Canon lança série de impressoras UV Océ Arizona 2200

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 07/06/2016
Océ Arizona 2200 pode trabalhar com mídias com formato de 250cm x 308cm

Océ Arizona 2200 pode trabalhar com mídias com formato de 250cm x 308cm

A fabricante Canon anunciou no mercado europeu o lançamento da linha Océ Arizona 2200, composta por duas impressoras planas UV, a 2260 e a 2280. Ambas são indicadas a birôs e gráficas digitais que pretendem capitalizar novas oportunidades e explorar maior gama de aplicações de comunicação visual, sinalização e fotografia.

Baseada na tecnologia da série Arizona 600, a Arizona 2200 pode operar em velocidade máxima de 63,4m²/h, para imprimir mídias com espessura de até 50,8mm e área de até 250cm x 308cm. Pode-se acoplar um sistema rolo a rolo opcional para estampar substratos flexíveis em bobinas com largura de até 2,2m.

A arquitetura de mesa possibilita impressões ponta-a-ponta e dupla face em diversos substratos rígidos, até mesmo em mídias não convencionais, pesadas, lisas e pré-cortadas. Além de pinos de registro pneumáticos, a mesa conta com um sistema de vácuo de seis ou sete zonas, para otimizar o carregamento de mídias.

A série Arizona 2200 incorpora tecnologia patenteada de compensação de pixels, para garantir uniformidade da geometria de impressão tanto na mesa quanto no sistema opcional rolo a rolo. Além disso, o sistema de manutenção limpa as cabeças de impressão em menos de 25 segundos por cor, o que garante o desempenho consistente dos nozzles.

O equipamento pode também receber canais de tintas adicionais (branco e verniz), para melhorar sua versatilidade e qualidade de impressão. Quatro, seis ou oito canais de cores permitem aos usuários selecionar a melhor configuração para seus negócios.

As impressoras da série Arizona 2200 rodam com os softwares Onyx Thrive e Océ ProCut. Em conjunto, os programas são capazes de uniformizar o fluxo de trabalho, da impressão ao acabamento.

Fonte: Canon



Nova cabeça Epson PrecisionCore chegará ao Brasil em 2014

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 04/12/2013

Chip da PrecisionCore

Chip da PrecisionCore, que tem previsão de chegada ao Brasil em 2014

A PrecisionCore, nova tecnologia de cabeças de impressão da Epson, vai chegar ao Brasil em 2014. A peça tem formato compacto e modular, o que possibilitou o desenvolvimento da SureColor F2000, impressora digital com estrutura fixa de cabeças em linha (linehead) totalmente voltada para o mercado têxtil. Com as novidades, a Epson Brasil espera crescer 30% no setor em 2014.

"Com a PrecisionCore, criamos sistemas de impressão de alto desempenho e sob medida para novos segmentos", declarou Paulo Ferraz, presidente da Epson Brasil. "A nova cabeça está entre as mais rápidas do mundo, dispara gotas de tamanho variável e tem controle de ponto mais preciso, garantindo excelentes resultados de impressão."

Para Simone de Camargo, diretora de marketing da Epson Brasil, a PrecisionCore pode ser aplicada em vários segmentos: "Estamos lançando uma nova geração de tecnologia de impressão em tecidos e rótulos e etiquetas. Mas ela poderá ser estendida a toda linha de produtos, inclusive de impressão doméstica".

As cabeças de impressão Epson

Em 1990, a Epson revolucionou o mercado de impressão ao lançar cabeças piezoelétricas. Em 2007, a fabricante introduziu a tecnologia MicroPiezo TFP (Thin Film Piezo), que aumentou a resolução e a velocidade das impressoras a jato de tinta.

PrecisionCore: nova geração de cabeças de impressão da Epson

PrecisionCore: nova geração de cabeças de impressão da Epson

Em 2013, a Epson apresentou uma nova geração de tecnologia de impressão, a PrecisionCore. Resultado de um investimento de 300 milhões de dólares e 10 anos de pesquisa, a novidade possui componentes com precisão micrométrica. Esses dispositivos dobram a potência de saída de tinta da peça.

Fonte: Epson Brasil



Xaar anuncia tecnologias inkjet para impressão de rótulos e papéis-cartão

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 08/10/2017
High Laydown e Xaar 2001+ foram desenvolvidas para o mercado de rótulos e embalagens

High Laydown e Xaar 2001+ foram desenvolvidas para o mercado de rótulos e embalagens

A desenvolvedora Xaar anunciou a High Laydown (HL), tecnologia de impressão de verniz UV, para a criação de efeitos texturizados em rótulos, papéis-cartão e outras embalagens. Também chamados de táteis ou dimensionais, os efeitos destinam-se a melhorar e destacar o produto impresso.

Desenvolvida para ser incorporada às cabeças Xaar 1003 e Xaar 2001+, a HL aplica uma camada de verniz de 80 micra (na velocidade de 25m/min) ou de 50 micra (a 50m/min), em uma única passada. Ela também pode criar efeitos de informação táctil, como os triângulos de aviso exigidos em produtos perigosos, sem a necessidade de um processo adicional de produção. Segundo a Xaar, a HL é uma alternativa às tecnologias serigráficas usadas para imprimir tiragens pequenas e médias de rótulos texturizados. O uso da impressão digital evita a necessidade de matrizes, que podem ser demoradas e dispendiosas.

A textura confere um efeito que transforma rótulos e cartonados em embalagens de maior valor. A consultoria internacional InfoTrends realizou um estudo (CMYK: The Use of Special Effects in Digital Printing) que revela que os compradores de impressões estão dispostos a pagar até 89% a mais por efeitos texturizados, em comparação com um trabalho que emprega apenas CMYK.

Além disso, a empresa anunciou a extensão da linha de cabeças Xaar 2001+, que pasou a incluir uma tecnologia para aplicações UV em etiquetas e cartões. Uma impressora UV com cabeças Xaar 2001+ pode trabalhar na resolução de 720dpi e velocidade de até 60m/min, e dispara gotas com volumes variáveis, de 6, 12 e 18 picolitros.

Fonte: Xaar