Insumos para a limpeza de cabeças de impressão e para acabamento superficial

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/12/2012

Toda impressora digital precisa de manutenção a fim de evitar problemas e manter um bom estado de funcionamento. Para tanto, existem procedimentos e insumos específicos. No caso das cabeças de impressão, é preciso utilizar fluidos de limpeza capazes de eliminar refugos de tinta que ficam dentro das câmeras e dos nozzles. E há muitos deles no mercado. Portanto, fique atento: é preciso escolher o material correto. A Gênesis Tintas publicou recentemente um artigo técnico detalhando alguns desses insumos fundamentais na vida de qualquer operador de impressora digital. Veja abaixo alguns dos tópicos abordados no texto:

Limpador (cleaner) para cabeças piezolétricas (solvente)

Trata-se de um glicol (solvente) que, dentro das indústrias de tintas, passam pelo processo de filtragem, responsável por conferir características especiais ao insumo, garantindo que ele passe — e limpe — pelas câmeras e nozzles das cabeças de impressão. Normalmente, impressoras digitais com cabeças piezoelétricas precisam desse limpador para manutenções diárias.

Limpador (cleaner) para cabeças Epson Micro PiezoTM (ecossolvente)

As impressoras que empregam cabeças da marca Micro Piezo, da Epson, usam solvente (glicóis) que também passam pela filtragem. O seu uso é bem menos frequente. Isso porque é a própria tinta que elimina os resquícios deixados nos nozzles e canais das cabeças já citadas, restando ao solvente apenas a limpeza mais "pesada".

insumo para impressão digital

A devida manutenção nas cabeças de impressão garante melhor funcionamento do equipamento

Solvente desentupidor (flush) de cabeças (solvente)

Mais forte do que os limpadores citados nos tópicos anteriores, o desentupidor, basicamente, derrete os resquícios das tintas que se alojam nas cabeças. Por ser mais agressivo, seu uso frequente pode danificar as peças. Depois de aplicá-lo, recomenda-se fazer a limpeza com o solvente (cleaner) e, posteriormente, o operador deve realizar testes de impressão.

Limpadores (cleaner) para cabeças de tinta sublimática

Formado por glicóis, água, aditivos e tensoativos, esse tipo de limpador passa, antes de ser vendido, pela destilação (que elimina as impurezas), desionização (elimina os minerais) e filtragem (retira fungos e bactérias do local).

Desentupidor (flush) de cabeças de tinta sublimática

O material que promove uma limpeza mais potente e garante o desentupimento completo das cabeças. Apesar de não ser corrosivo, ele trabalha com elementos tensoativos e água, que garantem a desobstrução dos canais.

Insumo de conversão de tintas solventes e sublimáticas

Usado em impressoras que suportam os dois tipos de tintas, o insumo é responsável por realizar a limpeza dos canais e fazer a conversão da tinta solvente para a sublimática e vice-versa.

Acabamento

Eles também estão nas salas de impressão de qualquer birô que se preze. São os insumos para acabamento superficial, como a laca (verniz para conferir diferenciais estéticos aos impressos) e o solvente para acelerar a secagem da tinta à base de solvente (novidade exclusiva da Gênesis Tintas).

insumo para secagem rápida

Quer secagem mais rápida? Use insumos que aceleram o processo

Laca para acabamento

Esse tipo de verniz pode ser usado no substrato impresso com a intenção de obter resultados estéticos. É possível deixar o material brilhante ou fosco, por exemplo. Além disso, a laca tem a função de proteger a superfície dos materiais sobre os quais ela foi aplicada.

Solvente para secagem instantânea

O produto aplicado às tintas solventes é vendido exclusivamente pela Gênesis Tintas e auxilia na rápida secagem do impresso. Mais aderência e resistência também são dados ao material.

