3M lança mais seis vinis para envelopamento de carro

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/01/2013

Além do novo vinil de acabamento cromo, a 3M, fabricante de películas adesivas, anuncia mais seis opções, no mercado internacional, para os interessados em envelopamento de carros. São eles (nomes mantidos em inglês):

  • Satin White 1080-S10;
  • Satin Pearl White 1080-SP10;
  • Matte Royal Purple 1080-M38;
  • Matte Red 1080-M13;
  • Matte Yellow 1080-M15;
  • Matte Apple Green 1080-M196.

Todos fazem parte da linha Scotchprint© Wrap Film Series 1080, que agora passa a contar com 46 opções de vinis, com cores, texturas e acabamentos diferenciados.

Adesivos da 3M para envelopamento de carros

3M passa a vender mais seis opções de películas adesivas para envelopamento

Segundo a empresa, as novas películas para envelopamento de carros têm as seguintes características:

  • Sem laminação e sem impressão (pronto para uso: basta abrir a caixa e sair aplicando);
  • Fabricação cast: para aplicadores profissionais que buscam películas de alta performance;
  • Fácil instalação: além de reposicionáveis, os vinis contêm canais de ar, que evitam o surgimento de bolhas;
  • As películas são vendidas em rolos de 1,5m de largura;
  • Garantia: 3M MCS — qualidade, confiabilidade e serviço.

Nos Estados Unidos, alguns clientes da fabricante já usam as novas películas. A Claus Ettensberger Corporation (CEC), por exemplo, apresentou quatro carros na feira SEMA (Specialty Equipment Market Association). Eles foram envelopados com os novos vinis da linha Scotchprint Wrap Film Series 1080. "Os veículos adesivados com o ‘Satin Pearl White’ chamaram muito a atenção do público", declarou Rudy Ghaly, diretor de marketing da empresa.

Fonte: 3M. Texto: InfoSign



Características e funções do liner (usado em vinil adesivo)

Por Eduardo Yamashita em 10/01/2013

O liner é parte essencial dos vinis adesivos usados em diversas atividades do mercado de sinalização e comunicação visual, entre elas, o envelopamento de carro e a adesivação de paredes e móveis. Ele é constituído por um material base, que pode ser revestido (para o controle da aderência do adesivo) em um ou ambos os lados.

A função do liner é controlar a estrutura superficial do adesivo, protegê-lo de sujeira e contaminação, além de influenciar no comportamento do filme durante a sua aplicação.

Tipos de liner

Sintéticos: podem ser feitos de poliéster ou poliolefinas (e em diferentes espessuras). Os liners sintéticos são mais “suaves”, fáceis de deslizar, impermeáveis ​​à umidade e têm melhor planicidade. Esta é uma das razões pelas quais eles funcionam melhor em plotters de recorte. Porém, deve-se tomar cuidado com o acúmulo de estática, que dificulta o manuseio do liner.

De papel: podem apresentar diferentes gramaturas e ter vários tipos de revestimentos. Os mais comuns são compostos de plásticos e/ou soluções químicas. Conheça alguns:

- Comum: relativamente pesado e sem revestimento, usado para etiquetas.

- Revestido: de baixo deslizamento, usado em películas autoadesivas para impressão a jato de tinta ou eletrostática. O revestimento impede que a umidade e o calor afetem o liner e ajuda a mídia a ser alimentada na impressora ou laminadora.

- Revestido de polietileno em ambos os lados: muito comum, tem superfície plana. Pode ter uma microestrutura que dá à superfície do adesivo um ou mais formatos microscópicos. As formas superficiais influenciam o desempenho do adesivo, independentemente da sua construção química.

- Revestido de polietileno com uma película de plástico na parte de trás: a película de plástico impede tintas e toners de atravessarem o liner. Este tipo de liner é encontrado em películas autoadesivas perfuradas.

liner vinil adesivo

O liner controla e protege o adesivo

Desempenho do liner

A tabela abaixo classifica os revestimentos em relação ao desempenho. Forros similares são agrupados dentro de um mesmo bloco:

Classificação Custo inicial Estabilidade dimensional Recorte eletrônico Impressão digital Transparência Resistência à água

Melhor

 

 

 

 

Pior

Papel comum Plástico Plástico espesso Papel comum Plástico Plástico
Papel com filme plástico  -  Papel revestido  -   -   - 
Papel revestido Papel revestido Papel comum  -   -  Papel revestido
Plástico Papel comum  -   -   -   
 -   -  Plástico fino Papel revestido; Plástico Papel revestido; Papel com filme plástico; Papel comum Papel comum

 

Custo versus valor

O custo de uma película com liner plástico pode ser maior. No entanto, é mais fácil de recortá-la e remover o excesso de filme após o corte, o que aumenta a produtividade e compensa a diferença de custo.

