Gênesis Tintas publica perfil técnico de impressora para sublimação

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 28/11/2012

Conheça detalhes da Xerox 7142TEX, impressora para sublimação digital

Opção interessante para quem está pensando em ter uma impressora de sublimação, a Xerox 7142TEX ganhou um detalhado perfil técnico. Nele, há informações sobre a tecnologia de impressão e sistemas de alimentação (substratos e tintas), bem como indicações e procedimentos de instalação e assistência técnica.

A máquina, vendida pela Gênesis Tintas desde julho de 2012, é voltada tanto para iniciantes (em busca de empreender novos negócios) quanto para grandes serigrafias (que precisam complementar seus trabalhos).  A impressora vem equipada com cabeça Epson Micro PiezoTM do modelo DX5, que contém oito módulos (fileiras de nozzles), para o disparo das quatro tintas de processo (CMYK). Dentre as opções de resolução de imagem, estão: 360x360dpi, 360x720dpi e 540x720dpi.

Para rodar a impressora, a Gênesis recomenda o uso do software RIP Wasatch 7.0. Ele vem com ferramentas básicas para o trabalho de impressão digital de grande formato, além de possibilitar a calibração e a criação de perfis

Impressora vem equipada com cabeça Epson Micropiezo

Para que a impressora funcione como esperado, a fornecedora do equipamento envia ao comprador uma documentação, a qual contém todas as condições e procedimentos de instalação e funcionamento. Controle de temperatura, por exemplo, é um dos requisitos básicos listados na cartilha.

A instalação da máquina é fácil e pode ser feita pelo comprador. No entanto, a Gênesis oferece treinamentos a fim de garantir que o usuário tire o melhor proveito da impressora. A orientação é realizada em apenas um dia, e pode ocorrer tanto na empresa compradora do quanto na sede da fornecedora.

Fonte: Gênesis. Texto: InfoSign



Durst Brasil investe em centro de reparos

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 08/12/2015
Repair Center no Brasil é único fora da sede da Durst, na Itália

Repair Center no Brasil é único fora da sede da Durst, na Itália

A filial brasileira da Durst, fabricante de impressoras digitais, criou um centro de reparos de equipamentos para o segmento cerâmico. Com operação em Campinas, trata-se do único centro de manutenção fora da sede da Durst, na Itália. O principal objetivo do serviço é poder restaurar localmente os módulos de impressão das máquinas avariadas, o que representa economia significativa para os clientes.

Guilherme Poggianelli, gerente nacional de serviços da Durst Brasil, declarou: "Anteriormente, era necessário enviar as cabeças para a Itália, para que fossem reparadas. Isso gerava um custo muito alto, uma vez que estamos falando de um processo de exportação para reparo e importação do mesmo item, sem mencionar os custos envolvidos nos prazo. Com o Repair Center, além de o trabalho ser realizado localmente, com peça nacionalizada e mão de obra local, também há a agilidade. Isso representa menos tempo de máquina parada, e, por consequência, menor comprometimento da produtividade dos clientes. Dependendo de onde o cliente está localizado, em dois ou três dias ele tem o módulo de impressão recuperado".

Os problemas nas cabeças de impressão podem ser de caráter obstrutivo (nozzles) ou eletrônico (placas). Cerca de 10% dos módulos recebidos pelo centro de reparos voltam a trabalhar normalmente após a limpeza.

Uma vez detectado o problema, envia-se o orçamento para o cliente. Em seguida, o módulo segue para reparo, troca de peça ou componente. Depois, o módulo é testado e segue para os processos de alinhamento. Posteriormente, ele é testado novamente, realinhado e devolvido ao cliente com os devidos testes impressos.

Atualmente, o Brasil é o terceiro mercado mundial para Durst no segmento de impressão digital em cerâmica. Para sustentar esse posto, a empresa reestruturou sua atuação, mantendo equipes de venda e suporte em mercados estratégicos nas regiões de Santa Catarina e Rio Claro (ambos grandes polos cerâmicos no Brasil), além do escritório central em Campinas e da equipe comercial em São Paulo.

Fonte: Durst Brasil



Mtex promete lançar equipamentos para impressão direta em tecidos na Fespa 2014

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 12/05/2014

Máquinas podem imprimir diretamente em diversos tecidos

Máquinas complementam o processo de impressão direta em diversos tecidos

A Mtex, fabricante portuguesa de impressoras digitais, promete lançar equipamentos para pré e pós-tratamento de tecidos para impressão direta durante a Fespa 2014, a ser realizada entre os dias 20 e 23 de maio, em Munique (Alemanha).

Segundo a empresa, os clientes não precisarão se preocupar com soluções de terceiros para dar conta dos processos  auxiliares que vêm antes e depois da impressão direta no tecido.

Eloi Ferreira, CEO da Mtex, comentou: "Convidamos os visitantes da Fespa a conhecer a empresa. Um novo equipamento com pré e pós-impressão será lançado na feira, para completar nosso portfólio. Orientamos nossos clientes a escolher a melhor solução e damos o suporte que eles precisam. Recentemente, abrimos um showroom na Alemanha, e temos nossa base em Portugal".

Fonte: Large Format Review