Novas opções de tintas laranja e verde para impressoras látex da Ricoh

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 27/10/2020
Matérias-primas expandem capacidade de reprodução de cores

Matérias-primas expandem capacidade de reprodução de cores

A fabricante Ricoh anunciou que as impressoras látex Pro L5160e e Pro L5130e passaram a ser vendidas com as opções de tinta verde e laranja, que permitem a reprodução precisa de tons Pantone e cores especiais.

As impressoras látex da Roch empregam cabeças escalonadas e podem rodar na velocidade de até de 46,7m2/h. Os equipamentos também podem trabalhar com as configurações de CMYK duplo ou CMYK + branco.

Segundo a Ricoh, as novas tintas verde e laranja podem oferecer os seguintes benefícios:

  • Gama de cores estendida, para reproduzir cores Pantone e combinar cores de marcas;
  • Excelente flexibilidade de aplicação com alta produtividade no modo de quatro cores;
  • Função de limpeza automática;
  • Baixa temperatura gerado no processo de impressão;
  • Tinta látex ecologicamente correta, com certificação Greenguard;
  • Baixo consumo de energia;

As impressoras látex da Ricoh rodam com o RIP ColorGATE Productionserver Select, com funções específicas para impressão de grandes formatos.

Fonte: Ricoh



SPGPrints apresenta soluções para impressão digital na Colombiatex 2017

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 23/01/2017
Empresa busca alavancar novos negócios na América Latina

Empresa busca alavancar novos negócios na América Latina

A SPGPrints, fornecedora de equipamentos e insumos para impressão digital, estará na Colombiatex 2017, feira internacional da indústria global de tecidos, que ocorre entre os dias 24 e 26 de janeiro, em Medellín, Colômbia.

Considerada a principal feira do setor na América Latina, a Colombiatex pode alavancar até 313 milhões de dólares, cerca de R$ 1,2 bilhão, em negócios para os 510 expositores internacionais, para fortalecer a indústria da América Latina. São esperados mais de 21 mil visitantes.

A SPGPrints apresentará na Colombiatex 2017 toda a sua linha de produtos e serviços para o mercado têxtil. Entre eles, as impressoras Pike e Javelin, que podem operar com uma variedade de tintas e configurações para atender diferentes tipos de empresas.

A empresa também levará as tintas Nebula HD (para aplicações em moda praia, seda e lã) e destacará suas tecnologias de cilindros rotativos, incluindo sistemas de gravação digital.

José Maria Alves, diretor geral da SPGPrints América Latina, declarou: “Queremos manter nosso posicionamento na América Latina. Por isso, nossa participação na Colombiatex é fundamental e importante para expandirmos nossos negócios”.

Fonte: SPGPrints



Pesquisa aponta crescimento e entusiasmo no mercado de inkjet industrial global

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 14/01/2020
95% dos entrevistados do estudo “Future of Inkjet”, da FM Future, estão confiantes

95% dos entrevistados do estudo “Future of Inkjet”, da FM Future, estão confiantes

A confiança no futuro do mercado inkjet industrial é alta, de acordo com uma nova pesquisa realizada pela FM Future, consultoria inglesa sediada em Londres, que entrevistou 129 participantes de vários locais do mundo para colher as informações compiladas no estudo.

A pesquisa revela que mais de 95% dos entrevistados estão extremamente confiantes ou muito confiantes no futuro da inkjet industrial. Mais de 40% preveem um crescimento superior a 10% nos próximos 12 meses. Em relação à qualidade de produção necessária, 78% acreditam que esses requisitos estão perto de serem atendidos.

Quando perguntados sobre qual segmento mais auspicioso, o ramo de embalagens de papelão ondulado ficou em destaque, com 56%. Em seguida, está a impressão de vestuário, com 46%. O segmento de decoração também é popular, com 44%. Portanto, os segmentos de embalagens, decoração e tecidos devem liderar o crescimento da inkjet.

A pesquisa também destaca algumas das principais barreiras ao crescimento do mercado: 76% dos entrevistados concordam que existem poucas empresas integradoras de escala, e isso é um problema. Metade dos entrevistados acredita que os desafios técnicos impedem o crescimento da jato de tinta.

A pesquisa foi apoiada pela SGIA (associação norte-americana de impressão) e por colaboradores da IMI Europe, GIS e Sun Chemical. O relatório também apresenta análises e percepções adicionais da consultoria IT Strategies.

Fonte: FM Future