Cobertura Fespa Brasil 2015 – Parte 2: Substratos e máquinas de corte e gravação

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 20/03/2015

Além das impressoras digitais, outros equipamentos abrilhantaram a Fespa Brasil 2015. Entre eles, dispositivos para corte, gravação e acabamento, como plotters, routers, máquinas a laser e mesas de corte. Além deles, não faltou um dos elementos fundamentais na produção de qualquer birô, o substrato. Veja a seguir um panorama do que os expositores dessas soluções apresentaram na feira.

Leia também as demais partes desta cobertura:

Substratos

Certamente, a Fespa Brasil 2015 mostrou maior pluralidade de mídias do que a edição anterior da feira, que ocorreu em 2013.

Os substratos mais destacados, como não poderia deixar de ser, foram os vinis adesivos. Porém, outros materiais flexíveis e rígidos chamaram a atenção do público visitante. Entre eles os laminados da Endutex, as mantas magnéticas da Flexmag, os plásticos da Maxpoli e as mídias especiais da LZ/Sihl.

Soluções para envernizamento e acabamento superficial também estiveram presentes, sobretudo no estande da New Time.

Mídia vendida pela Endutex

Mídia vendida pela Endutex

Vinis adesivos

Além de filmes da 3M e Avery Dennison distribuídas pela VinilSul e películas da Orafol revendidas pela Sign Supply, o visitante da Fespa Brasil 2015 encontrou as principais opções nacionais de vinis adesivos para comunicação visual e envelopamento de carros.

Um dos maiores destaques do evento foi o estande da Imprimax. A fabricante aproveitou a feira para lançar 150 itens. Além de cores adicionais de linhas já consolidadas, a empresa desenvolveu materiais com novas texturas, estampas e tons especiais fotoluminescentes. Além disso, lançou o Guia Imprimax, que reúne informações, dicas, manuais, aplicações e artigos técnicos. O catálogo conta também com DVDs com vídeos sobre produtos e aplicações.

Imprimax lançou 150 produtos na Fespa Brasil 2015

Imprimax lançou 150 produtos na Fespa Brasil 2015

Entre as novidades da Imprimax apresentadas no evento estava o adesivo para piso antiderrapante, disponível nos acabamentos branco, preto, transparente e fotoluminescente. Outro destaque foi a linha Gold Max, composta pelas séries Highlight (com 29 cores), Jateado (Opaco, Fibra Opaco e Fosco), Metálicos (Fibra Metálico, Jateado Metálico e Gold Colmeia), Croco (seis cores), Escovado (oito cores) e Madeira (sete cores).

A Aplike, fabricante nacional de vinis adesivos, aproveitou a feira para lançar opções da série Aplikdecor, com películas para revestimento e decoração, nos modelos Madeira Nogal, Madeira Carvalho, Madeira Madre Pérola, Mármore Marrom Imperador, Savana, Couro Preto e Mármore Ventura. Os materiais podem ser aplicados em portas, elevadores, painéis, cenários e paredes de locais e estabelecimentos como bancos, escritórios, restaurantes, bibliotecas, hotéis, aeroportos, hospitais, feiras de negócios, lojas de conveniência, lojas de varejo, clubes, postos de combustíveis, entre outros.

Linha de vinis para decoração da Aplike

Linha de vinis para decoração da Aplike

Além de promover o curso de envelopamento ministrado por Justin Pate, a Alko aproveitou a Fespa Brasil 2015 para anunciar novas opções de vinis adesivos. As películas lançadas na feira são parte da linha Alltak Tuning, indicadas para aplicações diversas, sobretudo para veículos. Entre as novidades mostradas na exposição estavam os vinis Jateado Verde Água, Jateado Amarelo, Roxo Fosco, Krusher Grafite e Krusher Branco.

Amostras de vinis adesivos fabricados pela Alko

Amostras de vinis adesivos fabricados pela Alko

Máquinas de corte, acabamento e gravação

As máquinas a laser compareceram em peso na exposição promovida pela APS e pela Fespa. Entre as fornecedoras de equipamentos para corte e gravação, estava a Solugrav, distribuidora tanto da Rayjet quanto da Trotec. A empresa destacou seu amplo portfólio de máquinas com mesa. Além disso, não dispensou equipamentos galvanométricos, como o ProMarker 300, que pode gravar objetos com 300mm x 300mm x 250mm, em velocidade de até 640 caracteres por segundo.

A Sitari também foi uma das expositoras. Além das máquinas R60, PL40K e T40, a empresa apresentou a BF1312. Lançamento, o equipamento possui laser CO2 com potência de 120W e apresenta área de trabalho de 1300mm x 1250mm, além de refrigeração do tubo feita com água.

Gravadora exposta pela Potencial Laser

Gravadora exposta pela Potencial Laser

Outro estande que exibiu máquinas a laser foi o da Potencial Laser, importadora de equipamentos Ruijie. A empresa, além de routers, comercializa uma série ampla de gravadoras a laser. Entre os modelos destacados na feira estava o RJ1060, que possui área de corte de 100cm x 60cm e pode trabalhar em potências de 60W, 90W e 120W.

A Glory Laser igualmente não deixou de expor seus trunfos na Fespa Brasil 2015. A fabricante possui um portfólio que abrange todos os tipos de equipamentos para corte e gravação, como routers e máquinas a laser galvanométricas e do tipo plotter.

