Mimaki lança impressora têxtil Tx300P-1800B

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 19/10/2016
Tx300P-1800B vem com sistema de transporte de mídias que emprega cinta

Tx300P-1800B vem com sistema de transporte de mídias que emprega cinta

A fabricante Mimaki anunciou no mercado internacional a Tx300P-1800B, impressora com 1,8m de largura indicada especialmente para indústrias têxteis que produzem pequenas tiragens e amostras. O diferencial da máquina, que não tem previsão de lançamento no Brasil, é o sistema de transporte de mídia que emprega cinta para a movimentação do tecido pela máquina.

Capaz de trabalhar na velocidade de 50m2/h ou resolução máxima de 1.440dpi, o equipamento permite a impressão de tecidos mais espessos, devido às opções de distância entre a cabeça e a mídia. Ele também vem equipado com cilindros dedicados a reduzir dobras e amassos das mídias no sistema de transporte.

Entre as tecnologias incorporadas na máquina estão a Nozzle Control Unit (que detecta e recupera automaticamente os nozzles entupidos), os packs de dois litros de tinta (para dar suporte a impressão contínua) e o controle waveform (para disparar cada tinta de acordo com sua gravidade e viscosidade e oferecer o posicionamento preciso das gotas de tinta sobre os tecidos).

A Mimaki oferecerá diferentes linhas de tintas para Tx300P-1800B:

- Sb420 (sublimática): para tecidos de poliéster, para sublimação direta ou sublimação por transfer em papel. Oferece um preto mais profundo e maior durabilidade;

- Dd400 (dispersa): oferece alta resistência à luz e excelente desempenho em tecidos de poliéster para sportswear, cortinas, tecidos aplicados ao ar livre e tecidos usados na indústria automobilística;

- TP400 (pigmentada): provavelmente a série de tintas mais flexível da Mimaki, pois imprime diversos tipos de tecidos. Essas tintas não exigem a lavagem, o que reduz gastos de tempo e água. No entanto, recomenda-se a aplicação de um ligante ou iniciador;

- Rc400 (reativa): indicada para impressão de fibras naturais, como algodão, seda e lã. O sistema de cinta da Tx300P-1800B achata o tecido e torna possível impressão de materiais que esticam;

- Ac400 (ácida): são similares às tintas reativas em que pré e pós-tratamentos são necessários. Produzem cores brilhantes exigidas nas aplicações de moda e vestuário.

Fonte: Mimaki



Hexis lança vinil adesivo HX190WG2

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 07/03/2014

HX190WG2 é uma película cast

HX190WG2 é uma película cast

A Hexis, fabricante norte-americana de vinis adesivos, apresenta no mercado internacional o HX190WG2, filme cast indicado para envelopamento de carro, aplicações em curvas complexas e adesivação em aço, alumínio, PVC, entre outras superfícies.

De acordo com a empresa, a película tem formulação mais versátil e mais "tolerante" às imperfeições dos diferentes tipos de impressoras de grande formato.

A estrutura da película assegura que a tinta não cause prejuízos às propriedades adesivas do substrato, mantendo a integridade do material. Consequentemente, o filme é compatível com a maioria das impressoras solvente e látex disponíveis atualmente no mercado.

Além disso, o vinil contém um adesivo com microestruturas, o HEX’Press, que facilita o reposicionamento do vinil. A empresa também vende o PC190G2, filme usado para a laminação do HX190WG2.

Fonte: My Print Resource



Benefícios da cura LED UV na impressão digital

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/07/2014

Pouca geração de calor e baixo consumo de energia elétrica são alguns dos benefícios do LED na cura de tintas UV

Pouca geração de calor e baixo consumo de energia elétrica são alguns dos benefícios do LED na cura de tintas UV

Na indústria de impressão digital, algo novo está sempre sendo apresentado. À medida que a tecnologia cresce, é importante que o conhecimento sobre ela também aumente. Por exemplo, você sabia que a tecnologia LED usada na cura de tintas UV consome 75% menos eletricidade que as lâmpadas tradicionais?

De acordo com a Hybrid Services, distribuidora britânica de equipamentos Mimaki, os clientes estão cada vez mais preocupados com os impactos ambientais. E também têm se esforçado para reduzir custos operacionais. Nesse caso, o uso da tecnologia LED UV pode trazer benefícios, tais como:

  • consumo menor de eletricidade (75% menos que sistemas tradicionais de impressão de cura UV);
  • geração mínima de calor;
  • durabilidade de 5.000 horas;
  • operação livre de ozônio;
  • menor geração (aproximadamente 75% menos) de CO2;
  • intensidade de emissão ajustável.

A Hybrid Services informa que a maioria das fabricantes de impressoras UV atualmente utilizam lâmpadas tradicionais "quentes". No entanto, há empresas, como a Mimaki, que são pioneiras em empregar LEDs de cura "fria".

Há milhares de impressoras Mimaki com LED UV operando no mundo. São máquinas capazes de imprimir diretamente em displays para PDV, produtos promocionais, painéis de membrana, sinalização, mídias rígidas, capas de telefone, canetas, chaveiros, vestuário, fine arts, vinis para envelopamento de carro, cartazes, papéis de parede, peças para decoração e uma série de outras aplicações.

A Hybrid Services informa ainda que a tecnologia LED paulatinamente tem se tornado mais eficaz e acessível, em comparação com as lâmpadas "quentes", e os benefícios dela têm ficado cada vez mais evidentes.

Fonte: led-uv.co.uk