Barbieri lança solução de gerenciamento de cores para estamparia têxtil

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 06/05/2019
Spectro LFP qb Textile Edition é espectrofotômetro para medir cores em tecidos

Spectro LFP qb Textile Edition é espectrofotômetro para medir cores em tecidos

A Barbieri, fornecedora de soluções eletrônicas, apresentou no mercado internacional o Spectro LFP qb Textile Edition, espectrofotômetro para gerenciamento de cores em tecidos estampados digitalmente.

De acordo com a empresa, para medir as cores de um tecido estampado, ele deve ser fixado em uma superfície uniforme e com o apoio branco. Porém, há muita dificuldade nesse procedimento. Isso porque, durante as medições, o tecido acaba se distorcendo e fazendo com que a medição automatizada não seja possível. Para esse transtorno, a Barbieri desenvolveu o Spectro LFP qb Textile Edition. Ele garante uma fixação fácil e segura do tecido e mede de forma automática. Para tanto, novos suportes têxteis foram criados para a fixação. Além disso, o dispositivo vem com um sistema de sopro de ar que impede que fibras têxteis contaminem a óptica.

Ainda segundo a empresa, o novo recurso mais importante é o sistema de reconhecimento automático de patches, compostos por algoritmos especiais e unidade de detecção. Uma vez conhecidas as coordenadas de cada patch, o dispositivo inicia as medições e os gráficos, mesmo distorcidos, serão medidos de forma totalmente automática.

Com abertura de medição de até 8mm e geometria 45°/0°, o novo espectrofotômetro da Barbieri também é capaz de medir tintas fluorescentes na impressão têxtil.

Fonte: Barbieri



Transfer em camiseta: como aplicá-lo com filme PU (impressão digital)

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 18/01/2013

Veja, passo a passo, como se faz transfer com filme PU

Veja, passo a passo, como se faz transfer com filme PU

Você tem uma impressora solvente (grande formato) e uma plotter de recorte? Ou mesmo um equipamento com as duas tecnologias conjugadas? Uma boa pedida para ambos os casos é o transfer, em camiseta, realizado com filme de PU. Para trabalhar com ele, não tem muitos segredos.

Confira, na galeria a seguir, como fazer a transferência com filme de PU (indicado para tecidos sintéticos). O material utilizado para o procedimento foi o PUFilm, da Imprimax, que é indicado para aplicações de curto ou médio prazo. O frontal, que tem aparência fosca e sem textura, é de PU branco (com 120 micra de espessura). Já o liner (papel protetor) é de poliéster (com 75 micra).

Fonte: Imprimax. Edição: InfoSign



Envelopamento cromado em carro da Stock Car

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 23/04/2018
Chevrolet Cruze foi totalmente cromado por vinis da Imprimax

Chevrolet Cruze foi totalmente cromado por vinis da Imprimax

Vai assistir a alguma prova da temporada 2018 da Stock Car? Então preste atenção no carro 43. Repare que a máquina da Mico's Racing foi totalmente envelopada. Isso até não seria incomum. Mas é, e por um motivo especial: o carro foi todo adesivado por vinis cromados.

Quem concebeu o projeto foi Márcio Vaccarelli Rangel. Com 26 anos de estrada, o adesivador conhecido como Paulista levou o plano ao dono da equipe Mico's Racing, que prontamente aprovou a ideia de competir com um veículo cromado durante a temporada 2018 da Stock Car.

Depois do acertado entre envelopador e proprietário, foi a vez da Imprimax de entrar no projeto. A empresa forneceu 26 metros quadrados de vinil adesivo cromo azul-marinho fosco, que foram aplicados por Rangel e mais um profissional durante dois dias de trabalho.

O filme de alta performance e cola acrílica reposicionável foi aplicado sobre um modelo Chevrolet Cruze. Mas não sem dificuldades. Como a superfície do veículo é composta por fibra de vidro e tem muitas curvas e acabamentos, as instalações exigiram mais zelo, sobretudo na hora de esticar o filme, pois sem o devido cuidado ele poderia manchar e inviabilizar o projeto. Além disso, foi necessário retirar e adesivar as peças reserva para, em seguida, cobrir as pelas principais. E só então colocam-se as peças reserva em seus locais de origem.

Adesivador oficial da Imprimax, Rangel fez (e ministra) treinamentos sobre técnicas de adesivação. Para executar um envelopamento sofisticado como o realizado para a Mico's Racing, o envelopador recomenda experiência e habilidades refinadas durante anos de trabalho: “Para um projeto grande assim, tem que ter confiança”.

A Mico's Racing estreou no automobilismo brasileiro em 2010. Seu proprietário, Mico, havia iniciado sua trajetória na competição em 1997, em que atuou por 13 anos como engenheiro, até montar a sua própria equipe.

Assista ao veículo cromado da Mico's Racing em ação:



Clicky