Fonte: Gênesis. Texto: InfoSign



JK Group lançará tinta para impressão direta em algodão e fibras celulósicas

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 20/12/2018
Digistar Bellagio é conjunto de tintas reativas

Digistar Bellagio é conjunto de tintas reativas

O JK Group, fabricante de soluções para impressão digital, participará da Heimtextil, feira que ocorrerá entre os dias 8 e 11 de janeiro de 2019, na Alemanha. No evento global voltado para a indústria de tecidos, a empresa apresentará o Digistar Bellagio, conjunto de tintas reativas da Kiian Digital projetada para estampar diretamente algodão e outras fibras celulósicas. A série inclui as cores CYMK, preto, preto claro e três cores especiais (laranja, vermelho e azul).

Os visitantes do estande do JK Group poderão tocar e sentir os resultados peças impressas pela Digistar Bellagio, que também estará sendo usada em impressoras MS Printing.

Marco Girola, gerente de marketing do JK Group, declarou: “Estamos empolgados em apresentar a Digistar Bellagio, que faz parte do portfólio de produtos têxteis da Kiian Digital. A Digistar Bellagio nasceu da sinergia entre equipes altamente especializadas em impressão têxtil digital, que desenvolvem sistemas capazes de aumentar a eficiência e maximizar resultados”.

Além da nova Digistar Bellagio, o estande do JK Group também contará com tintas sublimáticas, dispersas (Digistar Bravo) e as pigmentadas (Digistar K-Choice). O evento será a ocasião para destacar o compromisso ecológico da empresa, por meio de seu programa Textile Standard Compliance, que possibilita uma produção de impressão sustentável.

Fonte:



InfoTrends lança estudo sobre o mercado de estamparia digital

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 21/01/2013

Infotrends faz estudo sobre estamparia digital

A InfoTrends, empresa de consultoria para a indústria de impressão, concluiu um novo estudo voltado ao segmento de estamparia digital. Chamado "Transforming Textile Printing" (Transformando a Impressão Têxtil), a análise explora questões sobre demanda e tendências, além de enfatizar as características das empresas envolvidas na cadeia produtiva desse mercado.

Segundo o estudo, o potencial da impressão digital no mercado têxtil é bastante promissor. Isso se deve à introdução de equipamentos de altíssima velocidade e que também permitem trabalhar com diversos tipos de tintas.

A indústria têxtil global está avaliada em aproximadamente um trilhão de dólares. Desse todo, o InfoTrends estima que a parcela que utilizada a estamparia digital (para vestuário, decoração e produtos industriais) é de 10,3 bilhões (em 2012), ou menos que 1,5% de todo o mercado têxtil.

Apesar do segmento de estamparia digital ainda ser pequeno — se comparado com a indústria têxtil como um todo —, ele vem crescendo expressivamente e, de acordo com o InfoTrends, as receitas de vendas de tintas e equipamentos voltados para esta finalidade deve ter um crescimento anual de cerca de 30%.

Segundo a consultoria, as principais tendências que estão impulsionando este crescimento incluem a tecnologia de impressão de alta qualidade, a disponibilidade de soluções com preços mais baixos (que permite a entrada de novas empresas no mercado) e sistema aberto de cabeças de jato impressão, que permite o uso de tintas de vários fornecedores diferentes.

O estudo cobre os seguintes itens:

  • Fornecedores de sistemas de impressão digital e fabricantes de cabeças de impressão;
  • Fornecedores de tintas digitais e os tipos de tintas;
  • As fibras e os tecidos utilizados na impressão têxtil;
  • Sustentabilidade na impressão digital têxtil.

O estudo é baseado em entrevistas com empresas de toda a cadeia produtiva da estamparia digital. Ao todo, o InfoTrends realizou 67 entrevistas com empresas na China, Índia, Estados Unidos e Itália.

O documento, porém, custa 16,995.00 dólares. O interessado pode acessar mais informações na página especialmente criada para o estudo.

Fonte: InfoTrends. Texto: InfoSign