximo de 1,5m x 3,1m e 10cm de espessura.

Segundo a empresa, a VK300D utiliza conjunto de tintas composto pelas cores CMYK e branco e emprega cabeças Kyocera (com 2.656 nozzles) capazes de disparar gotas com 4, 8 ou 12 picolitros. Além disso, a máquina incorpora tecnologia de impressão para garantir a reprodução de uma gama de cores do escopo “G7-certified”, em modos de produção de 40 placas por hora (alta produtividade) ou 30 placas por hora (em alta qualidade).

Outro diferencial da VK300D é a tecnologia ajustável de cura LED, a qual possibilita maior controle de processo ao trabalhar com substratos diversos, tanto rígidos quanto flexíveis.

A VK300D complementa o portfólio da Vanguard, composto também pelo VR5D, modelo de impressora UV que emprega cabeças Ricoh Gen5 e BandGuard, tecnologia que utiliza alinhamento simétrico das cabeças (CMYK-KCMY) a fim de eliminar banding.

Tanto a VR5D quanto a VK300D podem receber upgrades e cabeças de impressão adicionais para ficarem mais produtivas.

Jim Peterson, fundador da Vanguard, declarou: “Essa impressora é um novo marco. Os visitantes da feira ISA, onde lançamos a máquina, ficaram maravilhados com a qualidade de cores da VK300D”.

Fonte: Vanguard



Linha de impressoras Mimaki JV150 é lançada no Brasil

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 16/01/2015

JV150 pode disparar gotas de tintas com volume de 4 picolitros

JV150 pode disparar gotas de tintas com volume de 4 picolitros

A Mimaki, fabricante de equipamentos para comunicação visual, anunciou o lançamento no Brasil da série de impressoras JV150, composta pelos modelos JV150-130 (largura de 1,3m) e JV150-160 (largura de 1,6m).

Rolo a rolo, os equipamentos da série trabalham na resolução máxima de 1400dpi, com tinta ecossolvente ou sublimática e paleta com quatro ou oito cores.

Tecnologia de impressão

Para que os pontos sejam corretamente posicionados no substrato, a Mimaki desenvolveu uma tecnologia que permite às cabeças de impressão disparar gotas de tinta em ângulos de jato adequados. Além disso, o volume das gotas pode variar, de 4 a 35 picolitros.

Unidade de verificação de nozzle

As impressoras JV150 possuem sensores que monitoram as gotas de tintas e detectam o entupimento dos nozzles. Quando isso acontece, eles são expurgados automaticamente, o que reduz desperdícios e mantém a qualidade da impressão.

Aquecedores de mídia

Para garantir a adesão e o formato adequado dos pontos, a mídia deve estar em temperatura ideal durante a impressão. Os modelos da série JV150 vêm equipados com três aquecedores de substratos (de pré-impressão, intermediário e de pós-impressão), os quais mantêm a correta temperatura das mídias durante o processo.

Fonte: Mimaki



Impressão digital ganha destaque no relatório de tendências globais da Drupa

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 07/03/2014

Maior feira de impressão do mundo, a Drupa, cuja próxima edição ocorrerá de 31 de maio a 10 de junho de 2016, em Dusseldorf (Alemanha), comprometeu-se a publicar uma série de estudos sobre tendências e mudanças no mercado internacional de impressão.

Acaba de ser lançado o Drupa Global Trends, primeiro relatório da organização, cujos resultados têm como base pesquisas realizadas com um grupo de executivos de gráficas, fornecedores e consumidores de impressão de todo o mundo.

Realizada no fim de 2013, a pesquisa contou com aproximadamente 2.500 tomadores de decisão de 119 países; 58% deles eram de gráficas, 21%, de fornecedores e 21%, de clientes finais.

O documento revela um número de tendências críticas compartilhadas por todas as regiões econômicas e por todos os segmentos de impressão.

De acordo com a Drupa, 65% das gráficas no mundo usam impressão digital

De acordo com a Drupa, 65% das gráficas no mundo usam impressão digital

O relatório confirma que há uma grande transformação estrutural em curso na indústria mundial de impressão, juntamente com a ocorrência de margens mais apertadas. Além desses, há outros pontos de grande destaque no estudo:

  • Há sinais claros de que as condições econômicas mundiais estão melhorando. Consequentemente, a indústria global de impressão planeja aumentar seus investimentos nos próximos 12 meses. A América do Norte está na liderança, pois acelerou o ritmo de grandes transformações ao investir pesado em tecnologia, TI e novos serviços. Nos países emergentes, o aumento da demanda é a razão para o crescimento;
  • A atividade de impressão está se transformando de indústria de produção em massa para ramo prestador de serviços. É evidente a demanda por novas soluções e modelos de negócios que reflitam as novas necessidades dos clientes;
  • A impressão digital está cada vez mais presente no parque gráfico. Entre os provedores de serviços de impressão, 65% usam tanto métodos convencionais quanto digitais, e um terço das gráficas comerciais obtem um quarto ou mais de suas rendas por meio da impressão digital. Mas a tecnologia convencional continua a ser um importante pilar para o setor.

O primeiro relatório da Drupa oferece uma avaliação inicial do estado atual da indústria de impressão. A fim de monitorar as tendências em curso, a pesquisa será repetida anualmente. Além disso, a Drupa publicará uma série de relatórios com insights para oferecer análises detalhadas sobre tópicos de relevância para a indústria.

A Drupa também está desenvolvendo uma pesquisa sobre os impactos da internet na indústria de impressão, que será lançado em 2014. O objetivo será apresentar os efeitos causados pelo e-commerce, marketing digital, comunicação de massa e TI. E mostrará como as estratégias e os modelos de negócios precisam ser adaptados.

Fonte: What They Think