Mais uma fornecedora que vende ampla variedade de equipamentos é a Mettalforma. Presente na feira, a empresa trabalha com máquinas galvanométricas (como a YAG 50DP), gravadoras de porte industrial (como a Profile Plus) e máquinas do tipo plotter (como a série CMA, cuja potência vai de 30W a 150W).

Gravadora a laser da Trotec

Gravadora a laser da Trotec

Já a Vitor Ciola exibiu sua consolidada série Scriba. As máquinas da linha, além de possuírem estrutura de aço e guias lineares prismáticas em aço temperado, vêm com dupla motorização do eixo x e controlador digital de movimentos.

As tradicionais mesas de corte Zund também estiveram presentes na Fespa Brasil 2015. O estande que as apresentou foi o da BG Soluções, revendedora da marca no país. A empresa comercializa linhas voltadas para o mercado de sign e comunicação visual, para trabalhos com diversos substratos flexíveis e rígidos, como PS, PVC, PET, PP, policarbonato, acrílico, MDF e alumínio, entre outros.

Máquina de corte da Zund, na BG

Máquina de corte da Zund, na BG

Plotters de recorte

Os estimados equipamentos de recorte eletrônico tiveram espaço na Fespa Brasil 2015. A tradicional Roland DG aproveitou a ocasião para lançar o modelo CAMM-1 GS-24, cujos carro de corte e suporte de lâmina foram redesenhados e aceitam maior gama de substratos, com espessuras que variam de 50mm a 700mm. A máquina apresenta área de corte de 584mm x 25000mm e pode trabalhar na velocidade máxima de 500mm/s.

Nova plotter de recorte da Roland

Nova plotter de recorte da Roland

No estande da Sign Supply, o visitante pôde conferir de perto plotters de recorte da japonesa Mutoh, como a VC-600, com largura máxima de corte de 610mm e força de 5g a 600g.

Já a Mimaki levou a série CGSRIII, composta por três máquinas que variam de largura máxima de corte e velocidade de produção. A CG-130 SR III, por exemplo, pode trabalhar materiais com até 1550mm de largura.

Outra empresa encarregada de expor plotters de recorte foi a T&C, que representa no Brasil a fabricante Summa, cuja Série S tem quatro modelos: S75 T (74,2cm de largura), S120 T (120cm), S140 T (135cm) e S160 T (158cm).

A Akad destacou as plotters da linha Novacut, composta pelos modelos PST630SS (largura útil de 630mm e sem sensor de corte de contorno), PST630CS (largura de 630mm e sensor de corte de contorno), PSR630CS (com motor servo e largura de 630mm), PST1260CS (com motor stepper e largura de 1260mm) e PSR1260CS (com motor servo e 1260mm de largura).



Mimaki Brasil colabora em projeto social

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 23/02/2016
Fornecedora imprimiu materiais para crianças da Comunidade Madre Tereza de Calcutá

Fornecedora imprimiu materiais para crianças da Comunidade Madre Tereza de Calcutá

A filial brasileira da Mimaki, fabricante de impressoras digitais e plotters de recorte, participou no fim de 2015 do Collab, projeto social de Natal realizado na Comunidade Madre Tereza de Calcutá, na Paróquia Santa Cruz, em São Paulo.

A fornecedora criou e imprimiu diversos kits de desenho e pintura para as crianças da comunidade na véspera do Natal. Todo o material foi estampado numa Mimaki JFX200-2513, equipamento UV LED com sistema plano de alimentação de substratos.

Renata Sato, assistente comercial da Mimaki Brasil e colaboradora do Collab Natal, declarou: “Quando a idealizadora do projeto divulgou a ideia de estender a vida das nossas criações além do mundo digital, e entregá-las impressas a crianças como presente de Natal, na hora pensei na Mimaki e em todas as possibilidades de impressão que as nossas máquinas oferecem. Foi realmente gratificante e espero que possamos seguir por este caminho, levando um pouco do bem que podemos fazer pelos outros”.

Natasha Higa, idealizadora do Collab de Natal, também comentou: “É inspirador ver que ainda temos gente a usar seu trabalho ou paixão de um jeito que seja totalmente direcionado a deixar os outros felizes. Não importa o tamanho do gesto, o que importa é o coração”.

Kits para colorir foram impressos em equipamento UV
Projeto social foi realizado na Comunidade Madre Tereza de Calcutá, São Paulo

Fonte: Mimaki Brasil



Kiian Digital apresenta novidades na Fespa China

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 04/12/2013

Tintas para estamparia digital têxtil foram apresentadas pela Kiian

Tintas para estamparia digital têxtil foram apresentadas pela Kiian

Durante a edição chinesa da feira Fespa, a Kiian, fabricante de insumos para impressão digital, apresentou novas tintas sublimáticas para o setor têxtil.

Alessandra Borghi, diretora comercial da Kiian, comentou: "Nosso lançamento na Fespa de Xangai demonstra o compromisso que temos com o crescimento de nossos negócios no mercado asiático. A China é muito importante para Kiian, pois tem uma crescente demanda por tintas têxteis de qualidade".

De acordo com a empresa, as tintas Kiian permitem alta definição de cor, com maior produtividade e sustentabilidade. "A resposta do setor têxtil para nossa solução de impressão sublimática, a Digistar Hi-Pro, tem sido fenomenal. Criamos esse produto sustentável para atender a demanda dos varejistas, que se interessam cada vez mais por materiais ecológicos", concluiu a diretora comercial.

Fonte: Large Format Review