Estabilidade dimensional

A boa estabilidade dimensional mantém o tamanho e a forma tanto do liner quanto da película. Portanto, durante o processamento, eles ficam planos e em registro.

Quando o papel absorve a umidade, ele aumenta de tamanho. E quando perde, ele diminui. Esta mudança ocorre quando as condições ambientais oscilam. Então, recomenda-se mantê-las sempre controladas.

As mudanças ambientais também podem causar outros problemas no liner, como levantamento das pontas (bordas), ondulações, enrolamentos, defeitos de impressão e problemas de registro durante a impressão ou recorte.

Tenha em mente que o papel absorve ou emite umidade, que afeta as bordas e as camadas exteriores de rolos e as “primeiras” folhas empilhadas. O revestimento no papel retarda esse processo, mas as bordas ficam sempre vulneáveis.

O transporte e o armazenamento dos rolos e imagens embrulhados em plástico também retardam a taxa de variação da umidade.

Plotter de recorte

Siga algumas considerações na hora de escolher a película (e o liner) para o recorte:

  • O plástico não absorve umidade e permanece mais plano na área de corte do equipamento;
  • O papel revestido pode ser recortado desde que as condições ambientais estejam controladas;
  • A profundidade do corte deve ser controlada no liner de papel revestido. Se ela for grande, o liner pode se separar de modo indesejado.

Impressão do liner

O liner de papel pode ser impresso (com flexografia) na parte traseira. A maioria das tintas não adere tanto ao papel revestido como no plástico. A impressão do liner é feita para adicionar o número lote de produção ou para customizar o nome da empresa ou projeto.

Marcas superficiais

Quando a película de vinil “prensa” contra a parte de trás do liner, podem surgir marcas superficiais. A quantidade e a intensidade das marcas são provenientes de fontes diversas. Liners de papel causam a maior distorção por terem mais textura. Já os liners sintéticos são de textura suave, o que causa menos distorção. Um liner mal desenhado pode marcar toda textura na parte face do filme.

Quando o vinil esquenta, ele amolece, tornando-se mais suscetível a marcas superficiais.

Como o filme é enrolado sobre um suporte (tubete), às vezes, as camadas mais externas ficarão livres de marcas, que podem aparecer quando se chega mais perto do suporte. Isso porque a película autoadesiva é enrolada com mais força.

A “cura” das marcas superficiais ocorre quando se aquece o vinil de modo que ele amoleça e faça as marcas desaparecem.

***

Texto editado e publicado pelo InfoSign no dia 10 de janeiro de 2013.

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis, envelopamentos de carro e comunicação visual.

 



EFI lança impressora de tecidos ReNoir Next

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 07/12/2015
ReNoir Next é solução sustentável de estamparia têxtil digital

ReNoir Next é solução sustentável de estamparia têxtil digital

A EFI, fabricante norte-americana de soluções de impressão, adquiriu recentemente a Reggiani, fabricante de equipamentos para estamparia têxtil digital. Um dos primeiros frutos do negócio é o lançamento da ReNoir Next, que pode empregar tintas reativa, ácida, dispersa, sublimática e pigmentada, para a produção de tecidos em larga escala. Segundo a empresa, o novo equipamento pode otimizar o processo produtivo e reduzir o consumo de energia e água, com maior eficiência e menor impacto ambiental.

Com robusta matriz de cabeças de impressão, a ReNoir Next pode ser adquiria com largura de 1,8m ou 2,88m e vem com o Essetex, sistema de lavagem para diversos tipos de materiais estampados.

As tintas Artistri PK2600, produzidas pela DuPont, podem ser empregadas na impressora para estampar algodão. O insumo reproduz cores sólidas e garante o desempenho do processo de impressão.

O portfólio de impressoras da linha EFI Reggiani é composto por sistemas integrados e desenvolvidos para produção têxtil para empresas dos ramos de decoração, esportes, moda, automóveis e sinalização. As impressoras EFI Reggiani rodam com o EFI Fiery, solução de fluxo de trabalho e gerenciamento de cores.

Ambrogio Caccia Dominioni, diretor da EFI Reggiani, declarou: “Empresas de impressão analógica de tecidos podem confiar em nossas soluções para customização em massa e volumes variáveis. Como resultado, os clientes podem crescer com a tecnologia digital ao adotar um modelo de negócio rentável e ambientalmente amigável”.

Fonte: EFI