Tinta reativa Durst Alpha Ink R HD recebe certificação GOTS

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 19/09/2017
Selo comprova eficiência, padrão de qualidade e uso sustentável do insumo

Selo comprova eficiência, padrão de qualidade e uso sustentável do insumo

A fabricante Durst anunciou que a Alpha Ink R HD, nova tinta desenvolvida para as impressoras industriais têxteis da linha Alpha, recebeu a certificação da versão 5.0 da GOTS (Global Organic Textile Standard). O selo atesta que os insumos oferecem padrão de qualidade e eficiência e asseguram ciclos sustentáveis de produção.

Lançada em março de 2017, a versão 5.0 da GOTS contempla critérios de sustentabilidade e toxicologia ao longo de toda a cadeia de suprimentos. As orientações referem-se a vestuário e outros produtos têxteis constituídos por, pelo menos, 70% de fibras orgânicas certificadas. Portanto, os materiais produzidos de acordo com a GOTS 5.0 são sustentáveis e fabricados sob condições socialmente aceitáveis.

A Durst é um dos primeiros fabricantes de tecnologia inkjet a oferecer um sistema de tinta reativa certificada pela GOTS 5.0, para a produção digital de tecidos domésticos, roupas, acessórios e revestimento de móveis.

Martin Winkler, gerente para o segmento de impressão têxtil da Durst, declarou: “Seguindo a tendência de mercado, demos mais um passo importante com a certificação GOTS 5.0, para produção em mídias de algodão. A série Alpha e a nossa nova tecnologia de tinta oferecem um ecossistema perfeito para produção digital em tecidos.”

Fonte: Durst Brasil



Resultado da enquete: no que os leitores do InfoSign investiram em 2017

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 04/01/2018
Conheça as tecnologias de impressão digital que mais interessaram os leitores do InfoSign em 2017

Conheça as tecnologias de impressão digital que mais interessaram os leitores do InfoSign em 2017

Ao longo de 2017, o InfoSign perguntou em enquete aberta qual tipo de impressora de grande formato os leitores do site gostariam de adquirir. O resultado (de um total de 678 votos) demonstra a tendência estabelecida desde 2015, isto é, a preferência por tecnologias para estamparia têxtil digital.

A tecnologia mais votada foi a sublimática, com 186 votos (27% do total). Em segundo lugar, ficou a impressão direta em tecido, com 142 votos (21%). Ambas são indicadas sobretudo para a estamparia têxtil. A látex, com 46 votos (7%), também é capaz de imprimir em diversos tipos de tecidos, o que ajuda a endossar a inclinação do público a fazer investimentos em tecnologias têxteis.

A enquete mostrou, ainda, que tecnologias consolidadas obtiveram desempenho satisfatório. Praticamente empatadas, a solvente recebeu 126 votos (19%) e a UV, 122 (18%). A impressão com tinta à base d'água teve 46 votos (7%), deixando claro que se trata de uma tecnologia voltada a um nicho mais específico.

O que você achou dos resultados? Concorda com eles? E não deixe de participar da nova enquete, que procura conhecer quais as tecnologias de impressão digital de grande formato nossos leitores pretendem adquirir em 2018. Você pode acessá-la na homepage do Infosign.



Durst Brasil fecha 2018 com crescimento de 32%

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 07/02/2019
Foi o melhor ano da empresa no país

Foi o melhor ano da empresa no país

A filial brasileira da Durst, fabricante de impressoras digitais, anunciou um crescimento de 32% em seu faturamento em 2018 (em relação ao ano-base de 2017). Trata-se do melhor ano da empresa no país, e mais de 30 milhões de reais em máquinas comercializadas no período.

Em função do bom desempenho de 2018, a Durst Brasil está planejando fazer novos investimentos e lançar equipamentos em 2019. O primeiro anúncio é a chegada da P5, linha de impressoras digitais inkjet UV para comunicação visual. As máquinas vêm com sistema de impressão capaz de disparar gotas de tinta de 5 picolitros.

Ricardo Pi, diretor geral da Durst Brasil, declarou: “A Durst vem investindo fortemente em serviços. Teremos à disposição do cliente brasileiro o DPS, Durst Professional Services, que opera como uma nova empresa dentro do grupo e está focada em treinamentos e softwares. Gostaria de acrescentar, ainda, que o Repair Center continuará a receber investimentos. Trata-se do único centro de reparos de cabeças de impressão fora da sede da Durst na Itália. Hoje, ele permite a manutenção das cabeças das linhas Gamma e Rho. Em 2019”.

Fonte: Durst Brasil

Tags: Durst Brasil,