Inkjet Technology lança impressora têxtil com 3,2m de largura

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/05/2016
TX3200DS pode vir com sistema integrado de transferência térmica para sublimação

TX3200DS pode vir com sistema integrado de transferência térmica para sublimação

A fabricante norte-americana Inkjet Technology Inc. (ITI) anunciou o TX3200DS, equipamento de impressão digital direta em tecidos. Com 3,2m de largura, a máquina pode utilizar tintas dispersas ou sublimáticas. Como opcional, a impressora pode vir com um sistema integrado de transferência térmica, prescindindo de calandra separada para executar o processo.

A TX3200DS emprega quatro ou oito cabeças Ricoh Gen5 e possui sistema bulk ink com compartimentos de 5 litros. Também faz parte da máquina um sistema de alimentação de mídias que não usa os tradicionais pinch rollers. Segundo a empresa, isso oferece maior precisão e estabilidade da passagem dos tecidos pela impressora.

Paul McGovern, diretor da ITI, declarou: “A TX3200DS foi projetada especificamente para birôs e estamparias que lidam com fluxos de serviços pesados. É indicada para a produção de tecidos estampados de alta qualidade e para aplicações em decorações comerciais e residenciais”.

Fonte: ITI



InkTec lança tintas EcoNova Pine

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 14/07/2014

EcoNova Pine é compatível com impressoras da série Epson SureColor SC-S

EcoNova Pine é compatível com impressoras da série Epson SureColor SC-S

A InkTec, fabricante de materiais para impressão, apresentou no mercado internacional a nova EcoNova Pine, tinta digital ecossolvente compatível com impressoras Epson SureColor SC-S.

Segundo a empresa, o insumo é indicado para impressão de mídias para aplicações outdoor e não contém químicos prejudiciais para a saúde. Além disso, apresenta resistência à luz, secagem rápida e compatibilidade com as mídias mais comuns no mercado de grandes formatos.

A InkTec afirma ainda que, com a EcoNova Pine, é possível obter resultados de impressão similares aos das tintas originais

Fonte: My Print Resource



Construções da Times Square lucram com instalações de painéis eletrônicos

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 27/12/2012

Painéis digitais

Painéis eletrônicos na Times Square

Painéis instalados na Times Square, em Nova York, estão gerando muitos lucros para os donos das construções localizadas na avenida. O edifício com a famosa bola que desce na noite de Réveillon é um dos mais disputados, lucrando aproximadamente 23 milhões de dólares por ano com as suas instalações de propaganda e sinalização digital.

A Dukin Brands Group investe mais de 3,6 milhões de dólares anualmente nos painéis do Dukin Donuts. Normalmente, eles apresentam imagens de pessoas que enviam suas fotos por meio da página da marca no Facebook. Já a Anheuser-Busch InBev, gasta mais ou menos o mesmo valor para mostrar garrafas da Budweiser, de acordo com um artigo publicado no site wsj.com.

Acredita-se que cerca de 495 milhões de dólares sejam investidos no local, levando em conta todas as propagandas colocadas nos prédios (incluindo as rendas da loja Walgreen). "Estamos muito felizes com isso", declarou Michael Phillips, diretor operacional da Jamestown Properties, empresa que comprou o One Times Square, em 1997, por 117 milhões de dólares.

Todo esse sucesso reflete o crescente valor da publicidade neste local icônico de Nova York. Por lá, passam mais de 100 milhões de pedestres por ano.

Fonte: Digital Signage Today. Texto: InfoSign