Gênesis promove curso de sublimação em outubro e novembro

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 28/09/2015
Público-alvo do curso é formado por profissionais interessados em informações básicas sobre impressão digital sublimática

Público-alvo do curso é formado por profissionais interessados em informações básicas sobre impressão digital sublimática

A Gênesis, fabricante nacional de tintas para impressão, promoverá nos dias 23 de outubro e 20 de novembro um curso específico para interessados em sublimação digital.

Previsto para começar às 9h, o treinamento dura seis horas e ocorre na Escola Gênesis (Rua Luiz Vaz de Camões, 177 - Cumbica, Guarulhos). O investimento por pessoa é de 240 reais e o interessado pode se inscrever por meio do site.

De acordo com a empresa, o curso é indicado a alunos que pretendem adquirir conhecimentos iniciais sobre sublimação digital. Na primeira parte, serão discutidos fundamentos como:

  • Mercado da impressão sublimática digital;
  • Oportunidades de negócios;
  • Cuidados na escolha de tintas, papéis, tecidos e insumos;
  • Como preparar o local de trabalho da impressora;
  • Controles ambientais;
  • Hardwares;
  • Softwares;
  • Insumos;
  • Importância das manutenções preventivas;
  • Importância do workflow de cores;
  • Tecnologias de impressão;
  • Papéis sublimáticos;
  • Transferência térmica (prensa/calandra).

Já a segunda parte do curso aborda os seguintes tópicos:

  • Preparação da arte para a impressora;
  • Impressão na impressora de pequeno formato;
  • Apresentação completa da impressora de grande formato;
  • Painel de controle;
  • Utilização de perfil de cores no software RIP;
  • Impressão na impressora de grande formato;
  • Tipos de tecidos e tratamentos;
  • Transferência;
  • Manutenção de peças e acessórios;
  • Diagnóstico e solução dos problemas e erros mais comuns.

Fonte: Gênesis Tintas



Saiba como foi executada a reinterpretação do quadro Guernica

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 22/01/2021
Durst e Estudios Durero viabilizaram projeto artístico de José Manuel Ballester

Durst e Estudios Durero viabilizaram projeto artístico de José Manuel Ballester

Considerada por muitos críticos de arte uma das pinturas anti-guerra mais comoventes e poderosas da história, Guernica foi originalmente pintada por Pablo Picasso e recentemente retrabalhada por José Manuel Ballester, célebre fotógrafo e artista espanhol, que contou com a ajuda da Durst e do Estudios Durero para a tarefa.

Ballester alcançou reconhecimento internacional por suas reinterpretações que eliminam figuras de humanos e animais de pinturas famosas.

O trabalho de Ballester, “Around Guernica, 2009/2020”, é uma versão esvaziada da pintura de Picasso, fazendo referência à cidade de Bilbao durante a quarentena provacada pela pandemia de covid-19. A obra tornou-se a peça central da exposição “2020/03/15 José Manuel Ballester”, no Museu Guggenheim. A exposição, que também inclui uma seleção de fotos de ruas e espaços desertos, está aberta até 21 de fevereiro de 2021.

Com "Around Guernica", Ballester acrescenta um novo item ao projeto que iniciou há mais de 10 anos, quando decidiu investigar os espaços arquitetônicos e naturais projetados em algumas das obras mais importantes da história, como “As Meninas” e “O Jardim das Delícias Terrestres”.

Estas imagens foram o primeiro passo de um projeto em colaboração com os Estudios Durero e o Museu Guggenheim de Bilbao, que culminou com a exposição fotográfica, a publicação de um livro e a primeira exposição de “Around Guernica”.

O Museu Guggenheim de Bilbao foi o responsável por abordar os Estudios Durero, que “imaginam, criam e desenvolvem novas formas de produção gráfica”, para imprimir o Picasso retrabalhado, em mídia de linho tecido à mão, fornecido pelo museu especialmente para a tarefa. O substrato era do formato de 3,5m x 7,8m.

Os técnicos dos Estudios Durero e o Sr. Ballester passaram um dia no Customer Experience Center, na sede da Durst, na Itália, com o objetivo de estampar a interpretação de Guernica em uma Durst Rho 512. E eles tinham apenas uma chance, pois o material disponível era suficiente para apenas uma tiragem. Portanto, não foi possível executar nenhum teste prévio de impressão no material.

Ander Soriano, proprietário dos Estudios Durero, declarou: “Foi uma verdadeira honra para nós e para Durst desenvolver este projeto especial do Sr. Ballester e do Museu Guggenheim de Bilbao. Na obra original de Picasso e na reinterpretação de Ballester, a pintura usa apenas uma gama muito ampla de cinzas. Portanto, a qualidade de impressão deve ser excepcionalmente alta para oferecer alto valor à reprodução. E isso teria sido impossível sem a Durst Rho 512 6 C”.

Fonte: Durst



HP e Mimaki certificam mídias Heytex para impressão látex

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 07/01/2014

Cinco mídias da Heytex receberam o selo de qualidade da HP e da Mimaki

Cinco mídias da Heytex receberam o selo de qualidade da HP e da Mimaki

A HP e a Mimaki, fabricantes de impressoras digitais, anunciaram no mercado internacional a certificação de mais cinco substratos da Heytex, fornecedora de mídias para comunicação visual. O selo garante que as mídias apresentam propriedades técnicas para a impressão látex.

Além do Heytex light B1, frontlit para aplicações outdoor de longa duração, que já havia recebido a certificação, a lista de substratos com a aprovação da HP e da Mimaki contém os seguintes materiais:

  • Heytex Soft Blueback: mídia para banner indoor, de grande formato, brilhante e resistente a rasgo;
  • Heytex Digitex Superior: frontlit com uma única face para impressão;
  • Heytex Digitex Decoflex: tecido sem PVC e com revestimento de acrilato de silício;
  • Heytex Digitex Heylux: backlit altamente translúcido e livre de PVC.

De acordo com a Heytex, para receber o certificado, as mídias passaram por uma bateria de testes que checaram a qualidade dos materiais durante impressões e depois delas.

O certificado também garante o desempenho das mídias em impressão solvente e ecossolvente de equipamentos HP e Mimaki.

Fonte: My Print Resource